Grupo de médicos cubanos desembarca no Ceará - Noticias


Grupo de médicos cubanos desembarca no Ceará

Os 79 médicos vindos de Cuba passarão por três semanas de preparação para se familiarizarem com as condições de trabalho.

Por Tribuna do Ceará em Ceará

25 de agosto de 2013 às 16:57

Há 6 anos

Um novo grupo de médicos cubanos desembarcou na tarde deste domingo no Ceará. O voo chegou ao aeroporto Pinto Martins por volta das 15h30min. Os profissionais de saúde irão trabalhar através de um acordo entre o ministério da Saúde e a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), dentro do programa Mais Médicos.

Segundo Odorico Monteiro, secretário de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, os 79 médicos passarão por três semanas de preparação para se familiarizarem com as rotinas de trabalho e os procedimentos do Sistema Único de Saúde (SUS). Ele destacou também que os médicos encontrarão os postos de saúde em condições melhoradas para que os profissionais de saúde possam desempenhar suas funções.

O médico Juan Hernandez disse aos jornalistas  que os profissionais cubanos estão habituados com o trabalho em situações adversas e que graças ao apoio do governo brasileiro o trabalho desempenhado no Brasil deverá ser positivo tanto para os médicos quanto para a população.

Preparação para atuar no país

Os profissionais cubanos fazem parte do acordo entre o ministério com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) para trazer, até o final do ano, 4 mil médicos cubanos. Eles vão atuar nas cidades que não atraírem profissionais inscritos individualmente no Programa Mais Médicos. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, rebateu as críticas das entidades médicas que questionam a formação médica dos profissionais cubanos.

Na segunda-feira (26), tantos os médicos inscritos individualmente (brasileiros e estrangeiros), quanto os 400 cubanos contratados via acordo, começam a participar do curso de preparação com aulas sobre saúde pública brasileira e língua portuguesa. Após a aprovação nesta etapa, eles irão para os municípios. Os médicos formados no país iniciam o atendimento à população no dia 2 de setembro. Já os com diploma estrangeiro começam a trabalhar no dia 16 de setembro.

Com informações Franciane Amaral/TV Jangadeiro

Publicidade

Dê sua opinião

Grupo de médicos cubanos desembarca no Ceará

Os 79 médicos vindos de Cuba passarão por três semanas de preparação para se familiarizarem com as condições de trabalho.

Por Tribuna do Ceará em Ceará

25 de agosto de 2013 às 16:57

Há 6 anos

Um novo grupo de médicos cubanos desembarcou na tarde deste domingo no Ceará. O voo chegou ao aeroporto Pinto Martins por volta das 15h30min. Os profissionais de saúde irão trabalhar através de um acordo entre o ministério da Saúde e a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), dentro do programa Mais Médicos.

Segundo Odorico Monteiro, secretário de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, os 79 médicos passarão por três semanas de preparação para se familiarizarem com as rotinas de trabalho e os procedimentos do Sistema Único de Saúde (SUS). Ele destacou também que os médicos encontrarão os postos de saúde em condições melhoradas para que os profissionais de saúde possam desempenhar suas funções.

O médico Juan Hernandez disse aos jornalistas  que os profissionais cubanos estão habituados com o trabalho em situações adversas e que graças ao apoio do governo brasileiro o trabalho desempenhado no Brasil deverá ser positivo tanto para os médicos quanto para a população.

Preparação para atuar no país

Os profissionais cubanos fazem parte do acordo entre o ministério com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) para trazer, até o final do ano, 4 mil médicos cubanos. Eles vão atuar nas cidades que não atraírem profissionais inscritos individualmente no Programa Mais Médicos. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, rebateu as críticas das entidades médicas que questionam a formação médica dos profissionais cubanos.

Na segunda-feira (26), tantos os médicos inscritos individualmente (brasileiros e estrangeiros), quanto os 400 cubanos contratados via acordo, começam a participar do curso de preparação com aulas sobre saúde pública brasileira e língua portuguesa. Após a aprovação nesta etapa, eles irão para os municípios. Os médicos formados no país iniciam o atendimento à população no dia 2 de setembro. Já os com diploma estrangeiro começam a trabalhar no dia 16 de setembro.

Com informações Franciane Amaral/TV Jangadeiro