OAB-CE quer ajudar nas negociações entre Governo e Servidores da Justiça - Noticias


OAB-CE quer ajudar nas negociações entre Governo e Servidores da Justiça

A Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará (OAB-CE) se prontificou a colaborar nas negociações entre os servidores do Judiciário e o Governo do Estado, nesta segunda-feira (9). A diretoria da ordem recebeu representantes do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (SindJustiça-CE) e garantiu levar as exigências da categoria ao conhecimento da Comissão de Negociação de Crise

Por Tribuna do Ceará em Ceará

9 de janeiro de 2012 às 17:17

Há 7 anos

A Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará (OAB-CE) se prontificou a colaborar nas negociações entre os servidores do Judiciário e o Governo do Estado, nesta segunda-feira (9). A diretoria da ordem recebeu representantes do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (SindJustiça-CE) e garantiu levar as exigências da categoria ao conhecimento da Comissão de Negociação de Crise.

O objetivo da inciativa é impedir que haja uma nova paralisação em massa, como no caso dos policiais e bombeiros militares.

Exigências

Uma das principais exigências é a equiparação salarial entre os servidores do Judiciário em Fortaleza e nos demais municípios cearenses. Segundo o SindJustiça-CE, 60% dos servidores do interior ganham abaixo dos que trabalham na capital.

Outros itens que serão levado à mesa de negociações é a implementação da jornada de 40 horas de trabalho semanais, em caráter facultativo, e a gratificação de interiorização para reduzir o fluxo de servidores entre as comarcas.

Também ficou acertado de que o SindJustiça-CE vai aguardar a divulgação do cronograma de negociações por parte do governo na próxima quinta-feira (12) antes de qualquer deliberação a favor da paralisação.

Leia mais:
Servidores da Justiça Federal paralisam atividades nesta quarta

Servidores da Justiça Federal realizam protesto no Centro da Capital

Giro das Ruas exibe paralisação dos servidores da Justiça Federal

Redação Jangadeiro Online, com informações da Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará

Publicidade

Dê sua opinião

OAB-CE quer ajudar nas negociações entre Governo e Servidores da Justiça

A Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará (OAB-CE) se prontificou a colaborar nas negociações entre os servidores do Judiciário e o Governo do Estado, nesta segunda-feira (9). A diretoria da ordem recebeu representantes do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (SindJustiça-CE) e garantiu levar as exigências da categoria ao conhecimento da Comissão de Negociação de Crise

Por Tribuna do Ceará em Ceará

9 de janeiro de 2012 às 17:17

Há 7 anos

A Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará (OAB-CE) se prontificou a colaborar nas negociações entre os servidores do Judiciário e o Governo do Estado, nesta segunda-feira (9). A diretoria da ordem recebeu representantes do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (SindJustiça-CE) e garantiu levar as exigências da categoria ao conhecimento da Comissão de Negociação de Crise.

O objetivo da inciativa é impedir que haja uma nova paralisação em massa, como no caso dos policiais e bombeiros militares.

Exigências

Uma das principais exigências é a equiparação salarial entre os servidores do Judiciário em Fortaleza e nos demais municípios cearenses. Segundo o SindJustiça-CE, 60% dos servidores do interior ganham abaixo dos que trabalham na capital.

Outros itens que serão levado à mesa de negociações é a implementação da jornada de 40 horas de trabalho semanais, em caráter facultativo, e a gratificação de interiorização para reduzir o fluxo de servidores entre as comarcas.

Também ficou acertado de que o SindJustiça-CE vai aguardar a divulgação do cronograma de negociações por parte do governo na próxima quinta-feira (12) antes de qualquer deliberação a favor da paralisação.

Leia mais:
Servidores da Justiça Federal paralisam atividades nesta quarta

Servidores da Justiça Federal realizam protesto no Centro da Capital

Giro das Ruas exibe paralisação dos servidores da Justiça Federal

Redação Jangadeiro Online, com informações da Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará