Pesquisador afirma que modelo de segurança tem se degradado no Ceará - Noticias


Pesquisador afirma que modelo de segurança tem se degradado no Ceará

O número de homicídios no Ceará mais que dobrou nos últimos dez anos. É o que apontam os dados mais recentes do ´Mapa da Violência’, divulgado pelo Instituto Sangari. Somente no ano passado, 2.518 pessoas foram assassinadas no estado

Por Tribuna do Ceará em Ceará

15 de dezembro de 2011 às 16:59

Há 8 anos

Geovani Facó, pesquisador de conflitos e violência da Universidade Estadual do Ceará (Uece), falou em entrevista à reportagem da TV Jangadeiro que “o modelo de segurança e de policiamento tem se degradado e precisa ser discutido”.

O número de homicídios no Ceará mais que dobrou nos últimos dez anos. É o que apontam os dados mais recentes do “Mapa da Violência”, divulgado pelo Instituto Sangari. Somente no ano passado, 2.518 pessoas foram assassinadas no estado. O estudo mostrou que, em 2010, somente 27 cidades cearenses não registraram homicídios.

O secretário de segurança púbica do Estado do Ceará, Cel. Francisco Bezerra, afirma que “a pesquisa não demonstra a realidade, porque utiliza apenas dados do Ministério da Saúde”, mesmo assim reconhece que o número de homicídios cresceu de 2007 a 2010.

Assista à matéria exibida no Jornal Jangadeiro:

Publicidade

Dê sua opinião

Pesquisador afirma que modelo de segurança tem se degradado no Ceará

O número de homicídios no Ceará mais que dobrou nos últimos dez anos. É o que apontam os dados mais recentes do ´Mapa da Violência’, divulgado pelo Instituto Sangari. Somente no ano passado, 2.518 pessoas foram assassinadas no estado

Por Tribuna do Ceará em Ceará

15 de dezembro de 2011 às 16:59

Há 8 anos

Geovani Facó, pesquisador de conflitos e violência da Universidade Estadual do Ceará (Uece), falou em entrevista à reportagem da TV Jangadeiro que “o modelo de segurança e de policiamento tem se degradado e precisa ser discutido”.

O número de homicídios no Ceará mais que dobrou nos últimos dez anos. É o que apontam os dados mais recentes do “Mapa da Violência”, divulgado pelo Instituto Sangari. Somente no ano passado, 2.518 pessoas foram assassinadas no estado. O estudo mostrou que, em 2010, somente 27 cidades cearenses não registraram homicídios.

O secretário de segurança púbica do Estado do Ceará, Cel. Francisco Bezerra, afirma que “a pesquisa não demonstra a realidade, porque utiliza apenas dados do Ministério da Saúde”, mesmo assim reconhece que o número de homicídios cresceu de 2007 a 2010.

Assista à matéria exibida no Jornal Jangadeiro: