Presidente da OAB-CE convoca advogados a aderirem à paralisação dos juízes - Noticias


Presidente da OAB-CE convoca advogados a aderirem à paralisação dos juízes

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará (OAB-CE), Valdetário Monteiro, convocou, nesta terça-feira (29), os advogados trabalhistas a aderirem à paralisação dos juízes do Trabalho prevista para esta quarta-feira (30). Segundo Valdetário, em entrevista à Jangadeiro FM, a OAB-CE “precisa mostrar à sociedade sua revolta com o atual estado de caos dos vários setores da Justiça”

Por Tribuna do Ceará em Ceará

29 de novembro de 2011 às 13:18

Há 8 anos

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará (OAB-CE), Valdetário Monteiro, convocou, nesta terça-feira (29), os advogados trabalhistas a aderirem à paralisação dos juízes do Trabalho, prevista para esta quarta-feira (30). Segundo Valdetário, em entrevista à Jangadeiro FM, a OAB-CE “precisa mostrar à sociedade sua revolta com o atual estado de caos dos vários setores da Justiça”.

De acordo com o presidente da OAB-CE, serão paralisados diversos expedientes internos que são realizados por advogados trabalhistas. Valdetário diz que tomou a decisão após conversar com o presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Paulo Régis, e considera que o ato é uma maneira de pedir atendimento digno nas varas aos advogados e juízes.

Ouça aqui: Valdetário Monteiro convoca advogados a aderir à paralisação

Audiências canceladas

Centenas de audiências não serão realizadas nesta quarta-feira (30), devido ao movimento de paralisação. “Se juízes e advogados cruzam os braços, a sociedade perde, mas é importante que todos saibam como anda o funcionamento da Justiça do Trabalho”, concluiu Valdetário.

Ouça aqui: Valdetário Monteiro diz que paralisação acontece em todo o Estado

Exigências

Segundo a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), os servidores vão aderir ao movimento nacional que pede reajuste de 22% nos salários. Os magistrados pedem o aumento dos salários dos ministros do Suprema Tribunal Federal (STF) de R$ 26.700 para R$ 32.570, fazendo com que seja efetuado o reajuste proporcional da categoria, que já recebe R$ 21.600.

A paralisação deve atingir 3,6 mil juizes trabalhistas em todo o país, o que acarretará a suspensão de cerca de 20 mil audiências agendadas.

Leia mais:
Ameaça de corte de salário não impedirá paralisação de juízes do Trabalho, diz líder da categoria

Juízes do trabalho fazem paralisação por aumento salarial

Servidores da Justiça paralisam atividades novamente nesta quarta

Redação Jangadeiro Online, com informações da Rádio Jangadeiro FM

Publicidade

Dê sua opinião

Presidente da OAB-CE convoca advogados a aderirem à paralisação dos juízes

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará (OAB-CE), Valdetário Monteiro, convocou, nesta terça-feira (29), os advogados trabalhistas a aderirem à paralisação dos juízes do Trabalho prevista para esta quarta-feira (30). Segundo Valdetário, em entrevista à Jangadeiro FM, a OAB-CE “precisa mostrar à sociedade sua revolta com o atual estado de caos dos vários setores da Justiça”

Por Tribuna do Ceará em Ceará

29 de novembro de 2011 às 13:18

Há 8 anos

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará (OAB-CE), Valdetário Monteiro, convocou, nesta terça-feira (29), os advogados trabalhistas a aderirem à paralisação dos juízes do Trabalho, prevista para esta quarta-feira (30). Segundo Valdetário, em entrevista à Jangadeiro FM, a OAB-CE “precisa mostrar à sociedade sua revolta com o atual estado de caos dos vários setores da Justiça”.

De acordo com o presidente da OAB-CE, serão paralisados diversos expedientes internos que são realizados por advogados trabalhistas. Valdetário diz que tomou a decisão após conversar com o presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Paulo Régis, e considera que o ato é uma maneira de pedir atendimento digno nas varas aos advogados e juízes.

Ouça aqui: Valdetário Monteiro convoca advogados a aderir à paralisação

Audiências canceladas

Centenas de audiências não serão realizadas nesta quarta-feira (30), devido ao movimento de paralisação. “Se juízes e advogados cruzam os braços, a sociedade perde, mas é importante que todos saibam como anda o funcionamento da Justiça do Trabalho”, concluiu Valdetário.

Ouça aqui: Valdetário Monteiro diz que paralisação acontece em todo o Estado

Exigências

Segundo a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), os servidores vão aderir ao movimento nacional que pede reajuste de 22% nos salários. Os magistrados pedem o aumento dos salários dos ministros do Suprema Tribunal Federal (STF) de R$ 26.700 para R$ 32.570, fazendo com que seja efetuado o reajuste proporcional da categoria, que já recebe R$ 21.600.

A paralisação deve atingir 3,6 mil juizes trabalhistas em todo o país, o que acarretará a suspensão de cerca de 20 mil audiências agendadas.

Leia mais:
Ameaça de corte de salário não impedirá paralisação de juízes do Trabalho, diz líder da categoria

Juízes do trabalho fazem paralisação por aumento salarial

Servidores da Justiça paralisam atividades novamente nesta quarta

Redação Jangadeiro Online, com informações da Rádio Jangadeiro FM