Técnicos da Cagece descartam "sabotagem" na obra de adutora


Técnicos da Cagece descartam “sabotagem” na obra de adutora

Adutora em Itapipoca deveria ter começado a funcionar na segunda-feira, mas apresentou vazamentos após ser acionada

Por Roberta Tavares em Ceará

28 de dezembro de 2013 às 10:16

Há 5 anos

Moradores do município de Itapipoca – a 147 quilômetros de Fortaleza – continuam sem água nas torneiras. Os técnicos da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) descartam a possibilidade de ter ocorrido sabotagem na obra da adutora que vai transpor água do açude Gameleira à população.

Essa tese foi levantada nesta sexta-feira (27), pelo deputado José Sarto, líder do governo na Assembleia Legislativa ao responder críticas da oposição. Os especialistas da Cagece não concordam. “Não existe isso. É totalmente descartada tal hipótese”, assegurou o engenheiro Petrônio Heleno, em entrevista à Tribuna BandNews FM, na manhã deste sábado (28).

Indagado se existe alguma previsão de normalização do abastecimento da cidade, Petrônio Heleno foi taxativo. “Quem fizer qualquer previsão vai estar totalmente errado. A gente pode colocar água agora e o sistema funcionar, ou levar um dia, um mês. Tudo é previsível”.

> LEIA MAIS

Diante do problema, a população de Itapipoca continua utilizando água distribuída pelos 16 carros-pipa, que fazem a cobertura de todo o município durante as 24 horas do dia.

Reparo da adutora

A adutora – que tem 32 quilômetros de extensão – deveria ter começado a funcionar na segunda-feira (23), mas apresentou vazamentos após ser acionada. Canos de PVC não suportaram a força da água e romperam em vários trechos.

O governador Cid Gomes surpreendeu os moradores da região ajudando no reparo do equipamento. Cid carregou pedra, escavou buracos com enxada e até mergulhou em um tanque para fechar válvulas da adutora.

Publicidade

Dê sua opinião

Técnicos da Cagece descartam “sabotagem” na obra de adutora

Adutora em Itapipoca deveria ter começado a funcionar na segunda-feira, mas apresentou vazamentos após ser acionada

Por Roberta Tavares em Ceará

28 de dezembro de 2013 às 10:16

Há 5 anos

Moradores do município de Itapipoca – a 147 quilômetros de Fortaleza – continuam sem água nas torneiras. Os técnicos da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) descartam a possibilidade de ter ocorrido sabotagem na obra da adutora que vai transpor água do açude Gameleira à população.

Essa tese foi levantada nesta sexta-feira (27), pelo deputado José Sarto, líder do governo na Assembleia Legislativa ao responder críticas da oposição. Os especialistas da Cagece não concordam. “Não existe isso. É totalmente descartada tal hipótese”, assegurou o engenheiro Petrônio Heleno, em entrevista à Tribuna BandNews FM, na manhã deste sábado (28).

Indagado se existe alguma previsão de normalização do abastecimento da cidade, Petrônio Heleno foi taxativo. “Quem fizer qualquer previsão vai estar totalmente errado. A gente pode colocar água agora e o sistema funcionar, ou levar um dia, um mês. Tudo é previsível”.

> LEIA MAIS

Diante do problema, a população de Itapipoca continua utilizando água distribuída pelos 16 carros-pipa, que fazem a cobertura de todo o município durante as 24 horas do dia.

Reparo da adutora

A adutora – que tem 32 quilômetros de extensão – deveria ter começado a funcionar na segunda-feira (23), mas apresentou vazamentos após ser acionada. Canos de PVC não suportaram a força da água e romperam em vários trechos.

O governador Cid Gomes surpreendeu os moradores da região ajudando no reparo do equipamento. Cid carregou pedra, escavou buracos com enxada e até mergulhou em um tanque para fechar válvulas da adutora.