Alunos de faculdades particulares estudam menos, diz Ipea


Alunos de faculdades particulares estudam menos, diz Ipea

A pesquisa também mostrou que a maior parte dos estudantes brasileiros estão satisfeitos com os cursos que escolheram

Por Darlan Araújo em Cotidiano

7 de novembro de 2012 às 12:56

Há 7 anos

Um pesquisa divulgada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra que os universitários de instituições particulares destinam menos horas para os estudos em comparação aos alunos de universidades públicas.

Enquanto aproximadamente 40% dos estudantes de faculdades particulares gastam menos que cinco horas com atividades complementares à formação, cerca de 35% dos alunos de instituições públicas utilizam entre seis e dez horas para estudar fora da sala de aula.

O levantamento faz parte do “Relatório de Pesquisa – Estudo comparado sobre a juventude brasileira e a chinesa – Primeiras análises dos dados brasileiros”. A pesquisa ouviu 2.400 jovens universitários brasileiros, entre 18 e 24 anos, e mais 2.400 estudantes enquadrados na mesma faixa etária.

Satisfação com o curso 

A pesquisa também mostrou que a maior parte dos estudantes  brasileiros estão satisfeitos com os cursos que escolheram, pois 82,8% dos jovens ouvidos pelo levantamento afirmaram que não trocariam de curso e 74,1% dos alunos informaram que o curso atual foi a primeira escolha.

Trabalho e estudo

A amostra também revelou que 52% dos estudantes trabalham e estudam,  enquanto 6,3% exercem algum tipo de trabalho não remunerado, 27,1% não trabalham e 13,3% estão desempregados.

Enquete

 

Publicidade

Dê sua opinião

Alunos de faculdades particulares estudam menos, diz Ipea

A pesquisa também mostrou que a maior parte dos estudantes brasileiros estão satisfeitos com os cursos que escolheram

Por Darlan Araújo em Cotidiano

7 de novembro de 2012 às 12:56

Há 7 anos

Um pesquisa divulgada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra que os universitários de instituições particulares destinam menos horas para os estudos em comparação aos alunos de universidades públicas.

Enquanto aproximadamente 40% dos estudantes de faculdades particulares gastam menos que cinco horas com atividades complementares à formação, cerca de 35% dos alunos de instituições públicas utilizam entre seis e dez horas para estudar fora da sala de aula.

O levantamento faz parte do “Relatório de Pesquisa – Estudo comparado sobre a juventude brasileira e a chinesa – Primeiras análises dos dados brasileiros”. A pesquisa ouviu 2.400 jovens universitários brasileiros, entre 18 e 24 anos, e mais 2.400 estudantes enquadrados na mesma faixa etária.

Satisfação com o curso 

A pesquisa também mostrou que a maior parte dos estudantes  brasileiros estão satisfeitos com os cursos que escolheram, pois 82,8% dos jovens ouvidos pelo levantamento afirmaram que não trocariam de curso e 74,1% dos alunos informaram que o curso atual foi a primeira escolha.

Trabalho e estudo

A amostra também revelou que 52% dos estudantes trabalham e estudam,  enquanto 6,3% exercem algum tipo de trabalho não remunerado, 27,1% não trabalham e 13,3% estão desempregados.

Enquete