Bairros registram 2º alagamento em 8 dias após sangramento da barragem do rio Cocó

SITUAÇÃO PREOCUPANTE

Bairros registram 2º alagamento em 8 dias após sangramento da barragem do rio Cocó

Moradores estão abandonando residências nos bairros Conjunto Palmeiras, Castelão e Barroso. Quem ficou perdeu móveis e eletrodomésticos

Por TV Jangadeiro em Cotidiano

11 de março de 2019 às 09:53

Há 4 meses
barco

Moradores de vários bairros de Fortaleza sofrem com alagamentos após chuvas. (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Com o início da quadra chuvosa no Ceará, a barragem do Rio Cocó, em Fortaleza, sangrou no último sábado (9). Por isso, uma das comportas precisou ser aberta. No entanto, com o aumento do volume de água, vários pontos de bairros como Conjunto Palmeiras, Castelão e Barroso, que cercam o local, ficaram alagados, como registrou o programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, na noite deste domingo (10).

Diversas famílias do João Paulo II relatam perdas de imóveis, além do medo de doenças e falta de apoio da prefeitura. Na Rua 12, várias residências foram abandonadas, segundo moradores da área.

“É a segunda enchente em oito dias. O prefeito disse que vinha e não apareceu. Nem a Defesa Civil. É muita criança. A água tava dando nos peitos na primeira enchente. E hoje? Como é que a gente vai passar a noite? A gente está abandonado”, disse uma das moradoras.

Segundo moradores, em época de quadra chuvosa, os alagamentos são comuns na área. Ainda de acordo com eles, muitos entulhos da área não são retirados, levando tudo para o rio.

“É um ajudando o outro aqui por que o prefeito não aparece, a Defesa Civil não aparece. E as crianças pegando doença. Aí, eu pergunto: o que o Roberto Cláudio vai fazer pela gente?”

O Tribuna do Ceará tentou contato com a Defesa Civil e aguarda resposta sobre as reclamações dos moradores.

Confira reportagem no programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, às 12h10 desta segunda-feira (11).

Publicidade

Dê sua opinião

SITUAÇÃO PREOCUPANTE

Bairros registram 2º alagamento em 8 dias após sangramento da barragem do rio Cocó

Moradores estão abandonando residências nos bairros Conjunto Palmeiras, Castelão e Barroso. Quem ficou perdeu móveis e eletrodomésticos

Por TV Jangadeiro em Cotidiano

11 de março de 2019 às 09:53

Há 4 meses
barco

Moradores de vários bairros de Fortaleza sofrem com alagamentos após chuvas. (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Com o início da quadra chuvosa no Ceará, a barragem do Rio Cocó, em Fortaleza, sangrou no último sábado (9). Por isso, uma das comportas precisou ser aberta. No entanto, com o aumento do volume de água, vários pontos de bairros como Conjunto Palmeiras, Castelão e Barroso, que cercam o local, ficaram alagados, como registrou o programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, na noite deste domingo (10).

Diversas famílias do João Paulo II relatam perdas de imóveis, além do medo de doenças e falta de apoio da prefeitura. Na Rua 12, várias residências foram abandonadas, segundo moradores da área.

“É a segunda enchente em oito dias. O prefeito disse que vinha e não apareceu. Nem a Defesa Civil. É muita criança. A água tava dando nos peitos na primeira enchente. E hoje? Como é que a gente vai passar a noite? A gente está abandonado”, disse uma das moradoras.

Segundo moradores, em época de quadra chuvosa, os alagamentos são comuns na área. Ainda de acordo com eles, muitos entulhos da área não são retirados, levando tudo para o rio.

“É um ajudando o outro aqui por que o prefeito não aparece, a Defesa Civil não aparece. E as crianças pegando doença. Aí, eu pergunto: o que o Roberto Cláudio vai fazer pela gente?”

O Tribuna do Ceará tentou contato com a Defesa Civil e aguarda resposta sobre as reclamações dos moradores.

Confira reportagem no programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, às 12h10 desta segunda-feira (11).