Campanha de solidariedade rifará festa para ajudar filha de policial assassinado

CORRENTE

Campanha de solidariedade rifará festa para ajudar filha de policial assassinado

Após a morte do Cabo Arlindo, provedor da família, um grupo de amigos decidiu se mobilizar para ajudar mãe e filha

Por Jéssica Welma em Cotidiano

30 de janeiro de 2017 às 15:19

Há 2 anos
Cabo Arlindo era o responsável pelo sustento da pequena Sara e da esposa, Ingrid (FOTO: Reprodução)

Cabo Arlindo era o responsável pelo sustento da pequena Sara e da esposa, Ingrid (FOTO: Reprodução)

Ana Sara Gurgel Vieira tem apenas um ano e três meses de idade. O pouco tempo de vida não é capaz de dar conta do desafios que a bebê já enfrenta: na sexta-feira (27), ela perdeu o pai, o policial militar Arlindo da Silva Vieira Filho, morto ao tentar impedir um assalto em uma padaria. Sara também é uma criança diagnosticada com alergia à proteína do leite da vaca, a APLV, o que requer cuidados rigorosos com alimentação e outros produtos utilizados pela criança e pela mãe, Ingrid Gurgel.

Após a morte do pai, provedor da família, um grupo de amigos decidiu se mobilizar para ajudar mãe e filha, formando uma corrente de solidariedade capaz de proporcionar a Sara um futuro mais feliz.

Tudo começou quando Jeanny Costa, que atua junto ao ramo de festas, publicou em seu Facebook um pedido de ajuda a amigos da área:

O primeiro apoio veio da empresária Kiudma Martins, dona de um ateliê de festas:

Enquanto a festa completa não estava garantida, outra pessoa já prometeu um bolo:

Cada pessoa se propõe a ajudar com o que é possível:

Outras já aproveitavam para convocar mais pessoas para a ação:

Quem não é do ramo de festas se mobiliza para ajudar na compra da futura rifa:

As ajudas começaram a ir além da festa a ser rifada. Conhecendo a situação da criança, outras pessoas se propuseram a doar fraldas e leite:

Esposas de policiais também se solidarizaram e se prontificaram a ajudar:

A alegria foi grande quando a primeira pessoa a mostrar ajuda confirmou ter conseguido a doação de uma festa completa para ser rifada:

A situação tocou no coração de quem já viveu drama semelhante:

Também ganhou espaço outra corrente de doação:

Quem não conhecia a delicadeza da alergia de Sara pode entender um pouco nos comentários do Facebook de Jeanny:

Expectativas

Jeanny pontua que a expectativa é vender dois mil pontos da rifa no valor de R$ 30. Dessa forma, o grupo tem a meta de arrecadar cerca de R$ 60 mil para comprar uma casa para a família de Sara, reduzindo o gasto mensal com aluguel. O policial militar deixou uma dívida de R$ 1.200 de aluguel, devido aos custos do tratamento da alergia da filha, afirma Jeanny. Uma das razões para a urgência na arrecadação é porque a família terá de esperar alguns meses até que a pensão do policial seja liberada.

A alergia à proteína do leite da vaca faz com que Sara precise de seis latas de um leite especial, que tem custo médio de R$ 250. A mãe recebe ajuda do governo na oferta do leite, mas as quatro caixas oferecidas são insuficientes. A criança também precisa de um suplemento que não é ofertado pelo poder público e custa cerca de R$ 300.

Segundo Jeanny, o grupo de amigos já conseguiu a quitação da dívida do aluguel e um tratamento odontológico completo para a criança até a fase adulta. A festa completa, que será o principal atrativo da rifa, tem custo médio de R$ 15 mil, conforme Jeanny.  “Quem conhecia o cabo Arlindo sabe que ele era uma mansidão de ser humano, apesar do estereótipo de ser grande e forte. Sabemos a precariedade em que vivem nossos policiais por causa da falta de amparo. A gente se dá as mãos, e Deus ajuda”, ressalta.

Campanha de arrecadação de verba

Na página no Facebook, o deputado estadual Capitão Wagner (PR), para quem Cabo Arlindo trabalhou como motorista na campanha eleitoral de 2016, divulgou a conta bancária do avô de Sara com o intuito de arrecadar dinheiro tanto para a compra da alimentação da criança como para ajudar a família a sair do aluguel.

Para ajudar Sara e Ingrid:

Depósito para ajuda da família do Cabo Arlindo:
Banco Bradesco
Agência – 610
Conta poupança – 1001142-6
Francisco de Assis Carvalho Gurgel

Rifa:
Novidades serão divulgadas no Facebook de Jeanny Costa:

Publicidade

Dê sua opinião

CORRENTE

Campanha de solidariedade rifará festa para ajudar filha de policial assassinado

Após a morte do Cabo Arlindo, provedor da família, um grupo de amigos decidiu se mobilizar para ajudar mãe e filha

Por Jéssica Welma em Cotidiano

30 de janeiro de 2017 às 15:19

Há 2 anos
Cabo Arlindo era o responsável pelo sustento da pequena Sara e da esposa, Ingrid (FOTO: Reprodução)

Cabo Arlindo era o responsável pelo sustento da pequena Sara e da esposa, Ingrid (FOTO: Reprodução)

Ana Sara Gurgel Vieira tem apenas um ano e três meses de idade. O pouco tempo de vida não é capaz de dar conta do desafios que a bebê já enfrenta: na sexta-feira (27), ela perdeu o pai, o policial militar Arlindo da Silva Vieira Filho, morto ao tentar impedir um assalto em uma padaria. Sara também é uma criança diagnosticada com alergia à proteína do leite da vaca, a APLV, o que requer cuidados rigorosos com alimentação e outros produtos utilizados pela criança e pela mãe, Ingrid Gurgel.

Após a morte do pai, provedor da família, um grupo de amigos decidiu se mobilizar para ajudar mãe e filha, formando uma corrente de solidariedade capaz de proporcionar a Sara um futuro mais feliz.

Tudo começou quando Jeanny Costa, que atua junto ao ramo de festas, publicou em seu Facebook um pedido de ajuda a amigos da área:

O primeiro apoio veio da empresária Kiudma Martins, dona de um ateliê de festas:

Enquanto a festa completa não estava garantida, outra pessoa já prometeu um bolo:

Cada pessoa se propõe a ajudar com o que é possível:

Outras já aproveitavam para convocar mais pessoas para a ação:

Quem não é do ramo de festas se mobiliza para ajudar na compra da futura rifa:

As ajudas começaram a ir além da festa a ser rifada. Conhecendo a situação da criança, outras pessoas se propuseram a doar fraldas e leite:

Esposas de policiais também se solidarizaram e se prontificaram a ajudar:

A alegria foi grande quando a primeira pessoa a mostrar ajuda confirmou ter conseguido a doação de uma festa completa para ser rifada:

A situação tocou no coração de quem já viveu drama semelhante:

Também ganhou espaço outra corrente de doação:

Quem não conhecia a delicadeza da alergia de Sara pode entender um pouco nos comentários do Facebook de Jeanny:

Expectativas

Jeanny pontua que a expectativa é vender dois mil pontos da rifa no valor de R$ 30. Dessa forma, o grupo tem a meta de arrecadar cerca de R$ 60 mil para comprar uma casa para a família de Sara, reduzindo o gasto mensal com aluguel. O policial militar deixou uma dívida de R$ 1.200 de aluguel, devido aos custos do tratamento da alergia da filha, afirma Jeanny. Uma das razões para a urgência na arrecadação é porque a família terá de esperar alguns meses até que a pensão do policial seja liberada.

A alergia à proteína do leite da vaca faz com que Sara precise de seis latas de um leite especial, que tem custo médio de R$ 250. A mãe recebe ajuda do governo na oferta do leite, mas as quatro caixas oferecidas são insuficientes. A criança também precisa de um suplemento que não é ofertado pelo poder público e custa cerca de R$ 300.

Segundo Jeanny, o grupo de amigos já conseguiu a quitação da dívida do aluguel e um tratamento odontológico completo para a criança até a fase adulta. A festa completa, que será o principal atrativo da rifa, tem custo médio de R$ 15 mil, conforme Jeanny.  “Quem conhecia o cabo Arlindo sabe que ele era uma mansidão de ser humano, apesar do estereótipo de ser grande e forte. Sabemos a precariedade em que vivem nossos policiais por causa da falta de amparo. A gente se dá as mãos, e Deus ajuda”, ressalta.

Campanha de arrecadação de verba

Na página no Facebook, o deputado estadual Capitão Wagner (PR), para quem Cabo Arlindo trabalhou como motorista na campanha eleitoral de 2016, divulgou a conta bancária do avô de Sara com o intuito de arrecadar dinheiro tanto para a compra da alimentação da criança como para ajudar a família a sair do aluguel.

Para ajudar Sara e Ingrid:

Depósito para ajuda da família do Cabo Arlindo:
Banco Bradesco
Agência – 610
Conta poupança – 1001142-6
Francisco de Assis Carvalho Gurgel

Rifa:
Novidades serão divulgadas no Facebook de Jeanny Costa: