Ceará reduz vulnerabilidade social em 28%; São João do Jaguaribe tem o melhor índice


Ceará reduz vulnerabilidade social em 28%; São João do Jaguaribe tem o melhor índice

Entre os estados de pior índice, o Ceará encontra-se na 12ª posição. Já entre os nordestinos fica atrás de Rio Grande do Norte (0,349) e Tocantins (0,336)

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

1 de setembro de 2015 às 15:28

Há 4 anos
Junto a Sobral, São João do Jaguaribe está entre os únicos municípios com IVS baixo (FOTO: Reprodução)

Junto a Sobral, São João do Jaguaribe está entre os únicos municípios com IVS baixo (FOTO: Reprodução)

Um novo levantamento divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) nesta terça-feira (1º) indica que o Índice de Vulnerabilidade Social (IVS) no Ceará diminuiu em 28,7% de 2000 a 2010. Os dados revelam que o Estado apresentava, em 2000, IVS igual a 0,530 posicionando-se na faixa da alta vulnerabilidade social. Dez anos depois, o índice caiu para 0,326, na faixa de média vulnerabilidade social.

No Brasil, nenhum estado está classificado com vulnerabilidade muito baixa. Quem mais se aproxima desta realidade são Espírito Santo, Mato Grosso e Minas Gerais, que diminuíram seus índices em 21,8, 30,6 e 31,4, respectivamente.

Já o IVS geral do país obteve redução de 27%. O país apresentava, em 2000, IVS igual a 0,446, posicionando-se na faixa da alta vulnerabilidade social. Dez anos depois, o índice caiu para 0,326, na faixa de média vulnerabilidade social – uma redução de 27% no período.

Entre os estados de pior índice, o Ceará encontra-se na 12ª posição. Já entre os nordestinos fica atrás de Rio Grande do Norte (0,349) e Tocantins (0,336).

Na classificação dos municípios, somente dois do Ceará estão classificados com IVS baixa:

Na região Nordeste, quase metade dos municípios (47,7%) estão agrupados na faixa do IVS alto. Outros 32,4% estão na faixa de muito alta vulnerabilidade social.

Os estados de Alagoas e Maranhão são os que apresentam o maior percentual de municípios nessas duas faixas de maior vulnerabilidade, 96,1% e 95,4%, respectivamente. No Maranhão, 78,8% dos municípios se encontram na faixa da muito alta vulnerabilidade social.

Na faixa do baixo IVS estão algumas das capitais de estado (Teresina/PI Natal/RN, João Pessoa/PB e Aracaju/SE) e alguns poucos municípios do interior do Maranhão (1), do Rio Grande do Norte (12), da Paraíba (6), da Bahia (5), do Piauí (2) e do Ceará (2). Na faixa de muito baixa vulnerabilidade social há apenas um município nordestino (Fernando de Noronha/PE).

Todos os estados nordestinos apresentam municípios na faixa de maior evolução (redução da vulnerabilidade social), porém, tem destaque o Rio Grande do Norte, onde 28% dos municípios tiveram evolução entre 0,181 e 0,377) seguido dos estados do Piauí, Ceará e Pernambuco, com mais de 20% de seus municípios nesta faixa.

Publicidade

Dê sua opinião

Ceará reduz vulnerabilidade social em 28%; São João do Jaguaribe tem o melhor índice

Entre os estados de pior índice, o Ceará encontra-se na 12ª posição. Já entre os nordestinos fica atrás de Rio Grande do Norte (0,349) e Tocantins (0,336)

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

1 de setembro de 2015 às 15:28

Há 4 anos
Junto a Sobral, São João do Jaguaribe está entre os únicos municípios com IVS baixo (FOTO: Reprodução)

Junto a Sobral, São João do Jaguaribe está entre os únicos municípios com IVS baixo (FOTO: Reprodução)

Um novo levantamento divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) nesta terça-feira (1º) indica que o Índice de Vulnerabilidade Social (IVS) no Ceará diminuiu em 28,7% de 2000 a 2010. Os dados revelam que o Estado apresentava, em 2000, IVS igual a 0,530 posicionando-se na faixa da alta vulnerabilidade social. Dez anos depois, o índice caiu para 0,326, na faixa de média vulnerabilidade social.

No Brasil, nenhum estado está classificado com vulnerabilidade muito baixa. Quem mais se aproxima desta realidade são Espírito Santo, Mato Grosso e Minas Gerais, que diminuíram seus índices em 21,8, 30,6 e 31,4, respectivamente.

Já o IVS geral do país obteve redução de 27%. O país apresentava, em 2000, IVS igual a 0,446, posicionando-se na faixa da alta vulnerabilidade social. Dez anos depois, o índice caiu para 0,326, na faixa de média vulnerabilidade social – uma redução de 27% no período.

Entre os estados de pior índice, o Ceará encontra-se na 12ª posição. Já entre os nordestinos fica atrás de Rio Grande do Norte (0,349) e Tocantins (0,336).

Na classificação dos municípios, somente dois do Ceará estão classificados com IVS baixa:

Na região Nordeste, quase metade dos municípios (47,7%) estão agrupados na faixa do IVS alto. Outros 32,4% estão na faixa de muito alta vulnerabilidade social.

Os estados de Alagoas e Maranhão são os que apresentam o maior percentual de municípios nessas duas faixas de maior vulnerabilidade, 96,1% e 95,4%, respectivamente. No Maranhão, 78,8% dos municípios se encontram na faixa da muito alta vulnerabilidade social.

Na faixa do baixo IVS estão algumas das capitais de estado (Teresina/PI Natal/RN, João Pessoa/PB e Aracaju/SE) e alguns poucos municípios do interior do Maranhão (1), do Rio Grande do Norte (12), da Paraíba (6), da Bahia (5), do Piauí (2) e do Ceará (2). Na faixa de muito baixa vulnerabilidade social há apenas um município nordestino (Fernando de Noronha/PE).

Todos os estados nordestinos apresentam municípios na faixa de maior evolução (redução da vulnerabilidade social), porém, tem destaque o Rio Grande do Norte, onde 28% dos municípios tiveram evolução entre 0,181 e 0,377) seguido dos estados do Piauí, Ceará e Pernambuco, com mais de 20% de seus municípios nesta faixa.