"Criadouro" de mosquitos da dengue a céu aberto no Montese impressiona pela quantidade de larvas


“Criadouro” de mosquitos da dengue a céu aberto impressiona pela quantidade de larvas

O empresário Anderson Reis produziu um vídeo em que é possível ver centenas de larvas numa poça d’água em rua do Montese, em Fortaleza

Por Marianna Gomes em Cotidiano

24 de junho de 2015 às 18:14

Há 4 anos
/home/tribu/public html/wp content/uploads/sites/2/2015/06/cats

O “criadouro” de mosquitos fica na rua Teodorico Barroso, no bairro Montese. Inúmeras denúncias foram feitas. (FOTO: Reprodução)

Há três meses, moradores da rua Teodorico Barroso, no Bairro Montese, em Fortaleza, convivem com um verdadeiro criadouro de mosquito da dengue a céu aberto. Em denúncia feita ao Tribuna do Ceará, o empresário Anderson Reis produziu um vídeo em que é possível ver centenas de larvas numa poça d’água.

A água parada fica em frente à casa do aposentado Ismael Cortez, de 79 anos, em uma galeria de esgoto que está entupida. Ismael conta que já foi inúmeras vezes à Regional IV, responsável pelo bairro, e à Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), para tentar resolver o problema, sem sucesso. “Perdi as contas de quantas vezes fui nesses lugares. Um fica jogando pro outro, e quem fica correndo risco somos nós. Aqui em casa se encheu de muriçoca e mosquito por causa dessa poça, que é responsabilidade da prefeitura”, relata.

O aposentado revela que chegou a receber notificações da prefeitura devido ao problema. “Eles pensaram que a água vinha da minha casa. Tenho técnico para provar isso, a água vem dos esgotos das casas. Minha última reclamação foi essa semana. Se ninguém fizer nada, vou pedir uma audiência com o prefeito Roberto Cláudio”, conta.

“Só me dei  conta da enorme quantidade de larvas quando o agente de endemias foi fazer uma visita de rotina na minha casa. Pedi pra ele dar uma olhada lá, e ele veio correndo pedindo água sanitária porque o foco de dengue estava muito grande”, relata Anderson.

Ele relata que essa foi a única vez que os agentes foram ao local. “Acho que pensaram que fizeram o tratamento e nunca mais apareceram”, comenta Anderson. O empresário, que é vizinho de Ismael, fez o vídeo para poder alertar os órgãos responsáveis. “Mandei para as redes sociais da prefeitura, vi que eles visualizaram, mas não deram nenhum retorno. Aí resolvi jogar na mídia pra ver se alguém faz alguma coisa”, desabafa.

Assista ao vídeo:

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15516900″]

A Regional IV informou a reportagem que só recebeu a denúncia nesta terça-feira (6), e que nesta quinta-feira irá mandar técnicos para ver a situação do local.

Dengue no Ceará

De acordo com o Informe Semanal de Dengue de 2015, da Secretaria de Saúde (Sesa), 60.763 casos suspeitos da doença foram registrados do dia 1º de janeiro a 20 de junho no Estado. Desses, 22.487 foram confirmados em 147 municípios. Em relação ao mesmo período do ano passado, os casos tiveram aumento de 160%. O mês de abril apresentou o maior número de casos graves e óbitos confirmados.

Publicidade

Dê sua opinião

“Criadouro” de mosquitos da dengue a céu aberto impressiona pela quantidade de larvas

O empresário Anderson Reis produziu um vídeo em que é possível ver centenas de larvas numa poça d’água em rua do Montese, em Fortaleza

Por Marianna Gomes em Cotidiano

24 de junho de 2015 às 18:14

Há 4 anos
/home/tribu/public html/wp content/uploads/sites/2/2015/06/cats

O “criadouro” de mosquitos fica na rua Teodorico Barroso, no bairro Montese. Inúmeras denúncias foram feitas. (FOTO: Reprodução)

Há três meses, moradores da rua Teodorico Barroso, no Bairro Montese, em Fortaleza, convivem com um verdadeiro criadouro de mosquito da dengue a céu aberto. Em denúncia feita ao Tribuna do Ceará, o empresário Anderson Reis produziu um vídeo em que é possível ver centenas de larvas numa poça d’água.

A água parada fica em frente à casa do aposentado Ismael Cortez, de 79 anos, em uma galeria de esgoto que está entupida. Ismael conta que já foi inúmeras vezes à Regional IV, responsável pelo bairro, e à Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), para tentar resolver o problema, sem sucesso. “Perdi as contas de quantas vezes fui nesses lugares. Um fica jogando pro outro, e quem fica correndo risco somos nós. Aqui em casa se encheu de muriçoca e mosquito por causa dessa poça, que é responsabilidade da prefeitura”, relata.

O aposentado revela que chegou a receber notificações da prefeitura devido ao problema. “Eles pensaram que a água vinha da minha casa. Tenho técnico para provar isso, a água vem dos esgotos das casas. Minha última reclamação foi essa semana. Se ninguém fizer nada, vou pedir uma audiência com o prefeito Roberto Cláudio”, conta.

“Só me dei  conta da enorme quantidade de larvas quando o agente de endemias foi fazer uma visita de rotina na minha casa. Pedi pra ele dar uma olhada lá, e ele veio correndo pedindo água sanitária porque o foco de dengue estava muito grande”, relata Anderson.

Ele relata que essa foi a única vez que os agentes foram ao local. “Acho que pensaram que fizeram o tratamento e nunca mais apareceram”, comenta Anderson. O empresário, que é vizinho de Ismael, fez o vídeo para poder alertar os órgãos responsáveis. “Mandei para as redes sociais da prefeitura, vi que eles visualizaram, mas não deram nenhum retorno. Aí resolvi jogar na mídia pra ver se alguém faz alguma coisa”, desabafa.

Assista ao vídeo:

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15516900″]

A Regional IV informou a reportagem que só recebeu a denúncia nesta terça-feira (6), e que nesta quinta-feira irá mandar técnicos para ver a situação do local.

Dengue no Ceará

De acordo com o Informe Semanal de Dengue de 2015, da Secretaria de Saúde (Sesa), 60.763 casos suspeitos da doença foram registrados do dia 1º de janeiro a 20 de junho no Estado. Desses, 22.487 foram confirmados em 147 municípios. Em relação ao mesmo período do ano passado, os casos tiveram aumento de 160%. O mês de abril apresentou o maior número de casos graves e óbitos confirmados.