Vai enfeitar a casa para o natal? Saiba o que fazer para evitar acidentes

TEMPO DE FESTAS

Cuidado! Mantenha seus enfeites de Natal longe de grades e materiais metálicos

O Tribuna do Ceará selecionou dicas essenciais para afastar o risco de choques e de incêndios por curto-circuito

Por Matheus Ribeiro em Cotidiano

6 de dezembro de 2016 às 07:00

Há 3 anos
Seguir recomendações de segurança e testar aparelhos são atitudes fundamentais para evitar acidentes (FOTO: Reprodução)

Seguir recomendações de segurança e testar aparelhos são atitudes fundamentais para evitar acidentes (FOTO: Reprodução)

Mesmo sendo bem comuns nesse período do ano, as decorações natalinas com lâmpadas pisca-pisca devem seguir algumas recomendações para evitar incidentes com eletricidade. A atenção se aplica aos itens de iluminação dos enfeites, como cordões e mangueiras de luzes e lâmpadas pisca-pisca.

Para evitar esse risco, é preciso estar atento aos materiais utilizados nos enfeites, para que eles não representem perigo de choque às pessoas ou de danos ao imóvel.

Pensando nisso, o Tribuna do Ceará com o auxílio do engenheiro eletricista do Programa Casa Segura, Hilton Moreno, selecionou dicas essenciais para afastar o risco de choques e de incêndios por curto-circuito. Confira:

Escolha dos materiais

Além de olhar para a beleza do enfeite, é preciso prestar bem atenção a outros aspectos antes de começar a decorar. Caso pretenda utilizar o material que guardou de anos passados, o engenheiro recomenda separar os itens de iluminação para uma inspeção visual.

“É importante observar se os fios dos cordões de luzes ou dos enfeites com luzes pisca-pisca estão íntegros, se não há fissuras ou ressecamento na camada isolante que recobre os fios”, explica Hilton.

No caso de a isolação do cordão estar danificada, para refazê-la com segurança é mandatório o uso da fita isolante de boa qualidade. Para as mangueiras, que já possuem as lâmpadas internas, mais seguras para o manuseio, a dica é checar se o produto está bem conservado, sem rachaduras e fios expostos. 

Siga indicações de segurança

As normas de segurança estipuladas nas embalagens dos produtos são fundamentais para evitar acidentes. Segundo Hilton, observar se os itens de decoração são certificados por institutos que controlam e atestam a qualidade dos materiais e se há instruções para instalação se torna mais que necessário.

“Quem for instalar os enfeites deve seguir o passo a passo do fabricante, observando se a tensão elétrica do produto é compatível com a rede doméstica. Testar os materiais, ligando-os na tomada, antes de instalá-los também é útil. No caso de luz queimada, será indispensável desconectar o plugue da tomada antes de fazer algum conserto.”

Escolheu, testou… agora é só instalar

Na hora de ligar os cordões pisca-pisca ou mangueiras, o ideal é que cada cordão seja conectado a uma tomada. “Somente quando isso não for possível, é admitido o uso de uma régua de tomadas, desde que a carga total das luzes não exceda os 10A da tomada que está fixa na parede”, diz Moreno.

Segundo ele, dividindo a potência (watts) pela tensão (volts) indicada na embalagem do produto, pode-se identificar se a corrente elétrica das luzes será inferior a 10A, padrão de tomada mais comum nas residências do Brasil.

Outra maneira de avaliar se existe alguma sobrecarga no conjunto de luzes é encostando a mão na parte plástica da régua de tomadas para sentir o calor. Caso a superfície esteja quente a ponto de causar desconforto, as lâmpadas devem ser desligadas e haverá necessidade de redistribuir os cordões, fazendo uso de um número maior de tomadas disponíveis no ambiente.

Mantenha os enfeites longe de materiais inflamáveis

Outra observação relacionada ao cuidado das lâmpadas é mantê-las longe de materiais sensíveis como papel e isopor. “Também é recomendado manter os enfeites longe de grades e outros materiais metálicos. Eles são condutores de eletricidade e, caso haja fios expostos ou algum outro dano no cordão ou mangueira, o contato com a grade poderá energizá-la, colocando sob risco de choque quem nela encostar”, destaca Moreno.

Materiais que forem utilizados em áreas externas, como fachadas, sacadas, varandas, jardins, devem ser resistentes à chuva e aos raios solares, que podem gerar desgaste e rompimento nos materiais isolantes. “Mangueiras são apropriadas para uso no tempo, os cordões não”.

Publicidade

Dê sua opinião

TEMPO DE FESTAS

Cuidado! Mantenha seus enfeites de Natal longe de grades e materiais metálicos

O Tribuna do Ceará selecionou dicas essenciais para afastar o risco de choques e de incêndios por curto-circuito

Por Matheus Ribeiro em Cotidiano

6 de dezembro de 2016 às 07:00

Há 3 anos
Seguir recomendações de segurança e testar aparelhos são atitudes fundamentais para evitar acidentes (FOTO: Reprodução)

Seguir recomendações de segurança e testar aparelhos são atitudes fundamentais para evitar acidentes (FOTO: Reprodução)

Mesmo sendo bem comuns nesse período do ano, as decorações natalinas com lâmpadas pisca-pisca devem seguir algumas recomendações para evitar incidentes com eletricidade. A atenção se aplica aos itens de iluminação dos enfeites, como cordões e mangueiras de luzes e lâmpadas pisca-pisca.

Para evitar esse risco, é preciso estar atento aos materiais utilizados nos enfeites, para que eles não representem perigo de choque às pessoas ou de danos ao imóvel.

Pensando nisso, o Tribuna do Ceará com o auxílio do engenheiro eletricista do Programa Casa Segura, Hilton Moreno, selecionou dicas essenciais para afastar o risco de choques e de incêndios por curto-circuito. Confira:

Escolha dos materiais

Além de olhar para a beleza do enfeite, é preciso prestar bem atenção a outros aspectos antes de começar a decorar. Caso pretenda utilizar o material que guardou de anos passados, o engenheiro recomenda separar os itens de iluminação para uma inspeção visual.

“É importante observar se os fios dos cordões de luzes ou dos enfeites com luzes pisca-pisca estão íntegros, se não há fissuras ou ressecamento na camada isolante que recobre os fios”, explica Hilton.

No caso de a isolação do cordão estar danificada, para refazê-la com segurança é mandatório o uso da fita isolante de boa qualidade. Para as mangueiras, que já possuem as lâmpadas internas, mais seguras para o manuseio, a dica é checar se o produto está bem conservado, sem rachaduras e fios expostos. 

Siga indicações de segurança

As normas de segurança estipuladas nas embalagens dos produtos são fundamentais para evitar acidentes. Segundo Hilton, observar se os itens de decoração são certificados por institutos que controlam e atestam a qualidade dos materiais e se há instruções para instalação se torna mais que necessário.

“Quem for instalar os enfeites deve seguir o passo a passo do fabricante, observando se a tensão elétrica do produto é compatível com a rede doméstica. Testar os materiais, ligando-os na tomada, antes de instalá-los também é útil. No caso de luz queimada, será indispensável desconectar o plugue da tomada antes de fazer algum conserto.”

Escolheu, testou… agora é só instalar

Na hora de ligar os cordões pisca-pisca ou mangueiras, o ideal é que cada cordão seja conectado a uma tomada. “Somente quando isso não for possível, é admitido o uso de uma régua de tomadas, desde que a carga total das luzes não exceda os 10A da tomada que está fixa na parede”, diz Moreno.

Segundo ele, dividindo a potência (watts) pela tensão (volts) indicada na embalagem do produto, pode-se identificar se a corrente elétrica das luzes será inferior a 10A, padrão de tomada mais comum nas residências do Brasil.

Outra maneira de avaliar se existe alguma sobrecarga no conjunto de luzes é encostando a mão na parte plástica da régua de tomadas para sentir o calor. Caso a superfície esteja quente a ponto de causar desconforto, as lâmpadas devem ser desligadas e haverá necessidade de redistribuir os cordões, fazendo uso de um número maior de tomadas disponíveis no ambiente.

Mantenha os enfeites longe de materiais inflamáveis

Outra observação relacionada ao cuidado das lâmpadas é mantê-las longe de materiais sensíveis como papel e isopor. “Também é recomendado manter os enfeites longe de grades e outros materiais metálicos. Eles são condutores de eletricidade e, caso haja fios expostos ou algum outro dano no cordão ou mangueira, o contato com a grade poderá energizá-la, colocando sob risco de choque quem nela encostar”, destaca Moreno.

Materiais que forem utilizados em áreas externas, como fachadas, sacadas, varandas, jardins, devem ser resistentes à chuva e aos raios solares, que podem gerar desgaste e rompimento nos materiais isolantes. “Mangueiras são apropriadas para uso no tempo, os cordões não”.