Decisão sobre greve dos motoristas de ônibus é adiada para esta quinta

ESTADO DE GREVE

Decisão sobre greve dos motoristas de ônibus é adiada para esta quinta

Entre as reivindicações de motoristas e cobradores, está o de reajuste salarial de 18%

Por Matheus Ribeiro em Cotidiano

12 de julho de 2016 às 18:48

Há 3 anos
Ônibus ficaram paralisados por duas horas no Centro de Fortaleza (FOTO: Ilustração/Divulgação)

Ônibus ficaram paralisados por duas horas no Centro de Fortaleza (FOTO: Ilustração/Divulgação)

Depois de um dia inteiro de reunião, as negociações entre motoristas e cobradores de ônibus e o sindicato das empresas de ônibus de Fortaleza permanecem sem acordo. A conversa entre o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro) e Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) aconteceu no Ministério do Trabalho durante toda esta terça-feira (12).

De acordo com os sindicatos, uma nova audiência já está marcada para a próxima quinta-feira (14). Até o dia das novas negociações, os profissionais permanecem em estado de greve.

Conforme apurado pelo Tribuna do Ceará, a categoria já analisa novas paralisações pontuais das atividades nesta quarta-feira (13) e quinta-feira caso não haja um acordo.

Paralisações

Durante duas horas da tarde desta segunda-feira (11), pelo menos 16 coletivos ficaram parados em frente ao Sintro e outros na Praça da Estação. Conforme os motoristas, a interrupção das atividades serviu para mostrar que a conversa entre os dois órgãos ainda não chegou em um consenso.

Os motoristas de ônibus reivindicam um reajuste salarial de 18%. Atualmente, cobradores recebem R$ 1.050, fiscais R$ 1.180 e motoristas R$ 1.800. Além disso, eles também cobram um aumento no valor do vale-alimentação de R$ 11 para R$ 15, aumento no valor de cesta básica e plano de saúde de 100%, que; hoje, é 50%.

Publicidade

Dê sua opinião

ESTADO DE GREVE

Decisão sobre greve dos motoristas de ônibus é adiada para esta quinta

Entre as reivindicações de motoristas e cobradores, está o de reajuste salarial de 18%

Por Matheus Ribeiro em Cotidiano

12 de julho de 2016 às 18:48

Há 3 anos
Ônibus ficaram paralisados por duas horas no Centro de Fortaleza (FOTO: Ilustração/Divulgação)

Ônibus ficaram paralisados por duas horas no Centro de Fortaleza (FOTO: Ilustração/Divulgação)

Depois de um dia inteiro de reunião, as negociações entre motoristas e cobradores de ônibus e o sindicato das empresas de ônibus de Fortaleza permanecem sem acordo. A conversa entre o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro) e Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) aconteceu no Ministério do Trabalho durante toda esta terça-feira (12).

De acordo com os sindicatos, uma nova audiência já está marcada para a próxima quinta-feira (14). Até o dia das novas negociações, os profissionais permanecem em estado de greve.

Conforme apurado pelo Tribuna do Ceará, a categoria já analisa novas paralisações pontuais das atividades nesta quarta-feira (13) e quinta-feira caso não haja um acordo.

Paralisações

Durante duas horas da tarde desta segunda-feira (11), pelo menos 16 coletivos ficaram parados em frente ao Sintro e outros na Praça da Estação. Conforme os motoristas, a interrupção das atividades serviu para mostrar que a conversa entre os dois órgãos ainda não chegou em um consenso.

Os motoristas de ônibus reivindicam um reajuste salarial de 18%. Atualmente, cobradores recebem R$ 1.050, fiscais R$ 1.180 e motoristas R$ 1.800. Além disso, eles também cobram um aumento no valor do vale-alimentação de R$ 11 para R$ 15, aumento no valor de cesta básica e plano de saúde de 100%, que; hoje, é 50%.