Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro


Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

Filme criado pela publicitária cearense Rebeca Prado será exibido nesta sexta-feira (10) no Cine São Luís às 12h, com reprise às 13h

Por Rosana Romão em Cotidiano

10 de julho de 2015 às 08:00

Há 4 anos
O objetivo do documentário é de conhecer a história e entender os motivos do seu estado de abandono. (FOTO: Reprodução)

O objetivo do documentário é de conhecer a história e entender os motivos do seu estado de abandono. (FOTO: Reprodução)

Com formato de navio, ancora-se na Praia de Iracema um gigante de tijolos. Construído em 1951, foi o primeiro edifício da orla e já hospedou nomes como o ex-presidente Castelo Branco. O prédio fica na Rua Aquarius, número nove, mas também reside nos corações cearenses que viveram a época de glamour do Edifício São Pedro. Em 2014, a publicitária cearense Rebeca Prado decidiu eternizá-lo em um documentário com depoimentos de moradores e frequentadores do espaço.

Chamado de “Copacabana Palace Cearense”, o prédio foi construído inspirado nos hotéis de Miami. Inicialmente, possuía um hotel de luxo, condomínio residencial e estabelecimentos comerciais em sua estrutura, localizada em meio às casas de areal da Praia de Iracema. Um de seus destaques era o Restaurante Panela, frequentado por várias personalidades. Com o passar do tempo perdeu parte da sua beleza devido à falta de manutenção. “Aqui só basta uma pinturazinha e uns reboco (sic). Só basta um pouquinho de amor”, revela a ex-moradora Kátia Pinto. O fato de o imóvel ser antigo e ter aparência de abandono foi o que chamou a atenção da diretora do documentário Rebeca Prado. Em viagens ela transforma esses espaços em pontos turísticos. Além disso, a escolha do tema foi importante para tentar fortalecer a memória da cidade.

Ambiente cercado de boas histórias

O jornalista Lúcio Brasileiro está entre os entrevistados no filme. (FOTO: Reprodução)

O jornalista Lúcio Brasileiro está entre os entrevistados no filme. (FOTO: Reprodução)

O aposentado Salim Neto costumava beber na calçada até tarde da noite, mas foi no Restaurante Panela onde encontrou o amor de sua vida, sua esposa. Já comunicador Irapuã Lima costumava organizar desfile e brincadeiras dentro do prédio para animar os moradores. Enquanto a ex-moradora Kátia Pinto relembra os bons momentos. “Isso aqui já proporcionou muitas coisas boas para a gente, né? Aquela glória, aquele esplendor que tinha, dá saudade. De tempos que não voltam”.

Além dos personagens citados acima, estão no documentário a cabeleireira Umbelina Walraven, a doceira Lúcia Helena e a moradora Michelle Lima. Além destes, o filme teve colaboração do memorialista Oscar Nirez, Andréa Bardawil, Fátima Nogueira, entre outros. Todavia, o proprietário marjoritário Alexandre Philomeno Gomes se recusou a dar entrevista e não permitiu a entrada do grupo na área não-residencial do prédio.

Produção do conteúdo

Além de comandar a produção, direção e edição do filme, Rebeca teve o apoio de Rodrigo Gondim como diretor de fotografia, Rômulo Fonseca como cinegrafista e Bruno Gondim como engenheiro de áudio. A parte gráfica e pôsters foi criada pela empresa de design cearense Ood Estúdio. Desde a catalogação do material até a finalização, foram quatro meses de trabalho no documentário Lastro – Memórias do Edifício São Pedro. Após a divulgação, a diretora do projeto percebeu que não tinha noção da quantidade de pessoas que, assim como ela, é apaixonada pelo prédio e sentia necessidade de saber um pouco mais da sua história.

Apesar de ser formada em Publicidade e Propaganda, Rebeca sempre teve interesse pelo cinema e quis produzir seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) ligando as duas áreas que lhe atraem. O documentário foi exibido no Festival do Cine Ceará na categoria do Mostra Olhar do Ceará, no Festival Casa do Barão e em um programa de televisão. Nesta sexta-feira será exibido novamente no Cine São Luiz às 12h, com reprise às 13h. O conteúdo também está disponível na íntegra na internet.

Tombado apenas de forma provisória pela Prefeitura de Fortaleza, o futuro do Edifício São Pedro ainda é um mistério. “Ele foi interditado e seus moradores expulsos. Falam que vão construir um prédio novo aproveitando a fachada antiga, mas não sei até onde é a verdade dessa história. Existe uma burocracia sobre qualquer decisão do futuro do prédio, principalmente por ele ter vários donos”,  conclui Rebeca Prado.

Esse futuro é temido não só por moradores, mas por pessoas que dependem de alguma forma da existência do imóvel, como a travesti que finaliza o vídeo. “Não pode, ali faz parte de Fortaleza. É um navio, é um Titanic, você não pode afundar. Aquele prédio não dá pra sair da cidade, de maneira alguma. Você luta por isso, viu? Ele merece uma boa reforma, de preferência rosa”, brinca.

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
1/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

Da janela do prédio é possível ver uma das paisagens mais bonitas de Fortaleza, a Praia de Iracema. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
2/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

O objetivo do documentário é de conhecer a história e entender os motivos do seu estado de abandono. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
3/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

O jornalista Lúcio Brasileiro está entre os entrevistados no filme. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
4/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

O objetivo do documentário é de conhecer a história e entender os motivos do seu estado de abandono. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
5/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

O aposentado Salim Neto, narrador que abre o filme, faleceu poucas semanas após a finalização do filme. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
6/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

Desde a catalogação do material até a finalização, foram quatro meses de trabalho. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
7/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

O Hotel foi desativado em 1970 e o espaço transformou-se em residências e estabelecimentos comerciais. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
8/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

Desde a catalogação do material até a finalização, foram quatro meses de trabalho. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
9/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

Desde a catalogação do material até a finalização, foram quatro meses de trabalho. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
10/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

Da janela do prédio é possível ver uma das paisagens mais bonitas de Fortaleza, a Praia de Iracema. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
11/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

Da janela do prédio é possível ver uma das paisagens mais bonitas de Fortaleza, a Praia de Iracema. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
12/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

Desde a catalogação do material até a finalização, foram quatro meses de trabalho. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
13/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

O Hotel foi desativado em 1970 e o espaço transformou-se em residências e estabelecimentos comerciais. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
14/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

O Hotel foi desativado em 1970 e o espaço transformou-se em residências e estabelecimentos comerciais. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
15/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

Desde a sua inauguração, o hotel foi sinônimo de requinte, com 100 apartamentos, salões de convenções e de estar, espaço para café, chopp e barbearia. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
16/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

Desde a sua inauguração, o hotel foi sinônimo de requinte, com 100 apartamentos, salões de convenções e de estar, espaço para café, chopp e barbearia. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
17/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

O Hotel foi construído em uma área de 12 mil metros quadrados, com apartamentos de 200 m². (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
18/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

Desde a sua inauguração, o hotel foi sinônimo de requinte, com 100 apartamentos, salões de convenções e de estar, espaço para café, chopp e barbearia. (FOTO: Reprodução)

Rebeca Prado é publicitária e fez o documentário como Trabalho de Conclusão de Curso. (FOTO: Arquivo Pessoal)
19/19

Rebeca Prado é publicitária e fez o documentário como Trabalho de Conclusão de Curso. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Rebeca Prado é publicitária e fez o documentário como Trabalho de Conclusão de Curso. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Publicidade

Dê sua opinião

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

Filme criado pela publicitária cearense Rebeca Prado será exibido nesta sexta-feira (10) no Cine São Luís às 12h, com reprise às 13h

Por Rosana Romão em Cotidiano

10 de julho de 2015 às 08:00

Há 4 anos
O objetivo do documentário é de conhecer a história e entender os motivos do seu estado de abandono. (FOTO: Reprodução)

O objetivo do documentário é de conhecer a história e entender os motivos do seu estado de abandono. (FOTO: Reprodução)

Com formato de navio, ancora-se na Praia de Iracema um gigante de tijolos. Construído em 1951, foi o primeiro edifício da orla e já hospedou nomes como o ex-presidente Castelo Branco. O prédio fica na Rua Aquarius, número nove, mas também reside nos corações cearenses que viveram a época de glamour do Edifício São Pedro. Em 2014, a publicitária cearense Rebeca Prado decidiu eternizá-lo em um documentário com depoimentos de moradores e frequentadores do espaço.

Chamado de “Copacabana Palace Cearense”, o prédio foi construído inspirado nos hotéis de Miami. Inicialmente, possuía um hotel de luxo, condomínio residencial e estabelecimentos comerciais em sua estrutura, localizada em meio às casas de areal da Praia de Iracema. Um de seus destaques era o Restaurante Panela, frequentado por várias personalidades. Com o passar do tempo perdeu parte da sua beleza devido à falta de manutenção. “Aqui só basta uma pinturazinha e uns reboco (sic). Só basta um pouquinho de amor”, revela a ex-moradora Kátia Pinto. O fato de o imóvel ser antigo e ter aparência de abandono foi o que chamou a atenção da diretora do documentário Rebeca Prado. Em viagens ela transforma esses espaços em pontos turísticos. Além disso, a escolha do tema foi importante para tentar fortalecer a memória da cidade.

Ambiente cercado de boas histórias

O jornalista Lúcio Brasileiro está entre os entrevistados no filme. (FOTO: Reprodução)

O jornalista Lúcio Brasileiro está entre os entrevistados no filme. (FOTO: Reprodução)

O aposentado Salim Neto costumava beber na calçada até tarde da noite, mas foi no Restaurante Panela onde encontrou o amor de sua vida, sua esposa. Já comunicador Irapuã Lima costumava organizar desfile e brincadeiras dentro do prédio para animar os moradores. Enquanto a ex-moradora Kátia Pinto relembra os bons momentos. “Isso aqui já proporcionou muitas coisas boas para a gente, né? Aquela glória, aquele esplendor que tinha, dá saudade. De tempos que não voltam”.

Além dos personagens citados acima, estão no documentário a cabeleireira Umbelina Walraven, a doceira Lúcia Helena e a moradora Michelle Lima. Além destes, o filme teve colaboração do memorialista Oscar Nirez, Andréa Bardawil, Fátima Nogueira, entre outros. Todavia, o proprietário marjoritário Alexandre Philomeno Gomes se recusou a dar entrevista e não permitiu a entrada do grupo na área não-residencial do prédio.

Produção do conteúdo

Além de comandar a produção, direção e edição do filme, Rebeca teve o apoio de Rodrigo Gondim como diretor de fotografia, Rômulo Fonseca como cinegrafista e Bruno Gondim como engenheiro de áudio. A parte gráfica e pôsters foi criada pela empresa de design cearense Ood Estúdio. Desde a catalogação do material até a finalização, foram quatro meses de trabalho no documentário Lastro – Memórias do Edifício São Pedro. Após a divulgação, a diretora do projeto percebeu que não tinha noção da quantidade de pessoas que, assim como ela, é apaixonada pelo prédio e sentia necessidade de saber um pouco mais da sua história.

Apesar de ser formada em Publicidade e Propaganda, Rebeca sempre teve interesse pelo cinema e quis produzir seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) ligando as duas áreas que lhe atraem. O documentário foi exibido no Festival do Cine Ceará na categoria do Mostra Olhar do Ceará, no Festival Casa do Barão e em um programa de televisão. Nesta sexta-feira será exibido novamente no Cine São Luiz às 12h, com reprise às 13h. O conteúdo também está disponível na íntegra na internet.

Tombado apenas de forma provisória pela Prefeitura de Fortaleza, o futuro do Edifício São Pedro ainda é um mistério. “Ele foi interditado e seus moradores expulsos. Falam que vão construir um prédio novo aproveitando a fachada antiga, mas não sei até onde é a verdade dessa história. Existe uma burocracia sobre qualquer decisão do futuro do prédio, principalmente por ele ter vários donos”,  conclui Rebeca Prado.

Esse futuro é temido não só por moradores, mas por pessoas que dependem de alguma forma da existência do imóvel, como a travesti que finaliza o vídeo. “Não pode, ali faz parte de Fortaleza. É um navio, é um Titanic, você não pode afundar. Aquele prédio não dá pra sair da cidade, de maneira alguma. Você luta por isso, viu? Ele merece uma boa reforma, de preferência rosa”, brinca.

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
1/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

Da janela do prédio é possível ver uma das paisagens mais bonitas de Fortaleza, a Praia de Iracema. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
2/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

O objetivo do documentário é de conhecer a história e entender os motivos do seu estado de abandono. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
3/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

O jornalista Lúcio Brasileiro está entre os entrevistados no filme. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
4/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

O objetivo do documentário é de conhecer a história e entender os motivos do seu estado de abandono. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
5/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

O aposentado Salim Neto, narrador que abre o filme, faleceu poucas semanas após a finalização do filme. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
6/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

Desde a catalogação do material até a finalização, foram quatro meses de trabalho. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
7/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

O Hotel foi desativado em 1970 e o espaço transformou-se em residências e estabelecimentos comerciais. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
8/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

Desde a catalogação do material até a finalização, foram quatro meses de trabalho. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
9/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

Desde a catalogação do material até a finalização, foram quatro meses de trabalho. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
10/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

Da janela do prédio é possível ver uma das paisagens mais bonitas de Fortaleza, a Praia de Iracema. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
11/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

Da janela do prédio é possível ver uma das paisagens mais bonitas de Fortaleza, a Praia de Iracema. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
12/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

Desde a catalogação do material até a finalização, foram quatro meses de trabalho. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
13/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

O Hotel foi desativado em 1970 e o espaço transformou-se em residências e estabelecimentos comerciais. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
14/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

O Hotel foi desativado em 1970 e o espaço transformou-se em residências e estabelecimentos comerciais. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
15/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

Desde a sua inauguração, o hotel foi sinônimo de requinte, com 100 apartamentos, salões de convenções e de estar, espaço para café, chopp e barbearia. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
16/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

Desde a sua inauguração, o hotel foi sinônimo de requinte, com 100 apartamentos, salões de convenções e de estar, espaço para café, chopp e barbearia. (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
17/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

O Hotel foi construído em uma área de 12 mil metros quadrados, com apartamentos de 200 m². (FOTO: Reprodução)

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro
18/19

Documentário resgata história e revela abandono do Edifício São Pedro

Desde a sua inauguração, o hotel foi sinônimo de requinte, com 100 apartamentos, salões de convenções e de estar, espaço para café, chopp e barbearia. (FOTO: Reprodução)

Rebeca Prado é publicitária e fez o documentário como Trabalho de Conclusão de Curso. (FOTO: Arquivo Pessoal)
19/19

Rebeca Prado é publicitária e fez o documentário como Trabalho de Conclusão de Curso. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Rebeca Prado é publicitária e fez o documentário como Trabalho de Conclusão de Curso. (FOTO: Arquivo Pessoal)