Professor cearense encontra mãe biológica após ter a carteira roubada

ACASO INCRÍVEL

Professor cearense encontra mãe biológica após ter a carteira roubada

O compartilhamento da CNH de Diogo Cals na internet fez um pastor reconhecê-lo como filho de uma amiga que entregou bebê a adoção

Por Deborah Tavares em Cotidiano

22 de fevereiro de 2017 às 09:16

Há 2 anos

Graças a uma “quase tragédia” o milagre aconteceu para Diogo Cals. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Em dezembro de 2016, o professor de serviço social em Sobral, Diogo Cals, recebeu uma uma ligação inesperada. Um pastor em Fortaleza queria encontrá-lo, pois tinha uma fiel que procurava o filho biológico dado para adoção há 30 anos. Tudo começou cinco meses antes, quando Diogo foi roubado.

O professor teve seus pertences levados, mas os assaltantes jogaram sua carteira fora. A CNH foi encontrada por uma pessoa que compartilhou a foto do documento no Facebook esperando que o dono aparecesse.

Após ser compartilhada por vários alunos, a publicação chegou a Diogo, que recuperou sua carteira de motorista e ao pastor, que reconheceu o professor como o filho de uma amiga chamada Helena.

“Ela era muito jovem, 16 anos, estava em situação de rua. Minha mãe adotiva a acolheu e me adotou. Depois de um tempo, minha mãe biológica foi embora”, explica Diogo, que sempre soube ser adotado. “Nunca foi um desejo meu fazer uma busca pela minha mãe biológica. Eu pensava que se acontecesse ia ser legal, mas não era um desejo”. 

E o destino tratou de fazer com que acontecesse. Mãe biológica e filho finalmente se encontraram na última quarta-feira (15).

“Conversamos sobre coisas do dia a dia, não me aprofundei muito,  para não deixar o assunto pesar, pois ela estava muito nervosa. Para ela, deve ter voltado muitas coisas do passado”, lembra o professor. “Também não perguntei sobre o meu pai, acho que não era o momento”.

Eles se encontraram na casa de Helena e Diogo pode conhecer seus dois irmãos.“Quando o pastor entrou em contato, fiquei curioso, aberto a conhecer. É difícil expressar por meio de palavras o que eu senti. Para ela, foi muito mais emocionante. Mexeu muito com ela, quase não conseguia falar. Eu não estava em uma busca há 30 anos. Foram sentimentos diferentes de cada um para o mesmo fato”, explica.

Agora a expectativa é manter o contato com a nova família. “Tenho uma vida muito corrida, ter uma convivência é difícil, mas estamos mantendo o contato”. Um final inesperadamente feliz.

Publicidade

Dê sua opinião

ACASO INCRÍVEL

Professor cearense encontra mãe biológica após ter a carteira roubada

O compartilhamento da CNH de Diogo Cals na internet fez um pastor reconhecê-lo como filho de uma amiga que entregou bebê a adoção

Por Deborah Tavares em Cotidiano

22 de fevereiro de 2017 às 09:16

Há 2 anos

Graças a uma “quase tragédia” o milagre aconteceu para Diogo Cals. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Em dezembro de 2016, o professor de serviço social em Sobral, Diogo Cals, recebeu uma uma ligação inesperada. Um pastor em Fortaleza queria encontrá-lo, pois tinha uma fiel que procurava o filho biológico dado para adoção há 30 anos. Tudo começou cinco meses antes, quando Diogo foi roubado.

O professor teve seus pertences levados, mas os assaltantes jogaram sua carteira fora. A CNH foi encontrada por uma pessoa que compartilhou a foto do documento no Facebook esperando que o dono aparecesse.

Após ser compartilhada por vários alunos, a publicação chegou a Diogo, que recuperou sua carteira de motorista e ao pastor, que reconheceu o professor como o filho de uma amiga chamada Helena.

“Ela era muito jovem, 16 anos, estava em situação de rua. Minha mãe adotiva a acolheu e me adotou. Depois de um tempo, minha mãe biológica foi embora”, explica Diogo, que sempre soube ser adotado. “Nunca foi um desejo meu fazer uma busca pela minha mãe biológica. Eu pensava que se acontecesse ia ser legal, mas não era um desejo”. 

E o destino tratou de fazer com que acontecesse. Mãe biológica e filho finalmente se encontraram na última quarta-feira (15).

“Conversamos sobre coisas do dia a dia, não me aprofundei muito,  para não deixar o assunto pesar, pois ela estava muito nervosa. Para ela, deve ter voltado muitas coisas do passado”, lembra o professor. “Também não perguntei sobre o meu pai, acho que não era o momento”.

Eles se encontraram na casa de Helena e Diogo pode conhecer seus dois irmãos.“Quando o pastor entrou em contato, fiquei curioso, aberto a conhecer. É difícil expressar por meio de palavras o que eu senti. Para ela, foi muito mais emocionante. Mexeu muito com ela, quase não conseguia falar. Eu não estava em uma busca há 30 anos. Foram sentimentos diferentes de cada um para o mesmo fato”, explica.

Agora a expectativa é manter o contato com a nova família. “Tenho uma vida muito corrida, ter uma convivência é difícil, mas estamos mantendo o contato”. Um final inesperadamente feliz.