Projeto de delivery de livros empresta leituras para moradores do Poço da Draga


Projeto de delivery de livros empresta leituras para moradores do Poço da Draga

O projeto Poço de Cultura, em funcionamento desde 2013, conta com voluntários que trabalham na entrega de livros na casa dos moradores

Por Juliana Teófilo em Cotidiano

9 de dezembro de 2015 às 06:00

Há 4 anos

A cada três dias, o pequeno Iarley Marques Soares, de 11 anos, vai até a ONG Velaumar, da comunidade do Poço da Draga, em Fortaleza, buscar novos números de gibis para ler. O estudante conta que a cada viagem pega, em média, 15 edições diferentes. O motivo? A leitura ávida e rápida. “Depois que fiz o curso de leitura aqui na comunidade e melhorei o jeito que lia, comecei a pegar mais e mais gibis para ler. Levo mais ou menos dois dias e meio para ler tudo”, aponta orgulhoso.

Iarley é uma das crianças atendidas pelo projeto Poço de Cultura, em funcionamento desde março de 2013 na comunidade do Poço da Draga, que até o próximo domingo (13) recebe a 2ª edição do Feira Massa. A voluntária Cássia Vasconcelos, de 32 anos, explica que o projeto, realizado em parceria com o Sindicato dos Fazendários do Ceará (Sintaf) e o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, nasceu com o objetivo de fortalecer as potencialidades da comunidade usando uma arma poderosa: a leitura.

Em funcionamento desde março de 2013, o projeto leva para as casas dos moradores livros e gibis. (FOTO: Reprodução/Sintaf)

Em funcionamento desde março de 2013, o projeto leva para as casas dos moradores livros e gibis. (FOTO: Reprodução/Sintaf)

“Eu e a Izabel (diretora de ação educativa da ONG Velaumar) tivemos essa ideia em uma conversa com o Luiz Carlos, da Sefaz. Nosso objetivo é fazer com que todo mundo do Poço se engaje, participe e tenha contato com esse mundo tão rico que é o mundo da leitura”, explica.

E é com esse objetivo em mente que as cinco voluntárias, todas estudantes universitárias residentes na comunidade capacitadas para serem multiplicadoras, visitam as casas dos moradores coletando informações sobre o que a família gostaria de ler e trabalhando para providenciar os livros solicitados. “As crianças costumam pedir por gibis, histórias de super heróis e publicações da Turma da Mônica. Já os mais idosos pedem por livros de palavras cruzadas”, exemplifica Cássia.

Após plantar a semente da curiosidade em suas primeiras visitas, as voluntárias aguardam os moradores procurarem a ONG para devolver os livros emprestados e pegar novos volumes. “E os moradores realmente gostam, participam e procuram a Velaumar para pegar mais livros”.

Segundo Cássia, o engajamento da população é tanto que mesmo os moradores que não sabem ler participam e pegam livros ilustrados para conhecer suas histórias. “O Seu Chico da Rosa e Dona Maria, um casal idoso aqui do Poço, por exemplo, costumam pegar livros mesmo sem saber ler e acompanham as histórias por meio das ilustrações. O seu Chico sempre fala para a gente da vontade que ele tem de aprender a ler”, conta.

Planos para o futuro

Pensando nos moradores idosos da comunidade que não tiveram a oportunidade de frequentar a escola e/ou aprender a ler que a ONG Velaumar planeja ampliar o programa Poço de Cultura para oferecer aulas de alfabetização gratuitas. “A maioria desse público que demonstra interesse em aprender a ler teve uma vida muito sofrida. Eram lavadeiras, pescadores, vendedores que não tiveram acesso à escola”, explica Cássia Vasconcelos.

“As crianças costumam pedir por gibis, histórias de super heróis e publicações da Turma da Mônica. Já os mais idosos pedem por livros de palavras cruzadas”. (Cássia Vasconcelos)

Segundo a voluntária, o único entrave para o projeto é a falta de patrocínio. “O projeto funciona, hoje, por meio de doações. Um amigo doa um livro, outro doa alguns gibis e assim conseguimos manter tudo funcionando. Mas para concretizarmos essas aulas de alfabetização seria necessário um patrocínio para a compra de materiais, contratar professor, por exemplo”, aponta.

Por hora, o grupo segue com a iniciativa realizando mensalmente reuniões de avaliação, onde se discute a evolução da comunidade, os livros mais pedidos e as demandas.

Poço de Cultura
1/4

Poço de Cultura

O Poço de Cultura conta com a mão de obra de cinco voluntárias, todas estudantes universitárias residentes na comunidade capacitadas para serem multiplicadoras. (FOTO: Reprodução/Sintaf)

Poço de Cultura
2/4

Poço de Cultura

Em funcionamento desde março de 2013, o projeto leva para as casas dos moradores livros e gibis. (FOTO: Reprodução/Sintaf)

Poço de Cultura
3/4

Poço de Cultura

“Nosso objetivo é fazer com que todo mundo do Poço se engaje, participe e tenha contato com esse mundo tão rico que é o mundo da leitura”. (FOTO: Reprodução/Sintaf)

Poço de Cultura
4/4

Poço de Cultura

Os voluntários realizam mensalmente reuniões de avaliação, onde se discute a evolução da comunidade, os livros mais pedidos e as demandas. (FOTO: Reprodução/Sintaf)

Feira Massa

O Poço da Draga recebe a 2ª edição da Feira Massa, com duas semanas de atividades culturais, esportivas e educacionais. A primeira semana de evento, que aconteceu entre os dias 30 de novembro e 4 de dezembro, foi dedicada a realização de oficinas que prepararam a população da comunidade para a Feira.

E essa semana a festa continua com shows de bandas e artistas regionais como os Selvagens à Procura da Lei Januários, Erivan e Guto Ribeiro, cinema ao ar livre com a exibição dos filmes “Cine Holiudy”,”Que Horas Ela Volta?” e apresentações de humoristas.

A Realização da Feira Massa é do Vós, projeto resultado de parceria entre Beach Park e Sistema Jangadeiro, que busca resgatar a história do Ceará, de Fortaleza, e deixar um legado para a Cidade. O patrocínio é do Governo do Estado do Ceará, Prefeitura Municipal de Fortaleza, Instituto do Câncer do Ceará (ICC), Coelce, C. Rolim, Unimed e Fecomércio/Senac. O apoio é da Coca-Cola e são parceiros o Dragão do Mar, a Caixa Cultural e a  ONG Velaumar.

Acompanhe a cobertura da 2ª Feira Massa:

3 de dezembro de 2015 – Comunidade do Poço da Draga recebe a 2ª edição da Feira Massa

4 de dezembro de 2015 – Sábado com programação cultural gratuita promete agitar a Praia de Iracema

5 de dezembro de 2015 – Oficinas educativas agitam primeira semana da Feira Massa no Poço da Draga 

7 de dezembro de 2015 – Segunda edição da Feira Massa desce o morro e chega à praia

8 de dezembro de 2015 – Grupo protege memória coletiva da comunidade do Poço da Draga

Publicidade

Dê sua opinião

Projeto de delivery de livros empresta leituras para moradores do Poço da Draga

O projeto Poço de Cultura, em funcionamento desde 2013, conta com voluntários que trabalham na entrega de livros na casa dos moradores

Por Juliana Teófilo em Cotidiano

9 de dezembro de 2015 às 06:00

Há 4 anos

A cada três dias, o pequeno Iarley Marques Soares, de 11 anos, vai até a ONG Velaumar, da comunidade do Poço da Draga, em Fortaleza, buscar novos números de gibis para ler. O estudante conta que a cada viagem pega, em média, 15 edições diferentes. O motivo? A leitura ávida e rápida. “Depois que fiz o curso de leitura aqui na comunidade e melhorei o jeito que lia, comecei a pegar mais e mais gibis para ler. Levo mais ou menos dois dias e meio para ler tudo”, aponta orgulhoso.

Iarley é uma das crianças atendidas pelo projeto Poço de Cultura, em funcionamento desde março de 2013 na comunidade do Poço da Draga, que até o próximo domingo (13) recebe a 2ª edição do Feira Massa. A voluntária Cássia Vasconcelos, de 32 anos, explica que o projeto, realizado em parceria com o Sindicato dos Fazendários do Ceará (Sintaf) e o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, nasceu com o objetivo de fortalecer as potencialidades da comunidade usando uma arma poderosa: a leitura.

Em funcionamento desde março de 2013, o projeto leva para as casas dos moradores livros e gibis. (FOTO: Reprodução/Sintaf)

Em funcionamento desde março de 2013, o projeto leva para as casas dos moradores livros e gibis. (FOTO: Reprodução/Sintaf)

“Eu e a Izabel (diretora de ação educativa da ONG Velaumar) tivemos essa ideia em uma conversa com o Luiz Carlos, da Sefaz. Nosso objetivo é fazer com que todo mundo do Poço se engaje, participe e tenha contato com esse mundo tão rico que é o mundo da leitura”, explica.

E é com esse objetivo em mente que as cinco voluntárias, todas estudantes universitárias residentes na comunidade capacitadas para serem multiplicadoras, visitam as casas dos moradores coletando informações sobre o que a família gostaria de ler e trabalhando para providenciar os livros solicitados. “As crianças costumam pedir por gibis, histórias de super heróis e publicações da Turma da Mônica. Já os mais idosos pedem por livros de palavras cruzadas”, exemplifica Cássia.

Após plantar a semente da curiosidade em suas primeiras visitas, as voluntárias aguardam os moradores procurarem a ONG para devolver os livros emprestados e pegar novos volumes. “E os moradores realmente gostam, participam e procuram a Velaumar para pegar mais livros”.

Segundo Cássia, o engajamento da população é tanto que mesmo os moradores que não sabem ler participam e pegam livros ilustrados para conhecer suas histórias. “O Seu Chico da Rosa e Dona Maria, um casal idoso aqui do Poço, por exemplo, costumam pegar livros mesmo sem saber ler e acompanham as histórias por meio das ilustrações. O seu Chico sempre fala para a gente da vontade que ele tem de aprender a ler”, conta.

Planos para o futuro

Pensando nos moradores idosos da comunidade que não tiveram a oportunidade de frequentar a escola e/ou aprender a ler que a ONG Velaumar planeja ampliar o programa Poço de Cultura para oferecer aulas de alfabetização gratuitas. “A maioria desse público que demonstra interesse em aprender a ler teve uma vida muito sofrida. Eram lavadeiras, pescadores, vendedores que não tiveram acesso à escola”, explica Cássia Vasconcelos.

“As crianças costumam pedir por gibis, histórias de super heróis e publicações da Turma da Mônica. Já os mais idosos pedem por livros de palavras cruzadas”. (Cássia Vasconcelos)

Segundo a voluntária, o único entrave para o projeto é a falta de patrocínio. “O projeto funciona, hoje, por meio de doações. Um amigo doa um livro, outro doa alguns gibis e assim conseguimos manter tudo funcionando. Mas para concretizarmos essas aulas de alfabetização seria necessário um patrocínio para a compra de materiais, contratar professor, por exemplo”, aponta.

Por hora, o grupo segue com a iniciativa realizando mensalmente reuniões de avaliação, onde se discute a evolução da comunidade, os livros mais pedidos e as demandas.

Poço de Cultura
1/4

Poço de Cultura

O Poço de Cultura conta com a mão de obra de cinco voluntárias, todas estudantes universitárias residentes na comunidade capacitadas para serem multiplicadoras. (FOTO: Reprodução/Sintaf)

Poço de Cultura
2/4

Poço de Cultura

Em funcionamento desde março de 2013, o projeto leva para as casas dos moradores livros e gibis. (FOTO: Reprodução/Sintaf)

Poço de Cultura
3/4

Poço de Cultura

“Nosso objetivo é fazer com que todo mundo do Poço se engaje, participe e tenha contato com esse mundo tão rico que é o mundo da leitura”. (FOTO: Reprodução/Sintaf)

Poço de Cultura
4/4

Poço de Cultura

Os voluntários realizam mensalmente reuniões de avaliação, onde se discute a evolução da comunidade, os livros mais pedidos e as demandas. (FOTO: Reprodução/Sintaf)

Feira Massa

O Poço da Draga recebe a 2ª edição da Feira Massa, com duas semanas de atividades culturais, esportivas e educacionais. A primeira semana de evento, que aconteceu entre os dias 30 de novembro e 4 de dezembro, foi dedicada a realização de oficinas que prepararam a população da comunidade para a Feira.

E essa semana a festa continua com shows de bandas e artistas regionais como os Selvagens à Procura da Lei Januários, Erivan e Guto Ribeiro, cinema ao ar livre com a exibição dos filmes “Cine Holiudy”,”Que Horas Ela Volta?” e apresentações de humoristas.

A Realização da Feira Massa é do Vós, projeto resultado de parceria entre Beach Park e Sistema Jangadeiro, que busca resgatar a história do Ceará, de Fortaleza, e deixar um legado para a Cidade. O patrocínio é do Governo do Estado do Ceará, Prefeitura Municipal de Fortaleza, Instituto do Câncer do Ceará (ICC), Coelce, C. Rolim, Unimed e Fecomércio/Senac. O apoio é da Coca-Cola e são parceiros o Dragão do Mar, a Caixa Cultural e a  ONG Velaumar.

Acompanhe a cobertura da 2ª Feira Massa:

3 de dezembro de 2015 – Comunidade do Poço da Draga recebe a 2ª edição da Feira Massa

4 de dezembro de 2015 – Sábado com programação cultural gratuita promete agitar a Praia de Iracema

5 de dezembro de 2015 – Oficinas educativas agitam primeira semana da Feira Massa no Poço da Draga 

7 de dezembro de 2015 – Segunda edição da Feira Massa desce o morro e chega à praia

8 de dezembro de 2015 – Grupo protege memória coletiva da comunidade do Poço da Draga