Quatro ônibus têm pneus furados durante manifestação nesta sexta em Fortaleza

TRANSTORNO

Quatro ônibus têm pneus furados durante manifestação nesta sexta em Fortaleza

Dimas Barreira, presidente do Sindionibus, criticou o movimento de Greve Geral, convocado por diversas entidades de classe em todo o Brasil

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

14 de junho de 2019 às 11:24

Há 1 mês

Segundo o presidente do Sindionibus, pelo menos quatro veículos tiveram pneus furados na Av. da Universidade. (FOTO: Sindionibus)

Pelo menos quatro ônibus tiveram pneus furados na manhã desta sexta-feira (14), na Avenida da Universidade, em Fortaleza. Os atos foram registrados durante greve geral convocada por diversas entidades de classe como sindicatos, estudantes e servidores públicos contra a reforma da Previdência proposta pelo governo de Jair Bolsonaro. O Tribuna do Ceará acompanha ao vivo o ato Greve Geral.

Em texto publicado já nesta manhã, na sua própria rede social, Dimas Barreira criticou o que chamou de ações de “vandalismo” e chamou de “golpe covarde” aqueles que desejam prejudicar o serviço de transporte público.

“Uma greve pressupõe uma classe que se sinta prejudicada, oprimida a ponto de sentir necessidade de partir para o enfrentamento e enfrentar suas consequências. É feita com a adesão das pessoas! Qualquer movimento feito através de mentiras, agressões, vandalismo e bloqueios de transporte ou de passagem são ilegítimas e criminosas!”, disse o presidente.

Ele também questiona a legitimidade da manifestação, chamando-a de “antidemocrática e desordeira”. No Facebook, Dimas Barreira informou que quatro ônibus tiveram pneus furados na Avenida da Universidade, um dos locais da manifestação desta sexta-feira. Ainda de acordo com ele, não houve comunicação prévia sobre paralisação.

Confira texto completo.

Publicidade

Dê sua opinião

TRANSTORNO

Quatro ônibus têm pneus furados durante manifestação nesta sexta em Fortaleza

Dimas Barreira, presidente do Sindionibus, criticou o movimento de Greve Geral, convocado por diversas entidades de classe em todo o Brasil

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

14 de junho de 2019 às 11:24

Há 1 mês

Segundo o presidente do Sindionibus, pelo menos quatro veículos tiveram pneus furados na Av. da Universidade. (FOTO: Sindionibus)

Pelo menos quatro ônibus tiveram pneus furados na manhã desta sexta-feira (14), na Avenida da Universidade, em Fortaleza. Os atos foram registrados durante greve geral convocada por diversas entidades de classe como sindicatos, estudantes e servidores públicos contra a reforma da Previdência proposta pelo governo de Jair Bolsonaro. O Tribuna do Ceará acompanha ao vivo o ato Greve Geral.

Em texto publicado já nesta manhã, na sua própria rede social, Dimas Barreira criticou o que chamou de ações de “vandalismo” e chamou de “golpe covarde” aqueles que desejam prejudicar o serviço de transporte público.

“Uma greve pressupõe uma classe que se sinta prejudicada, oprimida a ponto de sentir necessidade de partir para o enfrentamento e enfrentar suas consequências. É feita com a adesão das pessoas! Qualquer movimento feito através de mentiras, agressões, vandalismo e bloqueios de transporte ou de passagem são ilegítimas e criminosas!”, disse o presidente.

Ele também questiona a legitimidade da manifestação, chamando-a de “antidemocrática e desordeira”. No Facebook, Dimas Barreira informou que quatro ônibus tiveram pneus furados na Avenida da Universidade, um dos locais da manifestação desta sexta-feira. Ainda de acordo com ele, não houve comunicação prévia sobre paralisação.

Confira texto completo.