Alunos da UFC bloqueiam Avenida da Universidade em protesto contra cortes na Educação

PROTESTO

Alunos da UFC bloqueiam Avenida da Universidade em protesto contra cortes na Educação

Manifestação teve início às 5h da manhã. Dezenas de estudantes usaram cadeiras para fechar a Avenida da Universidade nesta quarta-feira

Por Tribuna do Ceará em Educação

15 de maio de 2019 às 08:08

Há 2 meses

Estudantes da UFC fecharam Avenida da Universidade na manhã desta quarta-feira (FOTO: William Barros/Tribuna do Ceará)

Dezenas de alunos da UFC bloquearam a Avenida da Universidade no cruzamento com a Avenida 13 de Maio, na manhã desta quarta-feira (15), onde fica o campus do Benfica. O ato chamado de “cadeiraço” é um aquecimento para este 15 de maio, marcado em todo o país como data para protestar contra os cortes na Educação, anunciados na semana passada pelo presidente Jair Bolsonaro. Com informações do repórter William Barros.

O grupo bloqueou as vias das 5h às 7h da manhã com cadeiras e usou cartazes com dizeres como “Dizemos não aos cortes!”; “Todos pela edução”; “Não fechem nossa Universidade”. A AMC esteve no local para organizar o trânsito.

O evento foi organizado pelos estudantes de História, mas no local também haviam estudantes de Direito, Comunicação, Letras, Biblioteconomia, Ciências Sociais, entre outros. Parte deles dormiu na própria instituição para organizar a mobilização. Além de cartazes e blusas, os estudantes também entoaram palavras de ordem contra a decisão do Governo Federal de cortar 30% de verbas da educação.

“Queremos estudar, não vamos recuar, em defesa da Universidade, em defesa da Educação. Fora, Bolsonaro”, gritavam no início desta manhã.

Uma espécie de barricada para fechar o fluxo de trânsito e garantir a segurança dos colegas foi feita com cadeiras. O ato foi encerrado pontualmente às 7h e logo os estudantes se dirigiram para a Praça da Bandeira, onde um ato está marcado também para a manhã desta quarta-feira, a partir das 8h.

O repórter William Barros do Tribuna do Ceará esteve no local desde cedo para acompanhar a manifestação e trouxe mais detalhes em vídeo publicado nas redes sociais do portal. Você pode conferir aqui. Ele conta, inclusive, que motoqueiros e motoristas tentaram furar a barricada montada por estudantes durante o protesto.

Publicidade

Dê sua opinião

PROTESTO

Alunos da UFC bloqueiam Avenida da Universidade em protesto contra cortes na Educação

Manifestação teve início às 5h da manhã. Dezenas de estudantes usaram cadeiras para fechar a Avenida da Universidade nesta quarta-feira

Por Tribuna do Ceará em Educação

15 de maio de 2019 às 08:08

Há 2 meses

Estudantes da UFC fecharam Avenida da Universidade na manhã desta quarta-feira (FOTO: William Barros/Tribuna do Ceará)

Dezenas de alunos da UFC bloquearam a Avenida da Universidade no cruzamento com a Avenida 13 de Maio, na manhã desta quarta-feira (15), onde fica o campus do Benfica. O ato chamado de “cadeiraço” é um aquecimento para este 15 de maio, marcado em todo o país como data para protestar contra os cortes na Educação, anunciados na semana passada pelo presidente Jair Bolsonaro. Com informações do repórter William Barros.

O grupo bloqueou as vias das 5h às 7h da manhã com cadeiras e usou cartazes com dizeres como “Dizemos não aos cortes!”; “Todos pela edução”; “Não fechem nossa Universidade”. A AMC esteve no local para organizar o trânsito.

O evento foi organizado pelos estudantes de História, mas no local também haviam estudantes de Direito, Comunicação, Letras, Biblioteconomia, Ciências Sociais, entre outros. Parte deles dormiu na própria instituição para organizar a mobilização. Além de cartazes e blusas, os estudantes também entoaram palavras de ordem contra a decisão do Governo Federal de cortar 30% de verbas da educação.

“Queremos estudar, não vamos recuar, em defesa da Universidade, em defesa da Educação. Fora, Bolsonaro”, gritavam no início desta manhã.

Uma espécie de barricada para fechar o fluxo de trânsito e garantir a segurança dos colegas foi feita com cadeiras. O ato foi encerrado pontualmente às 7h e logo os estudantes se dirigiram para a Praça da Bandeira, onde um ato está marcado também para a manhã desta quarta-feira, a partir das 8h.

O repórter William Barros do Tribuna do Ceará esteve no local desde cedo para acompanhar a manifestação e trouxe mais detalhes em vídeo publicado nas redes sociais do portal. Você pode conferir aqui. Ele conta, inclusive, que motoqueiros e motoristas tentaram furar a barricada montada por estudantes durante o protesto.