Concurso do IFCE terá aparelho de rastreamento de comunicações durante prova

SEM FRAUDES

Concurso do IFCE terá aparelho de rastreamento de comunicações durante prova

Durante o exame, realizado neste domingo, candidatos terão que passar por um rastreamento. Iniciativa tenta diminuir possibilidade de fraude

Por Matheus Ribeiro em Educação

12 de novembro de 2016 às 07:00

Há 3 anos
Policia-Federal-Enem

Tentativa de fraude foi identificado durante o Enem 2016 (FOTO: Polícia Federal)

Uma iniciativa utilizada durante o concurso público para docentes do Instituto Federal do Ceará (IFCE), neste fim de semana, pode evitar tentativas de burlar o exames públicos que vem ocorrendo em todo o país.

No próximo concurso público da instituição, realizado neste domingo (13), os aplicadores da prova do IFCE utilizarão um equipamento medidor de radiação de celulares, capaz de detectar transmissões de telefones e outros dispositivos de comunicação. O equipamento permite detectar a ocorrência de transmissões, informando dados como a frequência e a potência.

Segundo o chefe do Departamento de Telemática do campus de Fortaleza, Edson da Silva Almeida, burlar provas com esse equipamento ficou mais difícil. “Com esse equipamento conseguimos saber onde uma transmissão está ocorrendo, bem como se é de um telefone celular ou de outro aparelho fixo”, explica. 

Os fiscais do concurso devem percorrer os centros de aplicação de prova com o equipamento fazendo verificações em busca de possíveis tentativas de violar as normas previstas em edital. O aparelho, que é utilizado em pesquisas no âmbito do IFCE, é capaz de detectar várias transmissões simultâneas.

Fraude Enem

No último domingo (6), a Polícia Federal prendeu em flagrante um candidato que estava com um equipamento eletrônico preso ao corpo com pontos de escuta nos ouvidos, durante realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em Fortaleza.

Antônio Diego Lima Rodrigues, de 34 anos, secretário de Saúde do município de Alto Santo, com 241 quilômetros de distância de Fortaleza, foi preso com um ponto de escuta no ouvido.

Além deste candidato, a Polícia realizou outras 11 prisões em todo o país por suspeita de fraude ao Enem.

Publicidade

Dê sua opinião

SEM FRAUDES

Concurso do IFCE terá aparelho de rastreamento de comunicações durante prova

Durante o exame, realizado neste domingo, candidatos terão que passar por um rastreamento. Iniciativa tenta diminuir possibilidade de fraude

Por Matheus Ribeiro em Educação

12 de novembro de 2016 às 07:00

Há 3 anos
Policia-Federal-Enem

Tentativa de fraude foi identificado durante o Enem 2016 (FOTO: Polícia Federal)

Uma iniciativa utilizada durante o concurso público para docentes do Instituto Federal do Ceará (IFCE), neste fim de semana, pode evitar tentativas de burlar o exames públicos que vem ocorrendo em todo o país.

No próximo concurso público da instituição, realizado neste domingo (13), os aplicadores da prova do IFCE utilizarão um equipamento medidor de radiação de celulares, capaz de detectar transmissões de telefones e outros dispositivos de comunicação. O equipamento permite detectar a ocorrência de transmissões, informando dados como a frequência e a potência.

Segundo o chefe do Departamento de Telemática do campus de Fortaleza, Edson da Silva Almeida, burlar provas com esse equipamento ficou mais difícil. “Com esse equipamento conseguimos saber onde uma transmissão está ocorrendo, bem como se é de um telefone celular ou de outro aparelho fixo”, explica. 

Os fiscais do concurso devem percorrer os centros de aplicação de prova com o equipamento fazendo verificações em busca de possíveis tentativas de violar as normas previstas em edital. O aparelho, que é utilizado em pesquisas no âmbito do IFCE, é capaz de detectar várias transmissões simultâneas.

Fraude Enem

No último domingo (6), a Polícia Federal prendeu em flagrante um candidato que estava com um equipamento eletrônico preso ao corpo com pontos de escuta nos ouvidos, durante realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em Fortaleza.

Antônio Diego Lima Rodrigues, de 34 anos, secretário de Saúde do município de Alto Santo, com 241 quilômetros de distância de Fortaleza, foi preso com um ponto de escuta no ouvido.

Além deste candidato, a Polícia realizou outras 11 prisões em todo o país por suspeita de fraude ao Enem.