Estudantes cearenses conquistam 2º lugar em Desafio Universitário Empreendedor

MARCA HISTÓRICA

Estudantes cearenses conquistam 2º lugar em Desafio Universitário Empreendedor

É a primeira vez que o Ceará fica no ranking dos 10 melhores projetos no desafio

Por Tribuna do Ceará em Educação

30 de abril de 2017 às 07:00

Há 2 anos
alunos-desafio

Equipe cearense (FOTO: Agência Sebrae)

Um grupo de quatro estudantes de universidades distintas conquistaram a vice-liderança na final nacional do Desafio Universitário Empreendedor (DUE). Jacó Moraes Moura (Uece), Alexandre Ferreira da Conceição (UFC), Marcos Rafael Lobo Bezerra (UFC) e Gustavo Barbosa Carvalho (Unileão/Juazeiro do Norte) são os integrantes da equipe.

O Desafio acontece desde o ano 2000, mas o Ceará nunca havia sido representado entre os 10 primeiros colocados no ranking nacional dos finalistas. Em 2017, o estado não apenas ficou entre os 10, como também cravou na história do DUE a conquista de vice-campeão nacional.

O DUE é uma competição de caráter educacional, desenvolvida pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para estimular e desenvolver atitudes empreendedoras nos estudantes de nível superior de instituições públicas e privadas, por meio da capacitação, aprimoramento e desenvolvimento de habilidades corporativas, utilizando plataforma virtual, que vão desde jogos virtuais a cursos de capacitação presenciais.

Projeto

O projeto apresentado pela equipe cearense foi o Economize Energy. A proposta era criar uma empresa de consultoria em gestão de conta de energia, por meio de um aplicativo, em que o interessado preencheria algumas informações básicas e enviaria uma foto da conta, que seria analisada por pessoas capazes de identificar potenciais de redução.

“Logo que identificados os pontos, o cliente pode aceitar um contrato de risco onde ele poderá ter acesso às recomendações dos consultores se propondo a repassar um valor fixo baseado na redução do valor da conta de energia caso essa redução ocorra devido às orientações prestadas, caso contrário o cliente nada pagará”, explica Jacó Moraes de Moura.

O estudante relembra ainda a emoção do momento do pitch, que é um discurso feito pelos empreendedores para “vender” o projeto da sua empresa para potenciais investidores. “O Ceará deu um show no pitch e foi aplaudido de pé pelos investidores e pelos 17 estados que estavam na condição de juízes com o voto popular”.

Completando a ocupação do pódio, ficaram estudantes do Maranhão em primeiro lugar e do Amazonas, em terceiro, fazendo com que a plataforma fosse conquistada pelas regiões Nordeste e Norte do país.

Publicidade

Dê sua opinião

MARCA HISTÓRICA

Estudantes cearenses conquistam 2º lugar em Desafio Universitário Empreendedor

É a primeira vez que o Ceará fica no ranking dos 10 melhores projetos no desafio

Por Tribuna do Ceará em Educação

30 de abril de 2017 às 07:00

Há 2 anos
alunos-desafio

Equipe cearense (FOTO: Agência Sebrae)

Um grupo de quatro estudantes de universidades distintas conquistaram a vice-liderança na final nacional do Desafio Universitário Empreendedor (DUE). Jacó Moraes Moura (Uece), Alexandre Ferreira da Conceição (UFC), Marcos Rafael Lobo Bezerra (UFC) e Gustavo Barbosa Carvalho (Unileão/Juazeiro do Norte) são os integrantes da equipe.

O Desafio acontece desde o ano 2000, mas o Ceará nunca havia sido representado entre os 10 primeiros colocados no ranking nacional dos finalistas. Em 2017, o estado não apenas ficou entre os 10, como também cravou na história do DUE a conquista de vice-campeão nacional.

O DUE é uma competição de caráter educacional, desenvolvida pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para estimular e desenvolver atitudes empreendedoras nos estudantes de nível superior de instituições públicas e privadas, por meio da capacitação, aprimoramento e desenvolvimento de habilidades corporativas, utilizando plataforma virtual, que vão desde jogos virtuais a cursos de capacitação presenciais.

Projeto

O projeto apresentado pela equipe cearense foi o Economize Energy. A proposta era criar uma empresa de consultoria em gestão de conta de energia, por meio de um aplicativo, em que o interessado preencheria algumas informações básicas e enviaria uma foto da conta, que seria analisada por pessoas capazes de identificar potenciais de redução.

“Logo que identificados os pontos, o cliente pode aceitar um contrato de risco onde ele poderá ter acesso às recomendações dos consultores se propondo a repassar um valor fixo baseado na redução do valor da conta de energia caso essa redução ocorra devido às orientações prestadas, caso contrário o cliente nada pagará”, explica Jacó Moraes de Moura.

O estudante relembra ainda a emoção do momento do pitch, que é um discurso feito pelos empreendedores para “vender” o projeto da sua empresa para potenciais investidores. “O Ceará deu um show no pitch e foi aplaudido de pé pelos investidores e pelos 17 estados que estavam na condição de juízes com o voto popular”.

Completando a ocupação do pódio, ficaram estudantes do Maranhão em primeiro lugar e do Amazonas, em terceiro, fazendo com que a plataforma fosse conquistada pelas regiões Nordeste e Norte do país.