Grupo desenvolve fita métrica para pesar cavalos sem uso de balança

CRIATIVIDADE

Grupo desenvolve fita métrica para pesar cavalos sem uso de balança

Ferramenta pode ser usada em cavalos das raças Bretão, Percheron e Quarto de Milha

Por Rosana Romão em Educação

9 de agosto de 2016 às 06:00

Há 3 anos
Estudantes fizeram uma demonstração na Expocrato. (FOTO: arquivo pessoal)

Estudantes fizeram uma demonstração na Expocrato (FOTO: arquivo pessoal)

O grupo de estudos Zooequinos, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), campus Crato, desenvolveu uma fita métrica que permite ao criador de cavalos estimar o peso do animal sem a ajuda da balança. A tecnologia pode ser usada em cavalos das raças Bretão, Percheron e Quarto de Milha.

Coordenador do grupo de estudos e também criador de cavalos, o professor Kael Rocha explica que o projeto é baseado numa fita já existente, própria para a raça Pantaneiro. Desenvolvida no Instituto, a fita ainda está em fase de testes.

Integrantes do grupo Zooequinos pesaram três cavalos utilizando a balança e, em seguida, com a fita métrica, para averiguar as diferenças. Eles constataram diferenças de 5 a 7 quilos entre as duas formas, um número considerado adequado.

Segundo Kael Rocha, a fita é uma alternativa necessária para os criadores, que nem sempre têm acesso a uma balança. “Hoje, para dar um medicamento ao cavalo, você precisa saber o peso. Para dar a ração, você precisa saber o peso. O grande problema é que as balanças são muito caras. Para os proprietários, muitas vezes é inviável”, justifica.

O procedimento não é complicado, basta o produtor medir a circunferência do animal com a fita específica, que é dividida em centímetros correspondentes a um peso. O estudante de Zootecnia Werner Aguiar faz parte do grupo de estudos coordenado por Rocha e ajudou na hora da pesagem. “A margem de erro é bem pequena, como demonstramos na prática. O produtor pode ministrar o medicamento com maior certeza do que está fazendo”, garante. 

Além de Aguiar, cerca de outros 20 alunos participam diretamente do projeto. A dedicação rotineira do grupo foi elogiada pelo professor. “Quem tem o contato direto e faz o manejo dos cavalos é o próprio aluno. Não tem como aprender sobre equinos sem essa prática”.

A fita métrica ainda está em processo de testes. Segundo o professor Kael Rocha, a ideia é adaptar o acessório a outras raças de cavalos. Não há previsão de quando a fita estará disponível para os interessados.

Grupo de estudos do IFCE desenvolve fita para pesagem de cavalos
1/2

Grupo de estudos do IFCE desenvolve fita para pesagem de cavalos

Estudantes fizeram uma demonstração na Expocrato. (FOTO: arquivo pessoal)

Estudantes fizeram uma demonstração na Expocrato. (FOTO: arquivo pessoal)
2/2

Estudantes fizeram uma demonstração na Expocrato. (FOTO: arquivo pessoal)

Estudantes fizeram uma demonstração na Expocrato. (FOTO: arquivo pessoal)

Publicidade

Dê sua opinião

CRIATIVIDADE

Grupo desenvolve fita métrica para pesar cavalos sem uso de balança

Ferramenta pode ser usada em cavalos das raças Bretão, Percheron e Quarto de Milha

Por Rosana Romão em Educação

9 de agosto de 2016 às 06:00

Há 3 anos
Estudantes fizeram uma demonstração na Expocrato. (FOTO: arquivo pessoal)

Estudantes fizeram uma demonstração na Expocrato (FOTO: arquivo pessoal)

O grupo de estudos Zooequinos, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), campus Crato, desenvolveu uma fita métrica que permite ao criador de cavalos estimar o peso do animal sem a ajuda da balança. A tecnologia pode ser usada em cavalos das raças Bretão, Percheron e Quarto de Milha.

Coordenador do grupo de estudos e também criador de cavalos, o professor Kael Rocha explica que o projeto é baseado numa fita já existente, própria para a raça Pantaneiro. Desenvolvida no Instituto, a fita ainda está em fase de testes.

Integrantes do grupo Zooequinos pesaram três cavalos utilizando a balança e, em seguida, com a fita métrica, para averiguar as diferenças. Eles constataram diferenças de 5 a 7 quilos entre as duas formas, um número considerado adequado.

Segundo Kael Rocha, a fita é uma alternativa necessária para os criadores, que nem sempre têm acesso a uma balança. “Hoje, para dar um medicamento ao cavalo, você precisa saber o peso. Para dar a ração, você precisa saber o peso. O grande problema é que as balanças são muito caras. Para os proprietários, muitas vezes é inviável”, justifica.

O procedimento não é complicado, basta o produtor medir a circunferência do animal com a fita específica, que é dividida em centímetros correspondentes a um peso. O estudante de Zootecnia Werner Aguiar faz parte do grupo de estudos coordenado por Rocha e ajudou na hora da pesagem. “A margem de erro é bem pequena, como demonstramos na prática. O produtor pode ministrar o medicamento com maior certeza do que está fazendo”, garante. 

Além de Aguiar, cerca de outros 20 alunos participam diretamente do projeto. A dedicação rotineira do grupo foi elogiada pelo professor. “Quem tem o contato direto e faz o manejo dos cavalos é o próprio aluno. Não tem como aprender sobre equinos sem essa prática”.

A fita métrica ainda está em processo de testes. Segundo o professor Kael Rocha, a ideia é adaptar o acessório a outras raças de cavalos. Não há previsão de quando a fita estará disponível para os interessados.

Grupo de estudos do IFCE desenvolve fita para pesagem de cavalos
1/2

Grupo de estudos do IFCE desenvolve fita para pesagem de cavalos

Estudantes fizeram uma demonstração na Expocrato. (FOTO: arquivo pessoal)

Estudantes fizeram uma demonstração na Expocrato. (FOTO: arquivo pessoal)
2/2

Estudantes fizeram uma demonstração na Expocrato. (FOTO: arquivo pessoal)

Estudantes fizeram uma demonstração na Expocrato. (FOTO: arquivo pessoal)