Instituto Confúcio, que propaga a cultura chinesa, ganha sede própria em Fortaleza

NOVAS CULTURAS

Instituto Confúcio, que propaga a cultura chinesa, ganha sede própria em Fortaleza

A sede na capital cearense fica na UFC e é a 10ª do país. O intuito é estreitar laços entre os dois países através da cultura e do idioma

Por Tribuna Bandnews FM em Educação

24 de abril de 2019 às 11:32

Há 3 meses

Sede do Instituto Confúcio no Ceará é a 10ª inaugurada no Brasil. (FOTO: Reprodução/UFC TV)

O conhecimento sobre a cultura chinesa e o aprendizado do mandarim, idioma mais falado do mundo, podem facilitar e potencializar as relações comerciais entre o Ceará e a China. O Instituto Confúcio, que tem como missão propagar a cultura e a língua do país asiático, passa a ter sede própria em Fortaleza, a 10ª do país e uma das 480 unidades do mundo. Com informações da Tribuna Band News FM.

O equipamento, que já oferecia cursos desde o ano passado no Estado, é um dos encaminhamentos da sexta conferência da Cúpula do Brics, realizada na capital cearense em 2014 e reuniu autoridades do Brasil, Rússia, Índia, África do Sul e China.

De acordo com a diretora do Instituto Confúcio, Mônica Amorim, em junho deve partir para o país asiático um grupo de jovens empresários, a fim de promover o intercâmbio cultural para propiciar futuros negócios.

“Nós vamos juntar a sociedade, jovens empresários e também estudantes da UFC que participem de Empresa Júnior. Nossa ideia é estimular empreendedorismo, inovação, e oferecer oportunidade para que esses participantes tenham uma exposição sobre o modo de fazer negócios na China”, disse a diretora.

A sede do equipamento fica na Universidade Federal do Ceará. Para assessoria de marketing da UFC, o conselheiro cultural da Embaixada da China, Shu Jianping, destaca que o instituto fortalece tanto o intercâmbio acadêmico quanto o econômico entre cearenses e chineses.

“Eu acho que vai dar maior visibilidade para o estado do Ceará e vai incrementar, certamente, o intercâmbio educacional, econômico e, quem sabe, com isso vamos trazer mais turistas chineses para cá”, avaliou o conselheiro.

A formação em língua chinesa já beneficiou 165 estudantes. A partir de julho, será divulgada no site da UFC a abertura de inscrições de novas turmas do Curso de Mandarim. É necessário conhecimento na língua inglesa, pois as aulas são ministradas em inglês por professores chineses.

O Instituto Confúcio é vinculado ao Ministério da Educação da China e o funcionamento no Ceará é fruto de parceria da UFC e a Universidade de Nankai.

Confira a entrevista para a Tribuna Band News FM.

Publicidade

Dê sua opinião

NOVAS CULTURAS

Instituto Confúcio, que propaga a cultura chinesa, ganha sede própria em Fortaleza

A sede na capital cearense fica na UFC e é a 10ª do país. O intuito é estreitar laços entre os dois países através da cultura e do idioma

Por Tribuna Bandnews FM em Educação

24 de abril de 2019 às 11:32

Há 3 meses

Sede do Instituto Confúcio no Ceará é a 10ª inaugurada no Brasil. (FOTO: Reprodução/UFC TV)

O conhecimento sobre a cultura chinesa e o aprendizado do mandarim, idioma mais falado do mundo, podem facilitar e potencializar as relações comerciais entre o Ceará e a China. O Instituto Confúcio, que tem como missão propagar a cultura e a língua do país asiático, passa a ter sede própria em Fortaleza, a 10ª do país e uma das 480 unidades do mundo. Com informações da Tribuna Band News FM.

O equipamento, que já oferecia cursos desde o ano passado no Estado, é um dos encaminhamentos da sexta conferência da Cúpula do Brics, realizada na capital cearense em 2014 e reuniu autoridades do Brasil, Rússia, Índia, África do Sul e China.

De acordo com a diretora do Instituto Confúcio, Mônica Amorim, em junho deve partir para o país asiático um grupo de jovens empresários, a fim de promover o intercâmbio cultural para propiciar futuros negócios.

“Nós vamos juntar a sociedade, jovens empresários e também estudantes da UFC que participem de Empresa Júnior. Nossa ideia é estimular empreendedorismo, inovação, e oferecer oportunidade para que esses participantes tenham uma exposição sobre o modo de fazer negócios na China”, disse a diretora.

A sede do equipamento fica na Universidade Federal do Ceará. Para assessoria de marketing da UFC, o conselheiro cultural da Embaixada da China, Shu Jianping, destaca que o instituto fortalece tanto o intercâmbio acadêmico quanto o econômico entre cearenses e chineses.

“Eu acho que vai dar maior visibilidade para o estado do Ceará e vai incrementar, certamente, o intercâmbio educacional, econômico e, quem sabe, com isso vamos trazer mais turistas chineses para cá”, avaliou o conselheiro.

A formação em língua chinesa já beneficiou 165 estudantes. A partir de julho, será divulgada no site da UFC a abertura de inscrições de novas turmas do Curso de Mandarim. É necessário conhecimento na língua inglesa, pois as aulas são ministradas em inglês por professores chineses.

O Instituto Confúcio é vinculado ao Ministério da Educação da China e o funcionamento no Ceará é fruto de parceria da UFC e a Universidade de Nankai.

Confira a entrevista para a Tribuna Band News FM.