Secretaria da Educação aposta na internet para alfabetização de crianças


Secretaria da Educação aposta na internet para alfabetização de crianças

O aplicativo gratuito Luz do Saber, do Governo do Estado, é composto por 10 atividades que estimulam o desenvolvimento através de jogos

Por Rosana Romão em Educação

27 de novembro de 2015 às 06:00

Há 4 anos
Aplicativo pode ser acessado através de celular e tablet. (FOTO: Flickr/ Creative Commons/ Bruno Padilha)

Aplicativo pode ser acessado através de celular e tablet. (FOTO: Flickr/ Creative Commons/ Bruno Padilha)

Com o objetivo de contribuir para a alfabetização de crianças e promover a inserção na cultura digital, a Secretaria da Educação do Ceará (Seduc) lançou este mês o aplicativo gratuito Luz do Saber. O projeto existe desde 2011 e funciona como um suporte educacional ao Programa Alfabetização na Idade Certa (PAIC), na educação infantil.

O software já estava disponível para download e instalação em computadores, mas agora torna-se adequado também para utilização em dispositivos Android, como smartphones e tablets.

Ele é embasado nas teorias de Paulo Freire e considera contribuições de Emília Ferreiro e Ana Teberosky, pesquisadoras que tratam da psicogênese da língua escrita, ou seja, de como as crianças se apropriam da língua no processo de alfabetização.

Espera-se, com a utilização deste aplicativo, que a alfabetização e os processos de leitura e escrita tornem-se mais prazerosos e lúdicos para as crianças, ao transportá-las para plataformas cada mais comuns no seu dia a dia, como as novas tecnologias digitais. 

O aplicativo possui o módulo “Começar” que compõem 20 atividades que estimulam através de jogos, o conhecimento dos fonemas e grafemas que compõem o nome do aluno e, paralelamente, desenvolve as competências necessárias ao uso do mouse e do teclado.

Os demais módulos, por enquanto, estão disponíveis apenas na versão para computador. Eles são: “Ler”, “Escrever”, “Aplicativos” e o “Professor”. O módulo “Ler” permite que o professor adapte as atividades ao contexto do aluno ou realize alterações nas aulas já existentes. Há, atualmente, 36 atividades nas quais o aluno pode desenvolver de modo lúdico, as competências necessárias para aprendizagem da leitura e escrita.

O aplicativo está disponível para o Sistema Android e mais informações podem ser obtidas no site.

Publicidade

Dê sua opinião

Secretaria da Educação aposta na internet para alfabetização de crianças

O aplicativo gratuito Luz do Saber, do Governo do Estado, é composto por 10 atividades que estimulam o desenvolvimento através de jogos

Por Rosana Romão em Educação

27 de novembro de 2015 às 06:00

Há 4 anos
Aplicativo pode ser acessado através de celular e tablet. (FOTO: Flickr/ Creative Commons/ Bruno Padilha)

Aplicativo pode ser acessado através de celular e tablet. (FOTO: Flickr/ Creative Commons/ Bruno Padilha)

Com o objetivo de contribuir para a alfabetização de crianças e promover a inserção na cultura digital, a Secretaria da Educação do Ceará (Seduc) lançou este mês o aplicativo gratuito Luz do Saber. O projeto existe desde 2011 e funciona como um suporte educacional ao Programa Alfabetização na Idade Certa (PAIC), na educação infantil.

O software já estava disponível para download e instalação em computadores, mas agora torna-se adequado também para utilização em dispositivos Android, como smartphones e tablets.

Ele é embasado nas teorias de Paulo Freire e considera contribuições de Emília Ferreiro e Ana Teberosky, pesquisadoras que tratam da psicogênese da língua escrita, ou seja, de como as crianças se apropriam da língua no processo de alfabetização.

Espera-se, com a utilização deste aplicativo, que a alfabetização e os processos de leitura e escrita tornem-se mais prazerosos e lúdicos para as crianças, ao transportá-las para plataformas cada mais comuns no seu dia a dia, como as novas tecnologias digitais. 

O aplicativo possui o módulo “Começar” que compõem 20 atividades que estimulam através de jogos, o conhecimento dos fonemas e grafemas que compõem o nome do aluno e, paralelamente, desenvolve as competências necessárias ao uso do mouse e do teclado.

Os demais módulos, por enquanto, estão disponíveis apenas na versão para computador. Eles são: “Ler”, “Escrever”, “Aplicativos” e o “Professor”. O módulo “Ler” permite que o professor adapte as atividades ao contexto do aluno ou realize alterações nas aulas já existentes. Há, atualmente, 36 atividades nas quais o aluno pode desenvolver de modo lúdico, as competências necessárias para aprendizagem da leitura e escrita.

O aplicativo está disponível para o Sistema Android e mais informações podem ser obtidas no site.