Pesquisa BTG Pactual mostra Bolsonaro 7 pontos à frente de Haddad, e Alckmin ultrapassa Ciro

ELEIÇÕES 2018

Pesquisa BTG Pactual mostra Bolsonaro 7 pontos à frente de Haddad, e Alckmin ultrapassa Ciro

O levantamento da FSB Pesquisa mostra um ponto de inflexão para Bolsonaro e Ciro Gomes, que caíram nas porcentagens de intenção de voto

Por Tribuna do Ceará em Eleições 2018

1 de outubro de 2018 às 11:37

Há 10 meses
Bolsonaro e Haddad estão tecnicamente empatados na pesquisa para 2° turno. (Foto: Kelly Fuzaro/Band e Cláudio Kbene)

Bolsonaro e Haddad estão tecnicamente empatados na pesquisa para 2° turno. (Foto: Kelly Fuzaro/Band e Cláudio Kbene)

A seis dias das eleições, levantamento encomendado pelo BTG Pactual à FSB Pesquisa mostra que Jair Bolsonaro (PSL) tem 31% das intenções de voto, sete pontos à frente de Fernando Haddad (PT), que chega a 24%, na pesquisa estimulada.

Bolsonaro e Haddad oscilaram dentro da margem de erro em relação à pesquisa anterior, de 24 de setembro, na qual o candidato do PSL somava 33% e o do PT, 23%.

No levantamento divulgado nesta segunda-feira (1°), Geraldo Alckmin (PSDB) subiu 3 pontos percentuais e está empatado tecnicamente com Ciro Gomes (PDT). O candidato do PDT caiu 1 ponto. Alckmin passou de 8% para 11%; Ciro caiu de 10% para 9%, dentro da margem de erro.

João Amoêdo (Novo) soma 5%, Marina Silva (Rede), 4%, Álvaro Dias (Podemos) 3%, Henrique Meirelles (MDB), 2% e Cabo Daciolo (1%). Candidatos com menos de 1% das intenções aparecem agrupados como “outros” e somam 1%.

A empresa entrevistou por telefone 2.000 eleitores nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95%. O levantamento foi realizado nos dias 29 e 30 de setembro de 2018. O registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é BR-05879/2018.

2° turno

Nas estimativas de 2° turno, a pesquisa mostra Bolsonaro empatado em todos os cenários, dentro da margem de erro, contra Ciro, Haddad e Alckmin. Confira os resultados:

Ciro Gomes (PDT): 45%
Jair Bolsonaro (PSL): 41%
Branco/nulo/nenhum: 12%
Não sabe/não respondeu: 2%

Jair Bolsonaro (PSL): 43%
Fernando Haddad (PT): 42%
Branco/nulo/nenhum: 10%
Não sabe/não respondeu: 5%

Geraldo Alckmin (PSDB): 42%
Jair Bolsonaro (PSL): 41%
Branco/nulo/nenhum: 11%
Não sabe/não respondeu: 6%

Jair Bolsonaro (PSL): 44%
Marina Silva (Rede): 39%
Branco/nulo/nenhum: 15%
Não sabe/não respondeu: 5%

Rejeição

Em queda nas intenções de voto, Marina Silva tem a maior rejeição no levantamento. Entre os entrevistados, 56% disseram não votar na candidata de jeito nenhum. Entre os candidatos mais competitivos, Ciro Gomes é o menos rejeitado, 44%.

Marina Silva (Rede): 56%
Geraldo Alckmin (PSDB): 51%
Fernando Haddad (PT): 50%
Jair Bolsonaro (PSL): 49%
Eymael (DC): 49%
Henrique Meirelles (MDB): 46%
Ciro Gomes (PDT): 44%
Álvaro Dias (Podemos): 41%
Cabo Daciolo (Patriota): 41%
Guilherme Boulos (Psol): 40%
João Goulart Filho (PPL): 38%
Vera (PSTU): 37%
João Amoêdo (Novo): 33%

Publicidade

Dê sua opinião

ELEIÇÕES 2018

Pesquisa BTG Pactual mostra Bolsonaro 7 pontos à frente de Haddad, e Alckmin ultrapassa Ciro

O levantamento da FSB Pesquisa mostra um ponto de inflexão para Bolsonaro e Ciro Gomes, que caíram nas porcentagens de intenção de voto

Por Tribuna do Ceará em Eleições 2018

1 de outubro de 2018 às 11:37

Há 10 meses
Bolsonaro e Haddad estão tecnicamente empatados na pesquisa para 2° turno. (Foto: Kelly Fuzaro/Band e Cláudio Kbene)

Bolsonaro e Haddad estão tecnicamente empatados na pesquisa para 2° turno. (Foto: Kelly Fuzaro/Band e Cláudio Kbene)

A seis dias das eleições, levantamento encomendado pelo BTG Pactual à FSB Pesquisa mostra que Jair Bolsonaro (PSL) tem 31% das intenções de voto, sete pontos à frente de Fernando Haddad (PT), que chega a 24%, na pesquisa estimulada.

Bolsonaro e Haddad oscilaram dentro da margem de erro em relação à pesquisa anterior, de 24 de setembro, na qual o candidato do PSL somava 33% e o do PT, 23%.

No levantamento divulgado nesta segunda-feira (1°), Geraldo Alckmin (PSDB) subiu 3 pontos percentuais e está empatado tecnicamente com Ciro Gomes (PDT). O candidato do PDT caiu 1 ponto. Alckmin passou de 8% para 11%; Ciro caiu de 10% para 9%, dentro da margem de erro.

João Amoêdo (Novo) soma 5%, Marina Silva (Rede), 4%, Álvaro Dias (Podemos) 3%, Henrique Meirelles (MDB), 2% e Cabo Daciolo (1%). Candidatos com menos de 1% das intenções aparecem agrupados como “outros” e somam 1%.

A empresa entrevistou por telefone 2.000 eleitores nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95%. O levantamento foi realizado nos dias 29 e 30 de setembro de 2018. O registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é BR-05879/2018.

2° turno

Nas estimativas de 2° turno, a pesquisa mostra Bolsonaro empatado em todos os cenários, dentro da margem de erro, contra Ciro, Haddad e Alckmin. Confira os resultados:

Ciro Gomes (PDT): 45%
Jair Bolsonaro (PSL): 41%
Branco/nulo/nenhum: 12%
Não sabe/não respondeu: 2%

Jair Bolsonaro (PSL): 43%
Fernando Haddad (PT): 42%
Branco/nulo/nenhum: 10%
Não sabe/não respondeu: 5%

Geraldo Alckmin (PSDB): 42%
Jair Bolsonaro (PSL): 41%
Branco/nulo/nenhum: 11%
Não sabe/não respondeu: 6%

Jair Bolsonaro (PSL): 44%
Marina Silva (Rede): 39%
Branco/nulo/nenhum: 15%
Não sabe/não respondeu: 5%

Rejeição

Em queda nas intenções de voto, Marina Silva tem a maior rejeição no levantamento. Entre os entrevistados, 56% disseram não votar na candidata de jeito nenhum. Entre os candidatos mais competitivos, Ciro Gomes é o menos rejeitado, 44%.

Marina Silva (Rede): 56%
Geraldo Alckmin (PSDB): 51%
Fernando Haddad (PT): 50%
Jair Bolsonaro (PSL): 49%
Eymael (DC): 49%
Henrique Meirelles (MDB): 46%
Ciro Gomes (PDT): 44%
Álvaro Dias (Podemos): 41%
Cabo Daciolo (Patriota): 41%
Guilherme Boulos (Psol): 40%
João Goulart Filho (PPL): 38%
Vera (PSTU): 37%
João Amoêdo (Novo): 33%