Polícia Militar segue em busca do assassino de jovem morto em carreata pró-Haddad

INVESTIGAÇÃO

Polícia Militar segue em busca do assassino de jovem morto em carreata pró-Haddad

A vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. A Perícia Forense do Estado do Ceará esteve no local da ocorrência, realizando os levantamentos periciais

Por Tribuna do Ceará em Eleições 2018

28 de outubro de 2018 às 11:34

Há 9 meses
Crime aconteceu em Pacajus (FOTO: Reprodução Tribuna do Ceará)

Crime aconteceu em Pacajus (FOTO: Reprodução Tribuna do Ceará)

A Polícia Militar do Ceará (PMCE) e do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) estão em diligências para encontrar o criminoso responsável pelo assassinado do jovem Charlione Lessa de Albuquerque, de 23 anos. Ainda não há confirmação sobre a motivação do crime.

O crime aconteceu em Pacajus, na noite de sábado, durante uma carreata do candidato à presidência Fernando Haddad (PT). Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE) informou que o criminoso se aproximou em um veículo Gol de cor branca e fugiu logo após efetuar os disparos de arma de fogo.

A vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) esteve no local da ocorrência, realizando os levantamentos periciais.

O caso gerou indignação de integrantes do Partido dos Trabalhadores (PT). Em nota, o Partido exigiu a rápida prisão do assassino e demais participantes do crime. Além de pedir a garantia de segurança aos cidadãos no direito de votar e de se manifestar.

O candidato à presidência Fernando Haddad se manifestou por meio das redes sociais. “É inadmissível o assassinato de um jovem, Charlione Lessa Albuqueruqe, que participava de carreata da minha campanha em Pacajus. Ele estava no carro com a mãe celebrando a democracia e acabou morto. É preciso apuração e punição rápida. À família, toda a minha solidariedade.

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam ajudar na elucidação do caso. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), para o (85) 3257-4807, do DHPP, ou ainda para o número (85) 99111-7498, que é o WhatsApp do Departamento, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo é garantido.

Confira a cobertura do Tribuna do Ceará no 2º turno das eleições:

> Em Fortaleza, Bolsonaro venceu somente na zona eleitoral mais rica da cidade
> Edilson Feliciano (PDT) é eleito novo prefeito de Croatá em eleição suplementar
> Mesmo sem apoio de Ciro, Haddad herda votos e vence nos 184 municípios do Ceará
> Confira como acabou a apuração dos votos para presidente no 2º turno
> Veja como foi a cobertura do 2º turno das eleições 2018
> Jair Bolsonaro é eleito presidente da República do Brasil
> Polícia Militar segue em busca do assassino de jovem morto em carreata pró-Haddad
> “Meu caminho é fazer oposição ao quer que dê nas urnas”, declara Ciro ao votar neste domingo

Publicidade

Dê sua opinião

INVESTIGAÇÃO

Polícia Militar segue em busca do assassino de jovem morto em carreata pró-Haddad

A vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. A Perícia Forense do Estado do Ceará esteve no local da ocorrência, realizando os levantamentos periciais

Por Tribuna do Ceará em Eleições 2018

28 de outubro de 2018 às 11:34

Há 9 meses
Crime aconteceu em Pacajus (FOTO: Reprodução Tribuna do Ceará)

Crime aconteceu em Pacajus (FOTO: Reprodução Tribuna do Ceará)

A Polícia Militar do Ceará (PMCE) e do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) estão em diligências para encontrar o criminoso responsável pelo assassinado do jovem Charlione Lessa de Albuquerque, de 23 anos. Ainda não há confirmação sobre a motivação do crime.

O crime aconteceu em Pacajus, na noite de sábado, durante uma carreata do candidato à presidência Fernando Haddad (PT). Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE) informou que o criminoso se aproximou em um veículo Gol de cor branca e fugiu logo após efetuar os disparos de arma de fogo.

A vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) esteve no local da ocorrência, realizando os levantamentos periciais.

O caso gerou indignação de integrantes do Partido dos Trabalhadores (PT). Em nota, o Partido exigiu a rápida prisão do assassino e demais participantes do crime. Além de pedir a garantia de segurança aos cidadãos no direito de votar e de se manifestar.

O candidato à presidência Fernando Haddad se manifestou por meio das redes sociais. “É inadmissível o assassinato de um jovem, Charlione Lessa Albuqueruqe, que participava de carreata da minha campanha em Pacajus. Ele estava no carro com a mãe celebrando a democracia e acabou morto. É preciso apuração e punição rápida. À família, toda a minha solidariedade.

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam ajudar na elucidação do caso. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), para o (85) 3257-4807, do DHPP, ou ainda para o número (85) 99111-7498, que é o WhatsApp do Departamento, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo é garantido.

Confira a cobertura do Tribuna do Ceará no 2º turno das eleições:

> Em Fortaleza, Bolsonaro venceu somente na zona eleitoral mais rica da cidade
> Edilson Feliciano (PDT) é eleito novo prefeito de Croatá em eleição suplementar
> Mesmo sem apoio de Ciro, Haddad herda votos e vence nos 184 municípios do Ceará
> Confira como acabou a apuração dos votos para presidente no 2º turno
> Veja como foi a cobertura do 2º turno das eleições 2018
> Jair Bolsonaro é eleito presidente da República do Brasil
> Polícia Militar segue em busca do assassino de jovem morto em carreata pró-Haddad
> “Meu caminho é fazer oposição ao quer que dê nas urnas”, declara Ciro ao votar neste domingo