"Sana prega a cultura de paz", responde Igor Lucena após polêmica por apoiar Bolsonaro

DIVERGÊNCIA POLÍTICA

“Sana prega a cultura de paz”, responde Igor Lucena após polêmica por apoiar Bolsonaro

Em nota oficial, o Sana informa que não apoiou nenhum candidato nas eleições de 2018, mas que seu organizador têm o arbítrio de escolher quem quiser

Por Tribuna do Ceará em Eleições 2018

1 de novembro de 2018 às 16:39

Há 10 meses
Em nota, a organização do evento informou que apartidária e na campanha eleitoral de 2018 não declarou preferência por nenhum candidato (FOTO: Humberto Mota/ Sana)

Em nota, a organização do evento informou que apartidária (FOTO: Humberto Mota/ Sana)

Após o anúncio de um boicote por motivos políticos organizado por parte dos participantes do festival Sana Fest, a Fundação Cultural Nipônica Brasileira, realizadora do evento, enviou ao Tribuna do Ceará uma nota informando que é apartidária e que, na campanha eleitoral de 2018, não declarou preferência por nenhum candidato.

A manifestação ocorreu após o organizador do evento e presidente da Fundação, Igor Lucena, utilizar sua rede social para comemorar a vitória do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

Na nota, a fundação promotora do Sana defende que seu organizador tem o livre arbítrio de manifestar ideologia política, e que isso não representa necessariamente as posições do evento.

A nota questiona ainda a proposta apresentada pelos manifestantes de realizar um evento paralelo com consumo de bebidas alcoólicas. “Um pequeno grupo fez postagens com termos grosseiros e sugerindo um evento paralelo com o consumo de álcool, pois sendo o Sana frequentado também por menores de idade, não é autorizada a comercialização de bebidas alcoólicas no espaço”.

A nota comenta que o Sana respeita a diversidade e pluralidade de ideias, abraçando todas as raças, crenças, cores, orientações sexuais e não comunga com extremismos que cerceiam a liberdade de nenhuma maneira. “O Sana prega a cultura de paz”.

A organização do evento informa que as inscrições para a participação dos grupos ainda não foram abertas. “Até lá, estamos convictos que os ânimos estarão apaziguados para que todos possam aproveitar o festival”.

Confira a nota na íntegra:

A Fundação Cultural Nipônica Brasileira, realizadora do Sana, informa que é apartidária, e justamente por isso, na campanha eleitoral de 2018 não declarou preferência por nenhum candidato. Porém, é uma instituição formada por cidadãos e os mesmos possuem o direito de escolher o candidato com quem se identificam, sem por isso serem perseguidos ou criticados.

Em decorrência da livre expressão de um dos organizadores, em sua página pessoal, a favor de um determinado candidato, houve ameaça de boicote ao evento por um pequeno grupo que fez postagens com termos grosseiros e sugerindo um evento paralelo com o consumo de álcool, pois sendo o Sana frequentado também por menores de idade, não é autorizada a comercialização de bebidas alcoólicas no espaço.

Lamentamos esse episódio. As inscrições para a participação dos grupos no evento ainda não foram abertas e, até lá, estamos convictos que os ânimos estarão apaziguados para que todos possam aproveitar o festival e, com certeza, repetiremos o sucesso das edições anteriores, uma vez que as atrações estão imperdíveis, com renomados dubladores, YouTubers, Desenhistas, além das presenças confirmadas da atriz Ruth Fiona Connell, a Rowena da série Sobrenatural; e do ator Stanislav Ianevski – que atuou como Viktor Krum, no filme Harry Potter e o Cálice de Fogo.

O Sana respeita a diversidade e a pluralidade de ideias. O evento abraça todas as raças, crenças, cores, orientações sexuais e não comunga com extremismos que cerceiam a liberdade de nenhuma maneira. O Sana prega, acima de tudo, a cultura da paz.

Fundação Cultural Nipônica Brasileira

Publicidade

Dê sua opinião

DIVERGÊNCIA POLÍTICA

“Sana prega a cultura de paz”, responde Igor Lucena após polêmica por apoiar Bolsonaro

Em nota oficial, o Sana informa que não apoiou nenhum candidato nas eleições de 2018, mas que seu organizador têm o arbítrio de escolher quem quiser

Por Tribuna do Ceará em Eleições 2018

1 de novembro de 2018 às 16:39

Há 10 meses
Em nota, a organização do evento informou que apartidária e na campanha eleitoral de 2018 não declarou preferência por nenhum candidato (FOTO: Humberto Mota/ Sana)

Em nota, a organização do evento informou que apartidária (FOTO: Humberto Mota/ Sana)

Após o anúncio de um boicote por motivos políticos organizado por parte dos participantes do festival Sana Fest, a Fundação Cultural Nipônica Brasileira, realizadora do evento, enviou ao Tribuna do Ceará uma nota informando que é apartidária e que, na campanha eleitoral de 2018, não declarou preferência por nenhum candidato.

A manifestação ocorreu após o organizador do evento e presidente da Fundação, Igor Lucena, utilizar sua rede social para comemorar a vitória do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

Na nota, a fundação promotora do Sana defende que seu organizador tem o livre arbítrio de manifestar ideologia política, e que isso não representa necessariamente as posições do evento.

A nota questiona ainda a proposta apresentada pelos manifestantes de realizar um evento paralelo com consumo de bebidas alcoólicas. “Um pequeno grupo fez postagens com termos grosseiros e sugerindo um evento paralelo com o consumo de álcool, pois sendo o Sana frequentado também por menores de idade, não é autorizada a comercialização de bebidas alcoólicas no espaço”.

A nota comenta que o Sana respeita a diversidade e pluralidade de ideias, abraçando todas as raças, crenças, cores, orientações sexuais e não comunga com extremismos que cerceiam a liberdade de nenhuma maneira. “O Sana prega a cultura de paz”.

A organização do evento informa que as inscrições para a participação dos grupos ainda não foram abertas. “Até lá, estamos convictos que os ânimos estarão apaziguados para que todos possam aproveitar o festival”.

Confira a nota na íntegra:

A Fundação Cultural Nipônica Brasileira, realizadora do Sana, informa que é apartidária, e justamente por isso, na campanha eleitoral de 2018 não declarou preferência por nenhum candidato. Porém, é uma instituição formada por cidadãos e os mesmos possuem o direito de escolher o candidato com quem se identificam, sem por isso serem perseguidos ou criticados.

Em decorrência da livre expressão de um dos organizadores, em sua página pessoal, a favor de um determinado candidato, houve ameaça de boicote ao evento por um pequeno grupo que fez postagens com termos grosseiros e sugerindo um evento paralelo com o consumo de álcool, pois sendo o Sana frequentado também por menores de idade, não é autorizada a comercialização de bebidas alcoólicas no espaço.

Lamentamos esse episódio. As inscrições para a participação dos grupos no evento ainda não foram abertas e, até lá, estamos convictos que os ânimos estarão apaziguados para que todos possam aproveitar o festival e, com certeza, repetiremos o sucesso das edições anteriores, uma vez que as atrações estão imperdíveis, com renomados dubladores, YouTubers, Desenhistas, além das presenças confirmadas da atriz Ruth Fiona Connell, a Rowena da série Sobrenatural; e do ator Stanislav Ianevski – que atuou como Viktor Krum, no filme Harry Potter e o Cálice de Fogo.

O Sana respeita a diversidade e a pluralidade de ideias. O evento abraça todas as raças, crenças, cores, orientações sexuais e não comunga com extremismos que cerceiam a liberdade de nenhuma maneira. O Sana prega, acima de tudo, a cultura da paz.

Fundação Cultural Nipônica Brasileira