Aumento do IPTU em Fortaleza é aprovado na Câmara


Aumento do IPTU em Fortaleza é aprovado na Câmara

Ao todo, 33 vereadores votaram a favor e apenas cinco votos foram contrários

Por Tribuna do Ceará em Fortaleza

12 de dezembro de 2013 às 16:59

Há 6 anos
Com votação aberta, 33 vereadores votaram a favor e a penas cinco votos foram contrários (FOTO: Falcão Jr)

Com votação aberta, 33 vereadores votaram a favor e a penas cinco votos foram contrários (FOTO: Falcão Jr)

O reajuste do valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para 2014 foi aprovado, nesta quinta-feira (12), na Câmara Municipal de Fortaleza. A maioria dos vereadores votou a favor, durante sessão que durou cerca de quatro horas. O projeto é de autoria do prefeito Roberto Cláudio.

>LEIA MAIS:

O valor será reajustado em 15% para imóveis até R$ 58.500,01; em 20% para imóveis com valor venal de até R$ 210.600 e de 35% para os de valor acima de R$ 210.600. Além disso, haverá incidência do fator de verticalização de 0,5% por andar, a partir do segundo.

A votação foi aberta. Ao todo, 33 vereadores votaram a favor e apenas cinco votos foram contrários. São eles: Acrísio Sena, Guilherme Sampaio, João Alfredo, Toinha Rocha e Victor Valim.

Publicidade

Dê sua opinião

Aumento do IPTU em Fortaleza é aprovado na Câmara

Ao todo, 33 vereadores votaram a favor e apenas cinco votos foram contrários

Por Tribuna do Ceará em Fortaleza

12 de dezembro de 2013 às 16:59

Há 6 anos
Com votação aberta, 33 vereadores votaram a favor e a penas cinco votos foram contrários (FOTO: Falcão Jr)

Com votação aberta, 33 vereadores votaram a favor e a penas cinco votos foram contrários (FOTO: Falcão Jr)

O reajuste do valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para 2014 foi aprovado, nesta quinta-feira (12), na Câmara Municipal de Fortaleza. A maioria dos vereadores votou a favor, durante sessão que durou cerca de quatro horas. O projeto é de autoria do prefeito Roberto Cláudio.

>LEIA MAIS:

O valor será reajustado em 15% para imóveis até R$ 58.500,01; em 20% para imóveis com valor venal de até R$ 210.600 e de 35% para os de valor acima de R$ 210.600. Além disso, haverá incidência do fator de verticalização de 0,5% por andar, a partir do segundo.

A votação foi aberta. Ao todo, 33 vereadores votaram a favor e apenas cinco votos foram contrários. São eles: Acrísio Sena, Guilherme Sampaio, João Alfredo, Toinha Rocha e Victor Valim.