Chuva causa desabamento de teto no HGF


Chuva causa desabamento de teto no Hospital Geral de Fortaleza

A maior chuva registrada neste ano em Fortaleza também provocou danos em outros hospitais da rede estadual e municipal. Médicos prometem enviar denúncia à OAB/CE

Por Roberta Tavares em Fortaleza

31 de março de 2014 às 08:30

Há 5 anos
Teto da Sala de Reanimação da unidade desabou (FOTO: Mayra Pinheiro)

Teto da Sala de Reanimação da unidade desabou (FOTO: Mayra Pinheiro)

A chuva registrada na madrugada desta segunda-feira (31) em Fortaleza resultou em desabamentos e inundações no Hospital Geral de Fortaleza. De acordo com testemunhas, o problema ocorreu na Sala de Reanimação da unidade de saúde.

A médica Mayra Pinheiro informou ao Tribuna do Ceará que o forro de uma sala do HGF desabou, jorrando água em cima dos pacientes. “O teto é de gesso e desabou. Transferimos os pacientes que estavam no local e colocamos em uma sala mais segura. Alguns setores ficaram alagados, em razão do desabamento do forro”, completou um médico que preferiu não se identificar.

Durante toda a manhã desta segunda-feira, a emergência do hospital ficou fechada. Os representantes da categoria estão visitando as unidades de saúde em Fortaleza para encaminhar denúncia à Ordem dos Advogados do Brasil, no Ceará.

O teto da Secretaria de Saúde também foi atingido (FOTO: Reprodução/Facebook)

O teto da Secretaria de Saúde também foi atingido (FOTO: Reprodução/Facebook)

“O Hospital Gonzaga Mota também ficou inundado. O Hospital César Cals está repleto de baratas dentro da unidade. Tem hospitais com paredes dando choque porque infiltra. Isso é um problema crônico, sempre existiu. Imagina a chuva carregando bactérias por todas as unidades? É um prejuízo para a saúde dos pacientes e para a saúde dos profissionais”, disse a médica Mayra Pinheiro.

> LEIA MAIS

A direção do HGF confirmou duas mortes, mas disse que nenhuma delas têm relação com o incidente. Um paciente, que já estava em fase terminal, morreu de câncer, e outra pessoa morreu de AVC, antes da chuva.

Segundo a assessoria do hospital, com a forte chuva registrada em Fortaleza durante a madrugada, parte do forro de uma das salas de estabilização cedeu.

“Na hora, havia cinco pacientes na sala. Todos com o perfil de alta complexidade. Foram transferidos para outras áreas do hospital. Os serviços de restauração foram iniciados imediatamente, a partir das 2 horas da madrugada. Uma vistoria está sendo feita em toda a área do prédio”, afirmou por meio de nota.

A assessoria do Corpo de Bombeiros informou que uma equipe foi acionada às 2h25 para isolar a ala de emergência e transferir os pacientes.

Veja as imagens:

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/14976337″]

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/14976336″]

Mais problemas

A chuva também provocou danos em outros hospitais da rede estadual e municipal de Fortaleza. No Hospital César Cals, a água escorria pelas luminárias, alagando as salas.

No Waldemar de Alcântara, o teto e as luminárias ficaram com goteiras. Já na unidade de saúde do Gonzaguinha do José Walter, a rede de esgoto não suportou o volume de água e aparelhos sanitários deixaram de funcionar. As imagens registram até infestação de baratas na unidade de saúde.

Até o momento, os hospitais ainda não se pronunciaram sobre o assunto.

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/14976409″]

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/14976408″]

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/14976441″]

Publicidade

Dê sua opinião

Chuva causa desabamento de teto no Hospital Geral de Fortaleza

A maior chuva registrada neste ano em Fortaleza também provocou danos em outros hospitais da rede estadual e municipal. Médicos prometem enviar denúncia à OAB/CE

Por Roberta Tavares em Fortaleza

31 de março de 2014 às 08:30

Há 5 anos
Teto da Sala de Reanimação da unidade desabou (FOTO: Mayra Pinheiro)

Teto da Sala de Reanimação da unidade desabou (FOTO: Mayra Pinheiro)

A chuva registrada na madrugada desta segunda-feira (31) em Fortaleza resultou em desabamentos e inundações no Hospital Geral de Fortaleza. De acordo com testemunhas, o problema ocorreu na Sala de Reanimação da unidade de saúde.

A médica Mayra Pinheiro informou ao Tribuna do Ceará que o forro de uma sala do HGF desabou, jorrando água em cima dos pacientes. “O teto é de gesso e desabou. Transferimos os pacientes que estavam no local e colocamos em uma sala mais segura. Alguns setores ficaram alagados, em razão do desabamento do forro”, completou um médico que preferiu não se identificar.

Durante toda a manhã desta segunda-feira, a emergência do hospital ficou fechada. Os representantes da categoria estão visitando as unidades de saúde em Fortaleza para encaminhar denúncia à Ordem dos Advogados do Brasil, no Ceará.

O teto da Secretaria de Saúde também foi atingido (FOTO: Reprodução/Facebook)

O teto da Secretaria de Saúde também foi atingido (FOTO: Reprodução/Facebook)

“O Hospital Gonzaga Mota também ficou inundado. O Hospital César Cals está repleto de baratas dentro da unidade. Tem hospitais com paredes dando choque porque infiltra. Isso é um problema crônico, sempre existiu. Imagina a chuva carregando bactérias por todas as unidades? É um prejuízo para a saúde dos pacientes e para a saúde dos profissionais”, disse a médica Mayra Pinheiro.

> LEIA MAIS

A direção do HGF confirmou duas mortes, mas disse que nenhuma delas têm relação com o incidente. Um paciente, que já estava em fase terminal, morreu de câncer, e outra pessoa morreu de AVC, antes da chuva.

Segundo a assessoria do hospital, com a forte chuva registrada em Fortaleza durante a madrugada, parte do forro de uma das salas de estabilização cedeu.

“Na hora, havia cinco pacientes na sala. Todos com o perfil de alta complexidade. Foram transferidos para outras áreas do hospital. Os serviços de restauração foram iniciados imediatamente, a partir das 2 horas da madrugada. Uma vistoria está sendo feita em toda a área do prédio”, afirmou por meio de nota.

A assessoria do Corpo de Bombeiros informou que uma equipe foi acionada às 2h25 para isolar a ala de emergência e transferir os pacientes.

Veja as imagens:

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/14976337″]

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/14976336″]

Mais problemas

A chuva também provocou danos em outros hospitais da rede estadual e municipal de Fortaleza. No Hospital César Cals, a água escorria pelas luminárias, alagando as salas.

No Waldemar de Alcântara, o teto e as luminárias ficaram com goteiras. Já na unidade de saúde do Gonzaguinha do José Walter, a rede de esgoto não suportou o volume de água e aparelhos sanitários deixaram de funcionar. As imagens registram até infestação de baratas na unidade de saúde.

Até o momento, os hospitais ainda não se pronunciaram sobre o assunto.

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/14976409″]

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/14976408″]

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/14976441″]