Coleção de Rendas Luíza Ramos tem novo espaço na Casa de José de Alencar - Noticias


Coleção de Rendas Luíza Ramos tem novo espaço na Casa de José de Alencar

Quem visitar o museu da Casa de José de Alencar, espaço cultural da Universidade Federal do Ceará, vai poder ver ou rever a Coleção de Rendas Luiza Ramos, que ganhou novo espaço junto ao salão da exposição etnográfica de Arthur Ramos, de peças da cultura afro-brasileira

Por Rodrigo Cavalcante em Fortaleza

13 de dezembro de 2011 às 21:38

Há 8 anos

Casa José de Alencar

Quem visitar o museu da Casa de José de Alencar, espaço cultural da Universidade Federal do Ceará, vai poder ver ou rever a Coleção de Rendas Luiza Ramos, que ganhou novo espaço junto ao salão da exposição etnográfica de Arthur Ramos, de peças da cultura afro-brasileira.

A coleção de rendas é importante fonte de pesquisa, tendo fornecido bases para análise socioeconômica e cultural das rendeiras, bem como para a confecção e publicação de catálogos na área.

O espaço do museu foi otimizado, informa Fred Pontes, do setor de Projetos Culturais da CJA. “O antigo local que abrigava a exposição de rendas será reformado para ser uma sala de mostras temporárias, respondendo a uma antiga demanda dos artistas e produtores culturais cearenses”.

Visitas

A CJA fica aberta para visitação de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e aos sábados e domingos, das 8h às 15h. A casa está localizada na Av. Washington Soares, 6055 – Messejana, em Fortaleza (CE).

Além dos acervos já citados, a CJA oferece ao público a oportunidade de conhecer a casinha histórica do antigo Sítio Alagadiço Novo, de propriedade da família do escritor cearense José de Alencar; a Pinacoteca Floriano Teixeira, composta por 32 quadros – telas a óleo e desenhos – do pintor maranhense, inspiradas em obras de Alencar; a Biblioteca Braga Montenegro, com dois mil exemplares doados por esse escritor cearense; a Sala Iracema, que abriga coleção do artista plástico cearense Descartes Gadelha, cujo tema é a obra “Iracema”, de José de Alencar; e as ruínas do primeiro engenho a vapor do Ceará.

Leia mais:
Projeto leva reisado às ruas do bairro Benfica

Com informações da UFC

Publicidade

Dê sua opinião

Coleção de Rendas Luíza Ramos tem novo espaço na Casa de José de Alencar

Quem visitar o museu da Casa de José de Alencar, espaço cultural da Universidade Federal do Ceará, vai poder ver ou rever a Coleção de Rendas Luiza Ramos, que ganhou novo espaço junto ao salão da exposição etnográfica de Arthur Ramos, de peças da cultura afro-brasileira

Por Rodrigo Cavalcante em Fortaleza

13 de dezembro de 2011 às 21:38

Há 8 anos

Casa José de Alencar

Quem visitar o museu da Casa de José de Alencar, espaço cultural da Universidade Federal do Ceará, vai poder ver ou rever a Coleção de Rendas Luiza Ramos, que ganhou novo espaço junto ao salão da exposição etnográfica de Arthur Ramos, de peças da cultura afro-brasileira.

A coleção de rendas é importante fonte de pesquisa, tendo fornecido bases para análise socioeconômica e cultural das rendeiras, bem como para a confecção e publicação de catálogos na área.

O espaço do museu foi otimizado, informa Fred Pontes, do setor de Projetos Culturais da CJA. “O antigo local que abrigava a exposição de rendas será reformado para ser uma sala de mostras temporárias, respondendo a uma antiga demanda dos artistas e produtores culturais cearenses”.

Visitas

A CJA fica aberta para visitação de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e aos sábados e domingos, das 8h às 15h. A casa está localizada na Av. Washington Soares, 6055 – Messejana, em Fortaleza (CE).

Além dos acervos já citados, a CJA oferece ao público a oportunidade de conhecer a casinha histórica do antigo Sítio Alagadiço Novo, de propriedade da família do escritor cearense José de Alencar; a Pinacoteca Floriano Teixeira, composta por 32 quadros – telas a óleo e desenhos – do pintor maranhense, inspiradas em obras de Alencar; a Biblioteca Braga Montenegro, com dois mil exemplares doados por esse escritor cearense; a Sala Iracema, que abriga coleção do artista plástico cearense Descartes Gadelha, cujo tema é a obra “Iracema”, de José de Alencar; e as ruínas do primeiro engenho a vapor do Ceará.

Leia mais:
Projeto leva reisado às ruas do bairro Benfica

Com informações da UFC