Agentes de saúde e endemias fazem caminhada até o Paço Municipal - Noticias


Agentes de saúde e endemias fazem caminhada até o Paço Municipal

Eles estão em greve há seis dias. Cem por cento dos trabalhos estão paralisados. A principal preocupação com greves, é que esta categoria trabalha no combate à dengue e, o período chuvoso já chegou. É a época em que os mosquitos se proliferam

Por Tribuna do Ceará em Fortaleza

3 de fevereiro de 2012 às 07:49

Há 7 anos

Agentes fizeram caminhada pelas ruas da Capital (Foto: Izaías Vieira)

Agentes sanitários de saúde e endemias de Fortaleza realizaram uma passeata, na manhã desta sexta-feira (3), em protesto contra os salários e condições de trabalho e para pressionar a prefeitura a abrir uma negociação com a categoria. A caminhada foi da Secretaria de Finanças até o Paço Municipal.

Eles estão em greve há seis dias. Cem por cento dos trabalhos estão paralisados. A principal preocupação com greves, é que esta categoria trabalha no combate à dengue e, o período chuvoso já chegou. É a época em que os mosquitos se proliferam.

De acordo com José Batista, coordenador do sindicato Conlutas, já houve tentativa de acordo para a volta às atividades, mas a prefeitura não teria concordado em atender as reivindicações. Entre outras reivindicações, os agentes pedem 30% de aumento de salários; a prefeitura oferece 4%.

Ainda de acordo com o sindicato, a prefeitura marcou uma reunião com os agentes na próxima segunda-feira (6) para tentar uma negociação.

Com informações do Conlutas

Publicidade

Dê sua opinião

Agentes de saúde e endemias fazem caminhada até o Paço Municipal

Eles estão em greve há seis dias. Cem por cento dos trabalhos estão paralisados. A principal preocupação com greves, é que esta categoria trabalha no combate à dengue e, o período chuvoso já chegou. É a época em que os mosquitos se proliferam

Por Tribuna do Ceará em Fortaleza

3 de fevereiro de 2012 às 07:49

Há 7 anos

Agentes fizeram caminhada pelas ruas da Capital (Foto: Izaías Vieira)

Agentes sanitários de saúde e endemias de Fortaleza realizaram uma passeata, na manhã desta sexta-feira (3), em protesto contra os salários e condições de trabalho e para pressionar a prefeitura a abrir uma negociação com a categoria. A caminhada foi da Secretaria de Finanças até o Paço Municipal.

Eles estão em greve há seis dias. Cem por cento dos trabalhos estão paralisados. A principal preocupação com greves, é que esta categoria trabalha no combate à dengue e, o período chuvoso já chegou. É a época em que os mosquitos se proliferam.

De acordo com José Batista, coordenador do sindicato Conlutas, já houve tentativa de acordo para a volta às atividades, mas a prefeitura não teria concordado em atender as reivindicações. Entre outras reivindicações, os agentes pedem 30% de aumento de salários; a prefeitura oferece 4%.

Ainda de acordo com o sindicato, a prefeitura marcou uma reunião com os agentes na próxima segunda-feira (6) para tentar uma negociação.

Com informações do Conlutas