Fortaleza sedia seminário sobre mediação da cultura de paz - Noticias


Fortaleza sedia seminário sobre mediação da cultura de paz

Fortaleza recebe a primeira edição do Seminário Norte e Nordeste de Justiça Juvenil, Mediação de Cultura de Paz, a partir da próxima quinta-feira (10), na sede da Defensoria Pública Geral do Estado, em Fortaleza

Por Tribuna do Ceará em Fortaleza

8 de novembro de 2011 às 13:55

Há 8 anos

Fortaleza recebe a primeira edição do Seminário Norte e Nordeste de Justiça Juvenil, Mediação de Cultura de Paz, a partir da próxima quinta-feira (10), na sede da Defensoria Pública Geral do Estado, em Fortaleza. O objetivo do evento é debater a situação de crianças e adolescentes vítimas de humilhações ou injustiças.

O psicólogo Juan Vezzulla, especialista em mediação e arbitragem de conflitos, e a psicóloga e coordenadora do Núcleo de Educação para a Paz do Centro de Criação de Imagem Popular (Cecip), Mônica Mume, foram convidados para apresentar o painel “A educação emancipatória e práticas de resolução pacífica de conflitos”.

Os organizadores do evento afirmam que grande parte da população juvenil brasileira vive em situações de risco e estão expostas à violência. De acordo com números da Secretaria Nacional dos Direitos Humanos, mais de 60 mil adolescentes cumprem medidas socioeducativas no país, o que seria reflexo dos conflitos vivenciados por eles.

O evento, que tem capacidade para 200 espectadores, é voltado para desembargadores, juízes, promotores de justiça, defensores públicos, advogados, ONGs, universidades, líderes comunitários, educadores, gestores, defensores dos direitos humanos e jornalistas.

Leia mais:
Seminário sobre Cultura de Paz prorroga inscrições
Entidades ligadas à cultura de paz se reúnem nesta sexta
Cavalgada em Maracanaú promove a cultura de paz

Redação Jangadeiro Online, com informações do Projeto Regional Justiça Juvenil Restaurativa

Publicidade

Dê sua opinião

Fortaleza sedia seminário sobre mediação da cultura de paz

Fortaleza recebe a primeira edição do Seminário Norte e Nordeste de Justiça Juvenil, Mediação de Cultura de Paz, a partir da próxima quinta-feira (10), na sede da Defensoria Pública Geral do Estado, em Fortaleza

Por Tribuna do Ceará em Fortaleza

8 de novembro de 2011 às 13:55

Há 8 anos

Fortaleza recebe a primeira edição do Seminário Norte e Nordeste de Justiça Juvenil, Mediação de Cultura de Paz, a partir da próxima quinta-feira (10), na sede da Defensoria Pública Geral do Estado, em Fortaleza. O objetivo do evento é debater a situação de crianças e adolescentes vítimas de humilhações ou injustiças.

O psicólogo Juan Vezzulla, especialista em mediação e arbitragem de conflitos, e a psicóloga e coordenadora do Núcleo de Educação para a Paz do Centro de Criação de Imagem Popular (Cecip), Mônica Mume, foram convidados para apresentar o painel “A educação emancipatória e práticas de resolução pacífica de conflitos”.

Os organizadores do evento afirmam que grande parte da população juvenil brasileira vive em situações de risco e estão expostas à violência. De acordo com números da Secretaria Nacional dos Direitos Humanos, mais de 60 mil adolescentes cumprem medidas socioeducativas no país, o que seria reflexo dos conflitos vivenciados por eles.

O evento, que tem capacidade para 200 espectadores, é voltado para desembargadores, juízes, promotores de justiça, defensores públicos, advogados, ONGs, universidades, líderes comunitários, educadores, gestores, defensores dos direitos humanos e jornalistas.

Leia mais:
Seminário sobre Cultura de Paz prorroga inscrições
Entidades ligadas à cultura de paz se reúnem nesta sexta
Cavalgada em Maracanaú promove a cultura de paz

Redação Jangadeiro Online, com informações do Projeto Regional Justiça Juvenil Restaurativa