Inflação: Fortaleza acumula maior alta do País em 12 meses


Inflação: Fortaleza acumula maior alta do País em 12 meses

No comparativo entre agosto e setembro, a capital passou de -0,11% em agosto para 0,41 no último mês

Por Tribuna do Ceará em Fortaleza

9 de outubro de 2013 às 12:26

Há 6 anos

Fortaleza registrou a maior alta na inflação do Brasil, segundo dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira (9). Nos últimos 12 meses, a variação chegou a 7,08%. No acumulado do ano, a taxa chegou a 4,09% em setembro.

No comparativo entre agosto e setembro, a capital passou de -0,11% em agosto para 0,41 no último mês. Na variação mensal, Fortaleza teve a 4º maior alta entre as 11 capitais pesquisadas.

tabela

Variações por grupos

Foi o grupo Habitação que, de agosto para setembro, apresentou a mais forte aceleração, passando para 0,78%. Alimentação e Bebidas também subiu, passando para 0,78%. As categorias que registraram quedas foram: Despesas Pessoais (0,03%) e Comunicação (0,10%).

No Brasil, foi o Transporte que, de agosto para setembro, apresentou a mais forte aceleração, passando de -0,06 % para 0,44%. Alimentação e Bebidas também subiu, passando de 0,01% em agosto para 0,14% em setembro já que os alimentos de consumo no domicílio saíram de -0,34% para -0,03%, configurando uma queda bem menos intensa de um mês para o outro.

Publicidade

Dê sua opinião

Inflação: Fortaleza acumula maior alta do País em 12 meses

No comparativo entre agosto e setembro, a capital passou de -0,11% em agosto para 0,41 no último mês

Por Tribuna do Ceará em Fortaleza

9 de outubro de 2013 às 12:26

Há 6 anos

Fortaleza registrou a maior alta na inflação do Brasil, segundo dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira (9). Nos últimos 12 meses, a variação chegou a 7,08%. No acumulado do ano, a taxa chegou a 4,09% em setembro.

No comparativo entre agosto e setembro, a capital passou de -0,11% em agosto para 0,41 no último mês. Na variação mensal, Fortaleza teve a 4º maior alta entre as 11 capitais pesquisadas.

tabela

Variações por grupos

Foi o grupo Habitação que, de agosto para setembro, apresentou a mais forte aceleração, passando para 0,78%. Alimentação e Bebidas também subiu, passando para 0,78%. As categorias que registraram quedas foram: Despesas Pessoais (0,03%) e Comunicação (0,10%).

No Brasil, foi o Transporte que, de agosto para setembro, apresentou a mais forte aceleração, passando de -0,06 % para 0,44%. Alimentação e Bebidas também subiu, passando de 0,01% em agosto para 0,14% em setembro já que os alimentos de consumo no domicílio saíram de -0,34% para -0,03%, configurando uma queda bem menos intensa de um mês para o outro.