Oi, Bradesco e Cagece lideraram reclamações no Ceará em 2012


Oi, Bradesco e Cagece lideraram reclamações no Ceará em 2012

A lista das empresas que mais foram alvos de reclamações registradas no Procon durante 2012 revelou a persistência de um antigo problema

Por Darlan Araújo em Fortaleza

17 de janeiro de 2013 às 15:22

Há 7 anos

*Com colaboração de Hayanne Narlla

A lista com as empresas que mais foram alvos de reclamações registradas no Procon Fortaleza durante todo o ano de 2012 revelou a persistência de um antigo problema. O item identificado como cobrança indevida foi uma das principais causas de queixas feitas por consumidores contra as empresas Oi, Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) e Bradesco.

Essas três empresas lideram a lista como alvos das principais reclamações formalizadas pelo Procon. O órgão ressalta que os dados foram extraídos do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) e explicou que somente as queixas que efetivamente viraram processos administrativos, com marcação de audiência conciliatória, foram contabilizadas na organização do ranking.

Ranking geral

Os quatro primeiros colocados nessa classificação estão dispostos na seguinte ordem: Oi (telefonia móvel), Cagece, Oi (telefonia fixa) e Bradesco. Apesar do ranking para estas empresas, os serviços de cartão de créditos lideraram as queixas dos consumidores, com 520 reclamações. O resto da lista é completa com 351 queixas contra bancos, 306 contra operadoras de telefonia celular e 285 contra empresas que comercializam microcomputadores e outros produtos de informática.

Cagece e Oi respondem em nota

As reclamações direcionadas aos serviços de água e esgoto estão apenas na 7ª posição entre os assuntos mais reclamados, com 206, mas a concentração dos casos sobre a Cagece a fazem figurar entre as principais empresas alvos de reclamações. O órgão informou em nota que sempre busca uma solução justa para tentar resolver o motivo das queixas e garante que toda caso de suposta cobrança indevida é analisado de forma cuidadosa.

A Oi também informou em nota que alguns procedimentos já têm sido desenvolvidos pela operadora para evitar que a posição no ranking do Procon se repita durante os próximos anos. “Um plano de investimentos de longo prazo está sendo destinado à expansão e melhoria de infraestrutura, novas tecnologias e a melhorias de processos, para assegurar a qualidade no atendimento e na prestação dos serviços” informa.

Como denunciar uma cobrança indevida?

O ex-secretário do Procon Fortaleza João Ricardo, que esteve no cargo até dezembro de 2012, afirmou que o consumidor que achar que recebeu uma cobrança indevida deve procurar o órgão com a conta para formalizar a denúncia. Após o registro, a empresa será notificada com uma carta e terá 15 dias para respondê-la.

“Se ela [a empresa] discordar, marca-se uma audiência”, afirmou. Segundo ele, caso a empresa tenha realizado a cobrança indevida, será aplicada uma penalidade para ela. Além disso, o consumidor não deverá pagar a conta.

Publicidade

Dê sua opinião

Oi, Bradesco e Cagece lideraram reclamações no Ceará em 2012

A lista das empresas que mais foram alvos de reclamações registradas no Procon durante 2012 revelou a persistência de um antigo problema

Por Darlan Araújo em Fortaleza

17 de janeiro de 2013 às 15:22

Há 7 anos

*Com colaboração de Hayanne Narlla

A lista com as empresas que mais foram alvos de reclamações registradas no Procon Fortaleza durante todo o ano de 2012 revelou a persistência de um antigo problema. O item identificado como cobrança indevida foi uma das principais causas de queixas feitas por consumidores contra as empresas Oi, Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) e Bradesco.

Essas três empresas lideram a lista como alvos das principais reclamações formalizadas pelo Procon. O órgão ressalta que os dados foram extraídos do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) e explicou que somente as queixas que efetivamente viraram processos administrativos, com marcação de audiência conciliatória, foram contabilizadas na organização do ranking.

Ranking geral

Os quatro primeiros colocados nessa classificação estão dispostos na seguinte ordem: Oi (telefonia móvel), Cagece, Oi (telefonia fixa) e Bradesco. Apesar do ranking para estas empresas, os serviços de cartão de créditos lideraram as queixas dos consumidores, com 520 reclamações. O resto da lista é completa com 351 queixas contra bancos, 306 contra operadoras de telefonia celular e 285 contra empresas que comercializam microcomputadores e outros produtos de informática.

Cagece e Oi respondem em nota

As reclamações direcionadas aos serviços de água e esgoto estão apenas na 7ª posição entre os assuntos mais reclamados, com 206, mas a concentração dos casos sobre a Cagece a fazem figurar entre as principais empresas alvos de reclamações. O órgão informou em nota que sempre busca uma solução justa para tentar resolver o motivo das queixas e garante que toda caso de suposta cobrança indevida é analisado de forma cuidadosa.

A Oi também informou em nota que alguns procedimentos já têm sido desenvolvidos pela operadora para evitar que a posição no ranking do Procon se repita durante os próximos anos. “Um plano de investimentos de longo prazo está sendo destinado à expansão e melhoria de infraestrutura, novas tecnologias e a melhorias de processos, para assegurar a qualidade no atendimento e na prestação dos serviços” informa.

Como denunciar uma cobrança indevida?

O ex-secretário do Procon Fortaleza João Ricardo, que esteve no cargo até dezembro de 2012, afirmou que o consumidor que achar que recebeu uma cobrança indevida deve procurar o órgão com a conta para formalizar a denúncia. Após o registro, a empresa será notificada com uma carta e terá 15 dias para respondê-la.

“Se ela [a empresa] discordar, marca-se uma audiência”, afirmou. Segundo ele, caso a empresa tenha realizado a cobrança indevida, será aplicada uma penalidade para ela. Além disso, o consumidor não deverá pagar a conta.