Servidores de Posto de Saúde protestam contra proibição do café da manhã - Noticias


Servidores de Posto de Saúde protestam contra proibição do café da manhã

Eles alegam que, para começar o expediente às 7 horas, saem de casa muito cedo e não têm tempo de fazer a primeira refeição

Por Tribuna do Ceará em Fortaleza

18 de março de 2010 às 07:59

Há 9 anos

Servidores do Posto de Saúde do Meireles realizam nesta manhã, desde as 6h30min, manifestação contra a posição da direção de proibir os funcionários de fazerem o café da manhã na unidade. Os trabalhadores administrativos e profissionais de enfermagem improvisam uma cozinha na frente do prédio, preparam e tomam um café da manhã coletivo no local.

Eles alegam que, para começar o expediente às 7 horas, saem de casa muito cedo e não têm tempo de fazer a primeira refeição. Por conta disso, passaram a preparar e tomar o café no local de trabalho. Segundo os profissionais, tudo começou por uma necessidade, mas passou a ser também um momento agradável e de integração entre os servidores.

Outro argumento é de que a prática não vem ocasionando nenhum ônus ao posto, já que todos os ingredientes (pó de café, açúcar, pão, leite e queijo) são cotizados entre os servidores. “A população também não é penalizada porque os trabalhadores que participam do café não atrasam o início do atendimento. Pelo contrário, prevem, se tiverem que fazer a refeição em casa, aí sim, os atrasos vão começar a acontecer”, explicam.

Redação Jangadeiro Online, com informações da organização

Publicidade

Dê sua opinião

Servidores de Posto de Saúde protestam contra proibição do café da manhã

Eles alegam que, para começar o expediente às 7 horas, saem de casa muito cedo e não têm tempo de fazer a primeira refeição

Por Tribuna do Ceará em Fortaleza

18 de março de 2010 às 07:59

Há 9 anos

Servidores do Posto de Saúde do Meireles realizam nesta manhã, desde as 6h30min, manifestação contra a posição da direção de proibir os funcionários de fazerem o café da manhã na unidade. Os trabalhadores administrativos e profissionais de enfermagem improvisam uma cozinha na frente do prédio, preparam e tomam um café da manhã coletivo no local.

Eles alegam que, para começar o expediente às 7 horas, saem de casa muito cedo e não têm tempo de fazer a primeira refeição. Por conta disso, passaram a preparar e tomar o café no local de trabalho. Segundo os profissionais, tudo começou por uma necessidade, mas passou a ser também um momento agradável e de integração entre os servidores.

Outro argumento é de que a prática não vem ocasionando nenhum ônus ao posto, já que todos os ingredientes (pó de café, açúcar, pão, leite e queijo) são cotizados entre os servidores. “A população também não é penalizada porque os trabalhadores que participam do café não atrasam o início do atendimento. Pelo contrário, prevem, se tiverem que fazer a refeição em casa, aí sim, os atrasos vão começar a acontecer”, explicam.

Redação Jangadeiro Online, com informações da organização