Avenida de Fortaleza amanhece pintada com ciclofaixa não oficial e frases pró-bike


Avenida de Fortaleza amanhece pintada com ciclofaixa não oficial e frases pró-bike

As pinturas iniciam no cruzamento da Av. 13 de Maio com a Avenida da Universidade e segue até a subida do viaduto da Av. Aguanambi

Por Daniel Herculano em Mobilidade Urbana

29 de agosto de 2015 às 16:06

Há 4 anos
protesto-bke-fortaleza-tribuna-do-ceara

Há frases pró-bike nos cruzamentos (Foto: Marcos Ponte)

Quem passou desde cedo pela Av. 13 de Maio amanheceu em protesto. Explico. É que, desde o cruzamento da Av. 13 de Maio com a Avenida da Universidade, até a subida do viaduto da Av. Aguanambi, em Fortaleza, há pinturas com frases a favor do uso da bicicleta e uma ciclofaixa não oficial (ou não regulamentada) pintada.

“Mais bike, menos gasolina” (frase pintada na Avenida 13 de Maio)

“Eu não concordo com a implantação clandestina da ciclofaixa, sobrepondo a sinalização horizontal que a Prefeitura tinha recentemente realizado. Sou a favor das ciclofaixas, mas contra a poluição, e da forma como foi feita esse protesto, sujando a cidade, e gerando custos extras para a Prefeitura, não é a forma ideal, não é?”, argumenta o motorista Marcos Ponte, que reparou logo cedo com a intervenção.

No decorrer da Avenida há frases que incentivam o uso da bicicleta, como “mais bike, menos gasolina” e “leve a vida no pedal” ou “vá de bike é + amor”. Outras localidades de Fortaleza já haviam sido pintadas por ativistas a favor do uso da bicicleta na cidade.

“Leve a vida no pedal” (frase pintada na Avenida 13 de Maio)

“Quero registrar aqui o meu protesto também, como cidadão. Foi uma pintura feita de qualquer jeito, com tinta espalhada, sujando as vias, e que vai causar um transtorno para o trânsito. Ficou feio”, finaliza o motorista que fez questão de ligar para a Tribuna Band News FM e registrar o ocorrido.

O grupo Massa Crítica já havia pintado as vias da própria Av. 13 de Maio e da Av. Aguanambi, fato esse que ocasionou a instauração de inquérito por parte da Delegacia de Acidentes e Delitos de Transito (DADT), através do pedido de notícia crime denunciado pela Autarquia Municipal de Trânsito (AMC).

Fortaleza possui cerca de 127,5 quilômetros entre ciclovias e ciclofaixas, além de um programa de bicicletas compartilhadas da Prefeitura de Fortaleza. Em abril último foi divulgado que o Bicicletar tem a maior taxa de utilização em comparação com outras sete capitais brasileiras (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Grande Recife, Brasília e Aracaju), com uma média de 44 deslocamentos por estação, segundo o próprio site do projeto.

O Tribuna do Ceará entrou em contato com o grupo Massa Crítica através do Facebook para saber se assumiam a autoria da nova manifestação em Fortaleza. A resposta foi apenas: “+amor -motor”.

Foto: Marcos Ponte
1/3

Foto: Marcos Ponte

Foto: Marcos Ponte

Foto: Marcos Ponte
2/3

Foto: Marcos Ponte

Foto: Marcos Ponte

Foto: Marcos Ponte
3/3

Foto: Marcos Ponte

Foto: Marcos Ponte

Publicidade

Dê sua opinião

Avenida de Fortaleza amanhece pintada com ciclofaixa não oficial e frases pró-bike

As pinturas iniciam no cruzamento da Av. 13 de Maio com a Avenida da Universidade e segue até a subida do viaduto da Av. Aguanambi

Por Daniel Herculano em Mobilidade Urbana

29 de agosto de 2015 às 16:06

Há 4 anos
protesto-bke-fortaleza-tribuna-do-ceara

Há frases pró-bike nos cruzamentos (Foto: Marcos Ponte)

Quem passou desde cedo pela Av. 13 de Maio amanheceu em protesto. Explico. É que, desde o cruzamento da Av. 13 de Maio com a Avenida da Universidade, até a subida do viaduto da Av. Aguanambi, em Fortaleza, há pinturas com frases a favor do uso da bicicleta e uma ciclofaixa não oficial (ou não regulamentada) pintada.

“Mais bike, menos gasolina” (frase pintada na Avenida 13 de Maio)

“Eu não concordo com a implantação clandestina da ciclofaixa, sobrepondo a sinalização horizontal que a Prefeitura tinha recentemente realizado. Sou a favor das ciclofaixas, mas contra a poluição, e da forma como foi feita esse protesto, sujando a cidade, e gerando custos extras para a Prefeitura, não é a forma ideal, não é?”, argumenta o motorista Marcos Ponte, que reparou logo cedo com a intervenção.

No decorrer da Avenida há frases que incentivam o uso da bicicleta, como “mais bike, menos gasolina” e “leve a vida no pedal” ou “vá de bike é + amor”. Outras localidades de Fortaleza já haviam sido pintadas por ativistas a favor do uso da bicicleta na cidade.

“Leve a vida no pedal” (frase pintada na Avenida 13 de Maio)

“Quero registrar aqui o meu protesto também, como cidadão. Foi uma pintura feita de qualquer jeito, com tinta espalhada, sujando as vias, e que vai causar um transtorno para o trânsito. Ficou feio”, finaliza o motorista que fez questão de ligar para a Tribuna Band News FM e registrar o ocorrido.

O grupo Massa Crítica já havia pintado as vias da própria Av. 13 de Maio e da Av. Aguanambi, fato esse que ocasionou a instauração de inquérito por parte da Delegacia de Acidentes e Delitos de Transito (DADT), através do pedido de notícia crime denunciado pela Autarquia Municipal de Trânsito (AMC).

Fortaleza possui cerca de 127,5 quilômetros entre ciclovias e ciclofaixas, além de um programa de bicicletas compartilhadas da Prefeitura de Fortaleza. Em abril último foi divulgado que o Bicicletar tem a maior taxa de utilização em comparação com outras sete capitais brasileiras (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Grande Recife, Brasília e Aracaju), com uma média de 44 deslocamentos por estação, segundo o próprio site do projeto.

O Tribuna do Ceará entrou em contato com o grupo Massa Crítica através do Facebook para saber se assumiam a autoria da nova manifestação em Fortaleza. A resposta foi apenas: “+amor -motor”.

Foto: Marcos Ponte
1/3

Foto: Marcos Ponte

Foto: Marcos Ponte

Foto: Marcos Ponte
2/3

Foto: Marcos Ponte

Foto: Marcos Ponte

Foto: Marcos Ponte
3/3

Foto: Marcos Ponte

Foto: Marcos Ponte