Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo e cria filha em total contato com a natureza


Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo e cria filha em total contato com a natureza

Há um ano, Jamille Queiroz saiu de Fortaleza em busca de vida mais tranquila. Encontrou em Alto Paraíso de Goiás, onde cria a filha com infância diferente da sua

Por Rosana Romão em Perfil

12 de maio de 2015 às 07:00

Há 4 anos
Jamille Queiroz e a filha vivem em uma comunidade quilombola e experimentam um estilo de vida em total contato com a natureza. (FOTO: Arquivo pessoal)

Jamille Queiroz e a filha vivem em uma comunidade quilombola e experimentam total contato com a natureza. (FOTO: Arquivo pessoal)

Seis horas da tarde. O céu escurece, as ruas são tomadas pelos carros e as buzinas dão ritmo ao trânsito. Essa é a rotina que a maioria dos trabalhadores de grandes cidades enfrentam. A fotógrafa cearense Jamille Queiroz, de 23 anos, decidiu deixar Fortaleza em busca de um lugar mais tranquilo para viver. A cidade escolhida para ser seu novo lar foi Alto Paraíso de Goiás, uma Área de Proteção Ambiental (APA). O motivo que a fez largar a cidade foi a vinda da pequena Kira, sua filha que hoje tem 2 anos de idade. Decidiu dar uma infância livre para a filha e se reeducar junto com ela.

A gravidez foi uma surpresa, o que a fez pensar sobre o conceito de família. “Precisava me preocupar com uma vida nova que viria e que dependeria totalmente de mim. Então eu também teria que me cuidar. Foi aí que surgiu a decisão de irmos procurar um lugar mais tranquilo, mais leve”, conta. Conheceu Alto Paraíso através de uma amiga que morava na cidade e lhe mostrava fotos das cachoeiras e das montanhas. Para Jamille, o lugar é especial, algo que só conseguia imaginar e ver em filmes. Após isso, se organizou e partiu de mala e Kira, como costuma dizer.

Apesar não nunca ter ido à cidade de Alto Paraíso, já chegou , em setembro de 2013, com o intuito de morar. Ao encontrar um lugar tão diferente e com ritmo tranquilo, Jamille decidiu ir além. Em três meses se mudaram para Moinho, um vilarejo a 12 quilômetros de Alto Paraíso. Por ter se mudado para esse vilarejo, quando vai à cidade precisa esperar por carona. Para ela, até a noção do tempo mudou depois que chegou em Alto Paraíso. A cearense relata que já esperou cerca de 3 horas por uma carona. Se em Fortaleza, os motoristas costumam buzinar logo quando o sinal está verde, na rotina de Jamille em Alto Paraíso esperar não é um problema. Cercada pelas belezas da natureza, cada momento é aproveitado.

“Aqui é um vilarejo bem simples, é uma comunidade quilombola. Temos vizinhos bem próximos e o clima é todo mundo em família. Temos uma horta, trocamos com os vizinhos, tem fruta para tudo que é lado, cachoeiras lindas a 3 quilômetros… enfim, é um cenário e uma rotina totalmente diferente da que eu levava em Fortaleza” (Jamille Queiroz)

Infância no campo

Kira tem uma infância totalmente diferente da que a mãe teve. Cercada pelo verde na natureza, ela se encanta com tudo o que vê, sejam plantas, água da cachoeira, vento ou praia. Longe dos brinquedos tecnológicos que a maioria das crianças amam, com sua simplicidade ela consegue criar novos brinquedos através da natureza. A mãe teve uma infância tranquila, de brincar na rua sem ter medo da violência, mas a filha tem uma rotina de dar inveja a qualquer um: toma banho de rio todos os dias e come frutas de seu pomar. Como plantam frutas e verduras em casa, o custo de vida não é tão alto quanto em Fortaleza.

O sorriso carismático registrado nas fotografias de Jamille encanta seus seguidores no Instagram. Em seu aniversário de dois anos, mãe e filha pintaram o rosto com urucum para festejar a data, assim como seus vizinhos quilombolas. Para sobreviver, Jamille realiza ensaios fotográficos, como o AMAmentar, uma experiência de fotografar mães amamanetando seus filhos em harmonia com a natureza. Além deste, também faz fotos individuais e de casais, conforme o cliente preferir. Para realizar os ensaios tem o seu estúdio ao ar livre: a natureza.

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
1/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
2/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
3/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
4/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
5/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Em seu aniversário de 2 anos, Kira e a mãe pintaram o rosto com Urucum, assim como seus vizinhos quilombolas. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
6/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

A fotógrafa cearense Jamille Queiroz, de 23 anos, decidiu deixar Fortaleza em busca de um lugar mais tranquilo para viver. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
7/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Mãe e filha vivem em total harmonia com a natureza. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
8/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

A fotógrafa cearense Jamille Queiroz, de 23 anos, decidiu deixar Fortaleza em busca de um lugar mais tranquilo para viver. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
9/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

A fotógrafa cearense Jamille Queiroz, de 23 anos, decidiu deixar Fortaleza em busca de um lugar mais tranquilo para viver. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
10/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Alto Paraíso é uma cidade de Goiás, considerada Área de Proteção Ambiental. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
11/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
12/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
13/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
14/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

A pequena Kira toma banho de rio todos os dias. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
15/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

O jeito carismático de Kira registrado nas fotografias de Jamille encanta seus seguidores no Instagram. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
16/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Jamille tem um pomar em casa, o que diminui o custo de vida. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
17/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Mãe e filha vivem em total harmonia com a natureza. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
18/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

O jeito carismático de Kira registrado nas fotografias de Jamille encanta seus seguidores no Instagram. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
19/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

O jeito carismático de Kira registrado nas fotografias de Jamille encanta seus seguidores no Instagram. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
20/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

O jeito carismático de Kira registrado nas fotografias de Jamille encanta seus seguidores no Instagram. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
21/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Céu de Alto Paraíso registrado pelas lentes de Jamille Queiroz. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
22/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

A fotógrafa cearense Jamille Queiroz, de 23 anos, decidiu deixar Fortaleza em busca de um lugar mais tranquilo para viver. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
23/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Mãe e filha vivem em total harmonia com a natureza. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
24/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
25/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

O jeito carismático de Kira registrado nas fotografias de Jamille encanta seus seguidores no Instagram. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
26/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

A pequena Kira toma banho de rio todos os dias. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
27/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Mãe e filha vivem em total harmonia com a natureza. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
28/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

A fotógrafa cearense Jamille Queiroz, de 23 anos, decidiu deixar Fortaleza em busca de um lugar mais tranquilo para viver. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
29/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

A fotógrafa cearense Jamille Queiroz, de 23 anos, decidiu deixar Fortaleza em busca de um lugar mais tranquilo para viver. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
30/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

A fotógrafa cearense Jamille Queiroz, de 23 anos, decidiu deixar Fortaleza em busca de um lugar mais tranquilo para viver. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
31/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
32/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
33/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
34/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
35/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Por incrível que pareça, a cobra está sobre a câmera de Jamille e Kira está abraçando as pernas da mãe. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
36/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
37/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

O jeito carismático de Kira registrado nas fotografias de Jamille encanta seus seguidores no Instagram. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Como possui um estilo de vida totalmente diferente e mora em um lugar perfeito para o ecoturismo, a cearense costuma receber turistas do Brasil e do Mundo através de CouchSurfing, hospedando pessoas em sua casa. Desde que chegou ao novo lar já hospedou pessoas da Alemanha, França, Colômbia, Inglaterra e de outros estados do Brasil. Para chegar a Alto Paraíso é preciso pegar um avião até Brasília, que fica a 230 km do local, ou Goiânia, com 412 km de distância. O lugar tem altitude de 1.300 metros, garantindo um clima agradável, com variação de 7º C a 28º C.

Para ela, estar no campo parece um mundo diferente: as preocupações são outras, o tempo passa mais devagar, com menos pressão e violência. O fato de viver no campo é melhor para sua saúde e alma, mas isso não faz da cidade um lugar terrível. “Sair de Fortaleza também me fez fortalecer mais ainda meu amor por ela. Aprendi a amar de verdade minha cidade, aceitar os problemas que ela tem e tentar melhorar, não mais só reclamar e sair”, destaca.

Publicidade

Dê sua opinião

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo e cria filha em total contato com a natureza

Há um ano, Jamille Queiroz saiu de Fortaleza em busca de vida mais tranquila. Encontrou em Alto Paraíso de Goiás, onde cria a filha com infância diferente da sua

Por Rosana Romão em Perfil

12 de maio de 2015 às 07:00

Há 4 anos
Jamille Queiroz e a filha vivem em uma comunidade quilombola e experimentam um estilo de vida em total contato com a natureza. (FOTO: Arquivo pessoal)

Jamille Queiroz e a filha vivem em uma comunidade quilombola e experimentam total contato com a natureza. (FOTO: Arquivo pessoal)

Seis horas da tarde. O céu escurece, as ruas são tomadas pelos carros e as buzinas dão ritmo ao trânsito. Essa é a rotina que a maioria dos trabalhadores de grandes cidades enfrentam. A fotógrafa cearense Jamille Queiroz, de 23 anos, decidiu deixar Fortaleza em busca de um lugar mais tranquilo para viver. A cidade escolhida para ser seu novo lar foi Alto Paraíso de Goiás, uma Área de Proteção Ambiental (APA). O motivo que a fez largar a cidade foi a vinda da pequena Kira, sua filha que hoje tem 2 anos de idade. Decidiu dar uma infância livre para a filha e se reeducar junto com ela.

A gravidez foi uma surpresa, o que a fez pensar sobre o conceito de família. “Precisava me preocupar com uma vida nova que viria e que dependeria totalmente de mim. Então eu também teria que me cuidar. Foi aí que surgiu a decisão de irmos procurar um lugar mais tranquilo, mais leve”, conta. Conheceu Alto Paraíso através de uma amiga que morava na cidade e lhe mostrava fotos das cachoeiras e das montanhas. Para Jamille, o lugar é especial, algo que só conseguia imaginar e ver em filmes. Após isso, se organizou e partiu de mala e Kira, como costuma dizer.

Apesar não nunca ter ido à cidade de Alto Paraíso, já chegou , em setembro de 2013, com o intuito de morar. Ao encontrar um lugar tão diferente e com ritmo tranquilo, Jamille decidiu ir além. Em três meses se mudaram para Moinho, um vilarejo a 12 quilômetros de Alto Paraíso. Por ter se mudado para esse vilarejo, quando vai à cidade precisa esperar por carona. Para ela, até a noção do tempo mudou depois que chegou em Alto Paraíso. A cearense relata que já esperou cerca de 3 horas por uma carona. Se em Fortaleza, os motoristas costumam buzinar logo quando o sinal está verde, na rotina de Jamille em Alto Paraíso esperar não é um problema. Cercada pelas belezas da natureza, cada momento é aproveitado.

“Aqui é um vilarejo bem simples, é uma comunidade quilombola. Temos vizinhos bem próximos e o clima é todo mundo em família. Temos uma horta, trocamos com os vizinhos, tem fruta para tudo que é lado, cachoeiras lindas a 3 quilômetros… enfim, é um cenário e uma rotina totalmente diferente da que eu levava em Fortaleza” (Jamille Queiroz)

Infância no campo

Kira tem uma infância totalmente diferente da que a mãe teve. Cercada pelo verde na natureza, ela se encanta com tudo o que vê, sejam plantas, água da cachoeira, vento ou praia. Longe dos brinquedos tecnológicos que a maioria das crianças amam, com sua simplicidade ela consegue criar novos brinquedos através da natureza. A mãe teve uma infância tranquila, de brincar na rua sem ter medo da violência, mas a filha tem uma rotina de dar inveja a qualquer um: toma banho de rio todos os dias e come frutas de seu pomar. Como plantam frutas e verduras em casa, o custo de vida não é tão alto quanto em Fortaleza.

O sorriso carismático registrado nas fotografias de Jamille encanta seus seguidores no Instagram. Em seu aniversário de dois anos, mãe e filha pintaram o rosto com urucum para festejar a data, assim como seus vizinhos quilombolas. Para sobreviver, Jamille realiza ensaios fotográficos, como o AMAmentar, uma experiência de fotografar mães amamanetando seus filhos em harmonia com a natureza. Além deste, também faz fotos individuais e de casais, conforme o cliente preferir. Para realizar os ensaios tem o seu estúdio ao ar livre: a natureza.

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
1/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
2/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
3/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
4/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
5/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Em seu aniversário de 2 anos, Kira e a mãe pintaram o rosto com Urucum, assim como seus vizinhos quilombolas. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
6/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

A fotógrafa cearense Jamille Queiroz, de 23 anos, decidiu deixar Fortaleza em busca de um lugar mais tranquilo para viver. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
7/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Mãe e filha vivem em total harmonia com a natureza. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
8/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

A fotógrafa cearense Jamille Queiroz, de 23 anos, decidiu deixar Fortaleza em busca de um lugar mais tranquilo para viver. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
9/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

A fotógrafa cearense Jamille Queiroz, de 23 anos, decidiu deixar Fortaleza em busca de um lugar mais tranquilo para viver. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
10/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Alto Paraíso é uma cidade de Goiás, considerada Área de Proteção Ambiental. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
11/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
12/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
13/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
14/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

A pequena Kira toma banho de rio todos os dias. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
15/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

O jeito carismático de Kira registrado nas fotografias de Jamille encanta seus seguidores no Instagram. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
16/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Jamille tem um pomar em casa, o que diminui o custo de vida. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
17/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Mãe e filha vivem em total harmonia com a natureza. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
18/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

O jeito carismático de Kira registrado nas fotografias de Jamille encanta seus seguidores no Instagram. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
19/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

O jeito carismático de Kira registrado nas fotografias de Jamille encanta seus seguidores no Instagram. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
20/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

O jeito carismático de Kira registrado nas fotografias de Jamille encanta seus seguidores no Instagram. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
21/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Céu de Alto Paraíso registrado pelas lentes de Jamille Queiroz. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
22/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

A fotógrafa cearense Jamille Queiroz, de 23 anos, decidiu deixar Fortaleza em busca de um lugar mais tranquilo para viver. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
23/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Mãe e filha vivem em total harmonia com a natureza. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
24/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
25/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

O jeito carismático de Kira registrado nas fotografias de Jamille encanta seus seguidores no Instagram. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
26/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

A pequena Kira toma banho de rio todos os dias. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
27/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Mãe e filha vivem em total harmonia com a natureza. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
28/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

A fotógrafa cearense Jamille Queiroz, de 23 anos, decidiu deixar Fortaleza em busca de um lugar mais tranquilo para viver. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
29/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

A fotógrafa cearense Jamille Queiroz, de 23 anos, decidiu deixar Fortaleza em busca de um lugar mais tranquilo para viver. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
30/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

A fotógrafa cearense Jamille Queiroz, de 23 anos, decidiu deixar Fortaleza em busca de um lugar mais tranquilo para viver. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
31/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
32/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
33/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
34/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
35/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Por incrível que pareça, a cobra está sobre a câmera de Jamille e Kira está abraçando as pernas da mãe. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
36/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Kira é cercada pelo maior parque de diversões: a natureza. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo
37/38

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

O jeito carismático de Kira registrado nas fotografias de Jamille encanta seus seguidores no Instagram. (FOTO: Jamille Queiroz)

Fotógrafa cearense troca cidade pelo campo

Como possui um estilo de vida totalmente diferente e mora em um lugar perfeito para o ecoturismo, a cearense costuma receber turistas do Brasil e do Mundo através de CouchSurfing, hospedando pessoas em sua casa. Desde que chegou ao novo lar já hospedou pessoas da Alemanha, França, Colômbia, Inglaterra e de outros estados do Brasil. Para chegar a Alto Paraíso é preciso pegar um avião até Brasília, que fica a 230 km do local, ou Goiânia, com 412 km de distância. O lugar tem altitude de 1.300 metros, garantindo um clima agradável, com variação de 7º C a 28º C.

Para ela, estar no campo parece um mundo diferente: as preocupações são outras, o tempo passa mais devagar, com menos pressão e violência. O fato de viver no campo é melhor para sua saúde e alma, mas isso não faz da cidade um lugar terrível. “Sair de Fortaleza também me fez fortalecer mais ainda meu amor por ela. Aprendi a amar de verdade minha cidade, aceitar os problemas que ela tem e tentar melhorar, não mais só reclamar e sair”, destaca.