Com recurso negado, ex-policial acusado de matar Bruce Cristian vai a júri popular


Com recurso negado, ex-policial acusado de matar Bruce Cristian vai a júri popular

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Ceará (MP-CE), a morte do adolescente decorreu de ação imprudente e precipitada por parte do ex-policial

Por Matheus Ribeiro em Polícia

11 de dezembro de 2012 às 19:12

Há 7 anos

O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) manteve a decisão de levar o ex-policial militar Yuri da Silveira Alves a júri popular. Ele é acusado de matar o adolescente Bruce Cristian Souza Oliveira em julho de 2010, no cruzamento da Avenida Desembargador Moreira com a Rua Padre Valdevino, em Fortaleza, quando estava na garupa da moto do pai. A 1ª Câmara Criminal foi a responsável por essa determinação.

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Ceará (MP-CE), a morte do adolescente decorreu de ação imprudente e precipitada por parte do ex-policial, que atuava no Ronda do Quarteirão. Já a defesa sustentou não ter havido conduta dolosa por parte do acusado.

Pedido de recurso

Em fevereiro deste ano, a juíza Valência Aquino, da 5ª Vara do Júri do Fórum Clóvis Beviláqua, determinou que o acusado fosse submetido a júri popular. Para reverter a situação,  o ex-policial entrou com recurso argumentando que não teve a intenção de matar a vítima, mas apenas de atirar no pneu da moto. Alegou ainda que o treinamento oferecido pelo Estado, durante curso de formação, foi insuficiente e determinante para o ocorrido.

Julgamento

Ao julgar o caso, a 1ª Câmara Criminal negou o recurso afirmando haver controvérsias a cerca do crime. “Havendo controvérsia acerca do crime, a fim de se esclarecer se o delito foi culposo ou doloso, compete ao Tribunal do Júri,  o encargo de julgar o réu pronunciado, acatando ou não a tese da acusação”.

Yuri da Silveira foi expulso da Polícia Militar em novembro de 2010. Ele será julgado por homicídio duplamente qualificado (motivo fútil e mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima) e lesão corporal contra o pai do adolescente.

Publicidade

Dê sua opinião

Com recurso negado, ex-policial acusado de matar Bruce Cristian vai a júri popular

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Ceará (MP-CE), a morte do adolescente decorreu de ação imprudente e precipitada por parte do ex-policial

Por Matheus Ribeiro em Polícia

11 de dezembro de 2012 às 19:12

Há 7 anos

O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) manteve a decisão de levar o ex-policial militar Yuri da Silveira Alves a júri popular. Ele é acusado de matar o adolescente Bruce Cristian Souza Oliveira em julho de 2010, no cruzamento da Avenida Desembargador Moreira com a Rua Padre Valdevino, em Fortaleza, quando estava na garupa da moto do pai. A 1ª Câmara Criminal foi a responsável por essa determinação.

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Ceará (MP-CE), a morte do adolescente decorreu de ação imprudente e precipitada por parte do ex-policial, que atuava no Ronda do Quarteirão. Já a defesa sustentou não ter havido conduta dolosa por parte do acusado.

Pedido de recurso

Em fevereiro deste ano, a juíza Valência Aquino, da 5ª Vara do Júri do Fórum Clóvis Beviláqua, determinou que o acusado fosse submetido a júri popular. Para reverter a situação,  o ex-policial entrou com recurso argumentando que não teve a intenção de matar a vítima, mas apenas de atirar no pneu da moto. Alegou ainda que o treinamento oferecido pelo Estado, durante curso de formação, foi insuficiente e determinante para o ocorrido.

Julgamento

Ao julgar o caso, a 1ª Câmara Criminal negou o recurso afirmando haver controvérsias a cerca do crime. “Havendo controvérsia acerca do crime, a fim de se esclarecer se o delito foi culposo ou doloso, compete ao Tribunal do Júri,  o encargo de julgar o réu pronunciado, acatando ou não a tese da acusação”.

Yuri da Silveira foi expulso da Polícia Militar em novembro de 2010. Ele será julgado por homicídio duplamente qualificado (motivo fútil e mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima) e lesão corporal contra o pai do adolescente.