Aracoiaba: ex-companheiro mata mulher no meio da rua - Noticias


Aracoiaba: ex-companheiro mata mulher no meio da rua

A vítima tentou se refugiar no banheiro da casa da vizinha, mas o homem arrombou a residência e arrastou a mulher até a rua

Por Tribuna do Ceará em Polícia

7 de dezembro de 2009 às 08:26

Há 10 anos

Mais um caso de ex-companheiro que executa mulher por não aceitar o fim do relacionamento. Desta vez, a vítima foi Maria Antônia da Silva Costa, 29, em Aracoiaba, a 83 quilômetros de Fortaleza. Ela levou oito perfurações a faca no corpo na tarde de ontem (6), após ser humilhada no meio da rua.

José Pereira de Abreu, 41, apresentava sintomas de embriaguez quando avistou a mulher na rua. Ele correu atrás de Maria que, por sua vez, conseguiu entrar na casa de uma vizinha e se esconder no banheiro da residência. O homem arrombou a porta da casa e achou a ex-mulher.

José arrastou-a pelo braço até a rua e lá praticou o crime, na frente da população. O acusado fugiu logo após o assassinato.

O casal estava separado há cerca de um mês, mas o homem não se conformava com o fim do relacionamento.

Publicidade

Dê sua opinião

Aracoiaba: ex-companheiro mata mulher no meio da rua

A vítima tentou se refugiar no banheiro da casa da vizinha, mas o homem arrombou a residência e arrastou a mulher até a rua

Por Tribuna do Ceará em Polícia

7 de dezembro de 2009 às 08:26

Há 10 anos

Mais um caso de ex-companheiro que executa mulher por não aceitar o fim do relacionamento. Desta vez, a vítima foi Maria Antônia da Silva Costa, 29, em Aracoiaba, a 83 quilômetros de Fortaleza. Ela levou oito perfurações a faca no corpo na tarde de ontem (6), após ser humilhada no meio da rua.

José Pereira de Abreu, 41, apresentava sintomas de embriaguez quando avistou a mulher na rua. Ele correu atrás de Maria que, por sua vez, conseguiu entrar na casa de uma vizinha e se esconder no banheiro da residência. O homem arrombou a porta da casa e achou a ex-mulher.

José arrastou-a pelo braço até a rua e lá praticou o crime, na frente da população. O acusado fugiu logo após o assassinato.

O casal estava separado há cerca de um mês, mas o homem não se conformava com o fim do relacionamento.