Ex-presidiário encontrado morto a tiros em Itaitinga - Noticias


Ex-presidiário encontrado morto a tiros em Itaitinga

Na terça-feira, ele furtou o fogão da mãe dele e trocou por crack

Por Tribuna do Ceará em Polícia

24 de novembro de 2010 às 09:47

Há 9 anos

Foto: Walbert Costa

O ex-presidiário Antônio Mardônio da Silva Freitas, 25, foi encontrado morto na manhã desta quarta-feira (24), à margem da CE-350, localidade de Carapió, em Itaitinga, no limite com Pacatuba. O corpo dele apresentava cinco perfurações a bala, todas na cabeça. Ele era usuário de drogas e já tinha sofrido três tentativas de homicídio.

Leia mais:
Ex-presidiário é morto dentro de casa, pelo ex-cunhado
Viciado em drogas é morto a tiros no Jangurussu

Os policiais que compareceram ao local do crime foram informados que Mardônio Freitas era pintor de paredes, no entanto passou a cometer pequenos furtos para sustentar o vício e foi parar na cadeia. Na manhã desta terça-feira, ele levou o fogão da mãe dele a uma “bocada” e trocou por “pedras” de crack. Ao saber o história, a mulher foi ao ponto de venda de drogas e recuperou o objeto.

Para os policiais civis lotados na na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o fato de a mãe de Mardônio Freitas ter ido buscar o fogão dela na “bocada” não significa que seja o principal motivo do crime.

O maior objetivo é identificar os autores das três tentativas de homicídio. Tudo leva a crer que eles são os mesmos que mataram o rapaz nesta quarta-feira.

Redação Jangadeiro Online, com informações da repórter Emanuella Braga

Publicidade

Dê sua opinião

Ex-presidiário encontrado morto a tiros em Itaitinga

Na terça-feira, ele furtou o fogão da mãe dele e trocou por crack

Por Tribuna do Ceará em Polícia

24 de novembro de 2010 às 09:47

Há 9 anos

Foto: Walbert Costa

O ex-presidiário Antônio Mardônio da Silva Freitas, 25, foi encontrado morto na manhã desta quarta-feira (24), à margem da CE-350, localidade de Carapió, em Itaitinga, no limite com Pacatuba. O corpo dele apresentava cinco perfurações a bala, todas na cabeça. Ele era usuário de drogas e já tinha sofrido três tentativas de homicídio.

Leia mais:
Ex-presidiário é morto dentro de casa, pelo ex-cunhado
Viciado em drogas é morto a tiros no Jangurussu

Os policiais que compareceram ao local do crime foram informados que Mardônio Freitas era pintor de paredes, no entanto passou a cometer pequenos furtos para sustentar o vício e foi parar na cadeia. Na manhã desta terça-feira, ele levou o fogão da mãe dele a uma “bocada” e trocou por “pedras” de crack. Ao saber o história, a mulher foi ao ponto de venda de drogas e recuperou o objeto.

Para os policiais civis lotados na na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o fato de a mãe de Mardônio Freitas ter ido buscar o fogão dela na “bocada” não significa que seja o principal motivo do crime.

O maior objetivo é identificar os autores das três tentativas de homicídio. Tudo leva a crer que eles são os mesmos que mataram o rapaz nesta quarta-feira.

Redação Jangadeiro Online, com informações da repórter Emanuella Braga