Mulher morre ao tentar proteger filhos durante tiroteio


Mulher morre ao tentar proteger filhos durante tiroteio

Ana Cláudia de Morais tentou salvar os filhos e acabou atingida por disparos no Bairro Tancredo Neves

Por Rodrigo Cavalcante em Polícia

24 de outubro de 2012 às 08:13

Há 7 anos

Uma mulher, de 30 anos, morreu ao ser atingida por uma bala perdida, na noite dessa terça-feira (23), no cruzamento da Avenida José Leon com a Rua Frei Caneca, no Bairro Tancredo Neves, em Fortaleza.

De acordo com a polícia, Ana Cláudia de Morais Ferreira voltava da escola com os filhos, de 3 e 5 anos, quando começou o tiroteio. Ela foi para frente das crianças para evitar que fossem baleadas, mas acabou sendo atingida por um disparo na cabeça e não resistiu aos ferimentos.

O alvo dos acusados, que estavam em uma motocicleta, era Raimundo Maurílio, de 25 anos. Ele também foi atingido e está internado no Instituto Dr. José Frota (IJF).

A família de Ana Cláudia informou que a prima dela já havia sido vítima de bala perdida na comunidade, há sete anos. Segundo a polícia, o tiroteio aconteceu devido à rivalidade das gangues na região. O caso vai ser investigado pela Divisão de Homicídios. Ninguém foi preso.

Com informações do repórter Jefferson Abreu

Publicidade

Dê sua opinião

Mulher morre ao tentar proteger filhos durante tiroteio

Ana Cláudia de Morais tentou salvar os filhos e acabou atingida por disparos no Bairro Tancredo Neves

Por Rodrigo Cavalcante em Polícia

24 de outubro de 2012 às 08:13

Há 7 anos

Uma mulher, de 30 anos, morreu ao ser atingida por uma bala perdida, na noite dessa terça-feira (23), no cruzamento da Avenida José Leon com a Rua Frei Caneca, no Bairro Tancredo Neves, em Fortaleza.

De acordo com a polícia, Ana Cláudia de Morais Ferreira voltava da escola com os filhos, de 3 e 5 anos, quando começou o tiroteio. Ela foi para frente das crianças para evitar que fossem baleadas, mas acabou sendo atingida por um disparo na cabeça e não resistiu aos ferimentos.

O alvo dos acusados, que estavam em uma motocicleta, era Raimundo Maurílio, de 25 anos. Ele também foi atingido e está internado no Instituto Dr. José Frota (IJF).

A família de Ana Cláudia informou que a prima dela já havia sido vítima de bala perdida na comunidade, há sete anos. Segundo a polícia, o tiroteio aconteceu devido à rivalidade das gangues na região. O caso vai ser investigado pela Divisão de Homicídios. Ninguém foi preso.

Com informações do repórter Jefferson Abreu