Palpites para Copa: seleção brasileira não é unanimidade entre vereadores de Fortaleza


Palpites para Copa: seleção brasileira não é unanimidade entre vereadores de Fortaleza

Alemanha e Espanha são citados nos palpites para o resultado da Copa do Mundo

Por Pedro Alves em Política

12 de junho de 2014 às 12:57

Há 5 anos
Vereadores reunidos no plenário da Câmara (foto: CMFor)

Vereadores reunidos no plenário da Câmara (foto: CMFor)

A Copa do Mundo é no Brasil, Fortaleza é cidade-sede, que vai receber seis jogos, mas, entre os vereadores da capital cearense, a seleção brasileira não é unanimidade nas apostas para o resultado no mundial. O Tribuna do Ceará conversou com 62% dos parlamentares de Fortaleza e, entre estes, dois declararam que apostam em Espanha e Alemanha como vencedores do mundial. Outro – que provavelmente também não aposta no Brasil – achou melhor não revelar seu palpite. Os demais apostam fichas no time de Felipão.

O vereador Paulo Diógenes (PSD) disse que a Espanha mostrou ter o melhor futebol na Copa das Confederações. “Acho que, pelo desempenho da seleção espanhola na Copa do ano passado, quem leva o título são eles”, comentou. Já o vereador Fábio Braga (PTN) acredita que questões políticas devem interferir no desempenho dos jogadores. “Não sinto o País mobilizado a favor da Copa. Além das manifestações, que mexem com os jogadores, foram poucas as obras prometidas para a Copa que ficaram concluídos. Acho que esses fatores interferem”, opinou. Para ele, quem leva o título é a Alemanha.

Receoso em revelar à reportagem seu palpite para a Copa do Mundo, o vereador Vitor Valim (PMDB) preferiu não responder. Mas disse que, como brasileiro, está na torcida pela seleção verde e amarela. Aliás, todos os vereadores consultados responderam que torcem pelo Brasil, independentemente da seleção que acreditam ser a favorita para receber a taça.

Copa e manifestações.

O vereador Márcio Cruz (Pros) discorda de Fábio Braga e diz que manifestações não devem atrapalhar o desempenho da seleção brasileira. Ele aposta que a Copa do Mundo não será acompanhada de grandes, violentos e volumosos protestos nas ruas, como em junho do ano passado, na Copa das Confederações.

“O povo acordou e percebeu que estava sendo usado como massa de manobra, por isso, agora vai ser diferente. Já estamos vivendo a emoção de uma copa, as comunidades já se mobilizam para torcer”, disse. Vaidon Oliveira (PSDC) reforçou a ideia. Segundo ele, os jogadores já esperam a muito tempo pela Copa, e vem nela uma oportunidade para aparecer na “vitrine” para o mundo. “Quem está no campo não vai ter tempo de pensar em protestos. O vereador Alípio Rodrigues (PTN) se mostrou preocupado com os protestos. “Tem mais vândalos do que pessoas protestando de verdade. Isso assusta as crianças, as moças, as senhoras e as famílias”, afirmou.

Outros vereadores demoraram a responder à enquete. Perguntado mais de uma vez, o vereador Carlos Mesquita (PMDB) fez discurso de político: “Quem vai levar essa taça é a oposição, por que a presidente Dilma Rousseff não cumpriu as promessas que fez ao povo brasileiro. O Ronaldo tem razão”, disse, em referência à entrevista em que o ex-jogador declarou ter vergonha dos preparativos do mundial, feitos pelo governo federal.

Publicidade

Dê sua opinião

Palpites para Copa: seleção brasileira não é unanimidade entre vereadores de Fortaleza

Alemanha e Espanha são citados nos palpites para o resultado da Copa do Mundo

Por Pedro Alves em Política

12 de junho de 2014 às 12:57

Há 5 anos
Vereadores reunidos no plenário da Câmara (foto: CMFor)

Vereadores reunidos no plenário da Câmara (foto: CMFor)

A Copa do Mundo é no Brasil, Fortaleza é cidade-sede, que vai receber seis jogos, mas, entre os vereadores da capital cearense, a seleção brasileira não é unanimidade nas apostas para o resultado no mundial. O Tribuna do Ceará conversou com 62% dos parlamentares de Fortaleza e, entre estes, dois declararam que apostam em Espanha e Alemanha como vencedores do mundial. Outro – que provavelmente também não aposta no Brasil – achou melhor não revelar seu palpite. Os demais apostam fichas no time de Felipão.

O vereador Paulo Diógenes (PSD) disse que a Espanha mostrou ter o melhor futebol na Copa das Confederações. “Acho que, pelo desempenho da seleção espanhola na Copa do ano passado, quem leva o título são eles”, comentou. Já o vereador Fábio Braga (PTN) acredita que questões políticas devem interferir no desempenho dos jogadores. “Não sinto o País mobilizado a favor da Copa. Além das manifestações, que mexem com os jogadores, foram poucas as obras prometidas para a Copa que ficaram concluídos. Acho que esses fatores interferem”, opinou. Para ele, quem leva o título é a Alemanha.

Receoso em revelar à reportagem seu palpite para a Copa do Mundo, o vereador Vitor Valim (PMDB) preferiu não responder. Mas disse que, como brasileiro, está na torcida pela seleção verde e amarela. Aliás, todos os vereadores consultados responderam que torcem pelo Brasil, independentemente da seleção que acreditam ser a favorita para receber a taça.

Copa e manifestações.

O vereador Márcio Cruz (Pros) discorda de Fábio Braga e diz que manifestações não devem atrapalhar o desempenho da seleção brasileira. Ele aposta que a Copa do Mundo não será acompanhada de grandes, violentos e volumosos protestos nas ruas, como em junho do ano passado, na Copa das Confederações.

“O povo acordou e percebeu que estava sendo usado como massa de manobra, por isso, agora vai ser diferente. Já estamos vivendo a emoção de uma copa, as comunidades já se mobilizam para torcer”, disse. Vaidon Oliveira (PSDC) reforçou a ideia. Segundo ele, os jogadores já esperam a muito tempo pela Copa, e vem nela uma oportunidade para aparecer na “vitrine” para o mundo. “Quem está no campo não vai ter tempo de pensar em protestos. O vereador Alípio Rodrigues (PTN) se mostrou preocupado com os protestos. “Tem mais vândalos do que pessoas protestando de verdade. Isso assusta as crianças, as moças, as senhoras e as famílias”, afirmou.

Outros vereadores demoraram a responder à enquete. Perguntado mais de uma vez, o vereador Carlos Mesquita (PMDB) fez discurso de político: “Quem vai levar essa taça é a oposição, por que a presidente Dilma Rousseff não cumpriu as promessas que fez ao povo brasileiro. O Ronaldo tem razão”, disse, em referência à entrevista em que o ex-jogador declarou ter vergonha dos preparativos do mundial, feitos pelo governo federal.