Aplicativo cearense permite usuário unir políticos adversários no mesmo santinho


Aplicativo cearense permite usuário unir políticos adversários no mesmo santinho

Cartaz Digital é a ferramente on-line que permite a criação, por parte do internauta, do seu próprio material de campanha, com liberdade para colocar lado a lado, se preferir, políticos de coligações adversárias

Por Pedro Alves em Política

4 de agosto de 2014 às 12:25

Há 5 anos
Cartaz Digital já está funcionando

Eis a cara do Cartaz Digital, projeto do Tribuna do Ceará (foto:Reprodução)

Aplicativo lançado pelo Tribuna do Ceará permite aos internautas escolher e divulgar, na Internet, suas opções de voto para governador, senador e presidente. Essa é a proposta da ferramenta Cartaz Digital – lançada originalmente no período pré-convencional das eleições e reorganizado para a campanha. Agora, em vez dos nomes dos pré-candidatos, o Cartaz Digital apresenta as listas de todos os candidatos registrados para as três vagas majoritárias.

Funciona assim: ao se cadastrar, através do Facebook, o usuário do Cartaz é apresentado a uma lista com as opções de voto para senador. Além do nome e foto dos candidatos Tasso Jereissati (PSDB), Raquel Dias (PSTU), Geovana Cartaxo (PSB) e Mauro Filho (Pros), as opções de voto branco ou nulo também foram incluídas. O internauta indica seu voto e passa para a etapa seguinte: escolher o candidato a governador, entre as opções Eunício Oliveira (PMDB), Camilo Santana (PT), Eliane Novais (PSB), Ailton Lopes (Psol), branco e nulo. Por fim, escolhe-se o candidato a presidente, entre os 11 candidatos registrados, branco ou nulo.

Feitas as opções, o sistema do Cartaz Digital gera um “santinho” virtual, com as fotos e os nomes dos escolhidos. O usuário personaliza as cores usadas e o tamanho das letras, além da imagem de fundo (background). Está feito o cartaz digital personalizado, pronto para ser divulgado e compartilhado nas redes sociais. Como a escolha dos candidatos é feita livremente por cada usuário, o Cartaz Digital permite a criação, por parte do internauta, do seu próprio material de campanha, incluindo a possibilidade de unir, lado a lado (pelo menos na imagem), políticos adversário, que não apareceriam juntos, devido à rivalidade política.

Um dos princípios do projeto é que a campanha na Internet, através do santinho virtual, ajuda a preservar uma cidade livre da poluição nas ruas, comum em qualquer campanha eleitoral. O Cartaz Digital não tem metodologia – nem objetivo – que o caracterize como pesquisa eleitoral. O aplicativo está disponível somente em versão web, com acesso por navegadores.

Para acessar: http://tribunadoceara.com.br/especiais/cartaz-digital

Publicidade

Dê sua opinião

Aplicativo cearense permite usuário unir políticos adversários no mesmo santinho

Cartaz Digital é a ferramente on-line que permite a criação, por parte do internauta, do seu próprio material de campanha, com liberdade para colocar lado a lado, se preferir, políticos de coligações adversárias

Por Pedro Alves em Política

4 de agosto de 2014 às 12:25

Há 5 anos
Cartaz Digital já está funcionando

Eis a cara do Cartaz Digital, projeto do Tribuna do Ceará (foto:Reprodução)

Aplicativo lançado pelo Tribuna do Ceará permite aos internautas escolher e divulgar, na Internet, suas opções de voto para governador, senador e presidente. Essa é a proposta da ferramenta Cartaz Digital – lançada originalmente no período pré-convencional das eleições e reorganizado para a campanha. Agora, em vez dos nomes dos pré-candidatos, o Cartaz Digital apresenta as listas de todos os candidatos registrados para as três vagas majoritárias.

Funciona assim: ao se cadastrar, através do Facebook, o usuário do Cartaz é apresentado a uma lista com as opções de voto para senador. Além do nome e foto dos candidatos Tasso Jereissati (PSDB), Raquel Dias (PSTU), Geovana Cartaxo (PSB) e Mauro Filho (Pros), as opções de voto branco ou nulo também foram incluídas. O internauta indica seu voto e passa para a etapa seguinte: escolher o candidato a governador, entre as opções Eunício Oliveira (PMDB), Camilo Santana (PT), Eliane Novais (PSB), Ailton Lopes (Psol), branco e nulo. Por fim, escolhe-se o candidato a presidente, entre os 11 candidatos registrados, branco ou nulo.

Feitas as opções, o sistema do Cartaz Digital gera um “santinho” virtual, com as fotos e os nomes dos escolhidos. O usuário personaliza as cores usadas e o tamanho das letras, além da imagem de fundo (background). Está feito o cartaz digital personalizado, pronto para ser divulgado e compartilhado nas redes sociais. Como a escolha dos candidatos é feita livremente por cada usuário, o Cartaz Digital permite a criação, por parte do internauta, do seu próprio material de campanha, incluindo a possibilidade de unir, lado a lado (pelo menos na imagem), políticos adversário, que não apareceriam juntos, devido à rivalidade política.

Um dos princípios do projeto é que a campanha na Internet, através do santinho virtual, ajuda a preservar uma cidade livre da poluição nas ruas, comum em qualquer campanha eleitoral. O Cartaz Digital não tem metodologia – nem objetivo – que o caracterize como pesquisa eleitoral. O aplicativo está disponível somente em versão web, com acesso por navegadores.

Para acessar: http://tribunadoceara.com.br/especiais/cartaz-digital