Cassação de André Figueiredo depende do voto de Cid Marconi - Noticias


Cassação de André Figueiredo depende do voto de Cid Marconi

Se não for concluído até o próximo dia 27 de janeiro, o julgamento “perde o objeto” e o parlamentar também ficará livre da imposição da pena de inelegibilidade por oito anos

Por Tribuna do Ceará em Política

26 de janeiro de 2011 às 13:23

Há 8 anos

André Figueiredo (PDT)

O julgamento que pode cassar o diploma do deputado federal André Figueiredo, presidente estadual do PDT, está em curso no Tribunal Regional Eleitoral. Com quatro votos a favor da cassação, a conclusão do julgamento ainda depende da manifestação do juiz Cid Marconi que pediu vistas do processo.

Se não for concluído até o próximo dia 27 de janeiro, o julgamento “perde o objeto” e o parlamentar também ficará livre da imposição da pena de inelegibilidade por oito anos.

Contra o Tempo
Todo o tempo e trabalho gastos na apuração e análise do processo terão sido em vão caso o juíz Cid Marconi se manifeste após o dia 27 de janeiro, data da última sessão do TRE em janeiro.  É que a legislatura dos deputados, iniciada em 2007, se encerra em 31 de janeiro de 2011. Assim, o julgamento realizado após esta data “perde o objeto”, uma vez que o diploma  a ser cassado “deixa de existir”.

O procurador regional eleitoral, Alessander Sales, fez um apelo ao juiz Cid Marconi para que o voto seja apresentado até a próxima quinta-feira  (27) possibilitando que a punição seja aplicada.

Continue lendo

Publicidade

Dê sua opinião

Cassação de André Figueiredo depende do voto de Cid Marconi

Se não for concluído até o próximo dia 27 de janeiro, o julgamento “perde o objeto” e o parlamentar também ficará livre da imposição da pena de inelegibilidade por oito anos

Por Tribuna do Ceará em Política

26 de janeiro de 2011 às 13:23

Há 8 anos

André Figueiredo (PDT)

O julgamento que pode cassar o diploma do deputado federal André Figueiredo, presidente estadual do PDT, está em curso no Tribunal Regional Eleitoral. Com quatro votos a favor da cassação, a conclusão do julgamento ainda depende da manifestação do juiz Cid Marconi que pediu vistas do processo.

Se não for concluído até o próximo dia 27 de janeiro, o julgamento “perde o objeto” e o parlamentar também ficará livre da imposição da pena de inelegibilidade por oito anos.

Contra o Tempo
Todo o tempo e trabalho gastos na apuração e análise do processo terão sido em vão caso o juíz Cid Marconi se manifeste após o dia 27 de janeiro, data da última sessão do TRE em janeiro.  É que a legislatura dos deputados, iniciada em 2007, se encerra em 31 de janeiro de 2011. Assim, o julgamento realizado após esta data “perde o objeto”, uma vez que o diploma  a ser cassado “deixa de existir”.

O procurador regional eleitoral, Alessander Sales, fez um apelo ao juiz Cid Marconi para que o voto seja apresentado até a próxima quinta-feira  (27) possibilitando que a punição seja aplicada.

Continue lendo