Deputado José Guimarães é hostilizado com "chuva" de dinheiro falso no aeroporto de Fortaleza - Noticias


Deputado José Guimarães é hostilizado com “chuva” de dinheiro falso no aeroporto de Fortaleza

O parlamentar cearense, líder do governo federal na Câmara, chegava a Fortaleza para participar de manifestação em favor de Dilma e Lula

Por Matheus Ribeiro em Política

1 de abril de 2016 às 08:50

Há 3 anos
Deputado chega à Fortaleza para participar de ato a favor do governo (FOTO: Divulgação)

Deputado chegava a Fortaleza para participar de ato a favor do governo (FOTO: Divulgação)

Em meio ao turbulento cenário político, o líder do governo federal na Câmara, o deputado José Guimarães (PT-CE), foi cercado e hostilizado com empurrões na tarde desta quinta-feira (31), por um grupo no desembarque do Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza. O cearense desembarcava na cidade para participar de um ato em defesa da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Lula quando foi surpreendido pelos protestantes.

Em um vídeo compartilhado nas redes sociais, é possível ver um grupo de cerca de dez pessoas jogando dinheiro falso e gritando contra o deputado e seu partido. Enquanto isso, uma mulher tenta segurá-lo. Durante o caminho ao carro, o grupo gritava “ladrão” e “fora, PT”.

Os xingamentos de “cuecão” por parte dos manifestantes fazem alusão à um episódio envolvendo o petista. Em 2005, quando o caso do Mensalão foi revelado, seu ex-assessor José Adalberto Vieira da Silva foi pego com cerca de US$ 100 mil escondidos na cueca, no aeroporto de São Paulo.

O parlamentar, então deputado estadual no Ceará, foi acusado de quebra de decoro por supostos R$ 250 mil que teria recebido no esquema de corrupção, mas acabou absolvido do processo pelo plenário da Assembleia Legislativa.

Em nota, Guimarães repudiou o protesto chamando as pessoas que lhe atacaram de “neofascistas”. Confira a nota:

“O deputado federal, José Guimarães, líder do governo Dilma na Câmara, vem a público manifestar seu mais veemente repúdio aos atos de violência e vandalismo cometidos por um grupo de neofascistas que o cercaram no momento de sua chegada a Fortaleza, no aeroporto Pinto Martins: O episódio é mais uma passagem lamentável do atual momento da política brasileira, marcada pelo ódio, pela perseguição e pela intolerância às posições divergentes. Conforta-me saber que aqueles que me agridem são os mesmos que veneram defensores da ditadura militar e suas atrocidades. Não me deixarei abater por agressores sectários. Enquanto alguns estavam no aeroporto para me agredir, milhares estavam esperando na Praça do Dragão do Mar. Sou forjado na luta, em mais de 30 anos de vida pública, sempre com muita coragem e trabalho. Assim como me atacam de forma covarde – da mesma forma que atacaram personagens do calibre do ministro Teori Zavascki e do jornalista Juca Kfouri, entre outros – atentam contra a democracia e a legalidade. Também por isso, jamais me curvarei.”

José Guimarães
Deputado federal

Confira o vídeo:

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15816450″]

Publicidade

Dê sua opinião

Deputado José Guimarães é hostilizado com “chuva” de dinheiro falso no aeroporto de Fortaleza

O parlamentar cearense, líder do governo federal na Câmara, chegava a Fortaleza para participar de manifestação em favor de Dilma e Lula

Por Matheus Ribeiro em Política

1 de abril de 2016 às 08:50

Há 3 anos
Deputado chega à Fortaleza para participar de ato a favor do governo (FOTO: Divulgação)

Deputado chegava a Fortaleza para participar de ato a favor do governo (FOTO: Divulgação)

Em meio ao turbulento cenário político, o líder do governo federal na Câmara, o deputado José Guimarães (PT-CE), foi cercado e hostilizado com empurrões na tarde desta quinta-feira (31), por um grupo no desembarque do Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza. O cearense desembarcava na cidade para participar de um ato em defesa da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Lula quando foi surpreendido pelos protestantes.

Em um vídeo compartilhado nas redes sociais, é possível ver um grupo de cerca de dez pessoas jogando dinheiro falso e gritando contra o deputado e seu partido. Enquanto isso, uma mulher tenta segurá-lo. Durante o caminho ao carro, o grupo gritava “ladrão” e “fora, PT”.

Os xingamentos de “cuecão” por parte dos manifestantes fazem alusão à um episódio envolvendo o petista. Em 2005, quando o caso do Mensalão foi revelado, seu ex-assessor José Adalberto Vieira da Silva foi pego com cerca de US$ 100 mil escondidos na cueca, no aeroporto de São Paulo.

O parlamentar, então deputado estadual no Ceará, foi acusado de quebra de decoro por supostos R$ 250 mil que teria recebido no esquema de corrupção, mas acabou absolvido do processo pelo plenário da Assembleia Legislativa.

Em nota, Guimarães repudiou o protesto chamando as pessoas que lhe atacaram de “neofascistas”. Confira a nota:

“O deputado federal, José Guimarães, líder do governo Dilma na Câmara, vem a público manifestar seu mais veemente repúdio aos atos de violência e vandalismo cometidos por um grupo de neofascistas que o cercaram no momento de sua chegada a Fortaleza, no aeroporto Pinto Martins: O episódio é mais uma passagem lamentável do atual momento da política brasileira, marcada pelo ódio, pela perseguição e pela intolerância às posições divergentes. Conforta-me saber que aqueles que me agridem são os mesmos que veneram defensores da ditadura militar e suas atrocidades. Não me deixarei abater por agressores sectários. Enquanto alguns estavam no aeroporto para me agredir, milhares estavam esperando na Praça do Dragão do Mar. Sou forjado na luta, em mais de 30 anos de vida pública, sempre com muita coragem e trabalho. Assim como me atacam de forma covarde – da mesma forma que atacaram personagens do calibre do ministro Teori Zavascki e do jornalista Juca Kfouri, entre outros – atentam contra a democracia e a legalidade. Também por isso, jamais me curvarei.”

José Guimarães
Deputado federal

Confira o vídeo:

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15816450″]