Em campanha acirrada, Roberto Cláudio e Capitão Wagner participam de debate ao vivo

SISTEMA JANGADEIRO

Em campanha acirrada, Roberto Cláudio e Capitão Wagner participam de debate ao vivo

O debate começa às 12h20min, após o horário eleitoral gratuito, e será transmitido em todos os veículos do Sistema Jangadeiro

Por Tribuna do Ceará em Política

25 de outubro de 2016 às 07:00

Há 3 anos

selo-03Os candidatos à Prefeitura de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT) e Capitão Wagner (PR), têm novo confronto nesta terça-feira (25), durante debate do Sistema Jangadeiro de Comunicação. Em meio a campanha acirrada, com ações judiciais, propagandas suspensas e ataques mútuos, ambos terão oportunidade de apresentar propostas e se defender das acusações do adversário.

O debate começa às 12h20min, após o horário eleitoral gratuito, e será transmitido em todos os veículos do grupo: TV Jangadeiro/SBT, Nordestv/Band, Rádio Tribuna Bandnews FM 101.7, Rádio Jangadeiro FM 88.9, pelo Tribuna do Ceará e pelo Facebook Live do Tribuna do Ceará.

O encontro será realizado no teatro Nadir Papi Sabóia, do Sistema de Ensino Farias Brito. O debate terá cinco blocos. No primeiro, os candidatos vão responder a questionamentos de universitários presentes na plateia. Nos três blocos seguintes, haverá confronto direto entre os adversários que disputam o pleito, com temas livres. O debate será finalizado com uma pergunta comum a ambos os candidatos. A mediação será da diretora de jornalismo do Sistema Jangadeiro, Isabela Martin.

Na reta final das eleições 2016, os candidatos têm subido o tom no debate. Só no último final de semana, foram deferidos mais de 10 direitos de resposta pela Justiça Eleitoral em favor de Roberto Cláudio, contra propagandas veiculadas por Capitão Wagner. Na pesquisa de intenção de voto O POVO/Datafolha, divulgada no sábado (22), o atual prefeito apareceu com 45% das intenções de voto, contra 36% do candidato do PR, uma redução de 5 pontos percentuais na diferença, em comparação com a pesquisa anterior, na qual estavam separados por 14 pontos percentuais.

Em entrevista à Tribuna Bandnews FM, o atual prefeito, Roberto Cláudio, ressaltou que deve reforçar as propostas de governo durante o debate, o que, para ele, “é o que mais interessa a população”. Já Capitão Wagner disse que pretende “desmitificar lendas criadas pelo adversário” e “mostrar a tranquilidade” na reta final.

A expectativa é de que o confronto entre os candidatos a prefeito da quinta maior capital do Brasil tenha um alcance de mais de 1 milhão de pessoas através de todos os canais de comunicação.

Confira o perfil de cada candidato:

Roberto Cláudio é candidato à reeleição. (Foto: Jéssica Welma/Tribuna do Ceará)

Roberto Cláudio é candidato à reeleição. (Foto: Jéssica Welma/Tribuna do Ceará)

Roberto Cláudio (PDT)
Atual prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio lidera as pesquisas desde o começo da campanha eleitoral. Disputou a prefeitura pela primeira vez em 2012 e derrotou o candidato petista Elmano de Freitas no segundo turno. Seu vice é o deputado federal mais votado do Estado, Moroni Torgan (DEM) que, pela primeira vez, em quase duas décadas, não é candidato à Prefeitura de Fortaleza.

Na disputa em 2° turno, Roberto Cláudio largou com 9% de vantagem, com 524.973 votos (40,81%), contra 400.802 votos de Capitão Wagner (31,15%).

Quem é:
Roberto Cláudio Rodrigues Bezerra nasceu em Fortaleza, em 15 de agosto de 1975. É casado com Carol Bezerra e tem duas filhas, Isabela e Roberta. É formado em medicina pela Universidade Federal do Ceará (UFC), com mestrado e PhD em Saúde Pública pela Universidade do Arizona (EUA).

Entrou para a política em 2006, quando foi eleito deputado estadual pelo PPS. Já no primeiro mandato foi vice-líder do então governador Cid Gomes (PDT), seu padrinho político. Reeleito em 2010, já no PSB, tornou-se presidente da Assembleia Legislativa do Ceará em 2011.

Foi lançado à Prefeitura de Fortaleza em 2012 apoiado pelo governador Cid Gomes, em segundo mandato à frente do Governo do Estado, após quebra de aliança com o PT da então prefeita Luizianne Lins.

Algumas de suas propostas:
– Implantar mais 130 quilômetros de corredores e faixas exclusivas de ônibus.
– Recuperar e iluminar 200 praças e implantar programa de manutenção permanente para aparelhos de ginástica e brinquedos.
– Concluir o IJF 2, criando mais 203 leitos, nova UTI e novo centro cirúrgico, com nove salas de cirurgia.
– Efetivar 500 guardas municipais e contratar outros 500 agentes para implantar novo esquema de segurança, com postos de vigilâncias nas praças, areninhas e bairros.
– Entregar mais 13 mil novas moradias para famílias de baixa renda.

Capitão Wagner enfrenta Roberto Cláudio no 2° turno. (Foto: Jéssica Welma/Tribuna do Ceará)

Capitão Wagner enfrenta Roberto Cláudio no 2° turno. (Foto: Jéssica Welma/Tribuna do Ceará)

Capitão Wagner (PR)
O candidato do PR possui uma das carreiras mais meteóricas da política cearense. Suplente na eleição de 2010, quando obteve 28.818 votos, tornou-se o vereador mais votado de Fortaleza em 2012 e, em seguida, o deputado estadual mais votado em 2014. Ganhou projeção no Estado quando liderou a greve da Polícia Militar na virada do ano de 2011 para 2012.

Dessa vez, Wagner faz sua primeira empreitada em busca do Poder Executivo, apoiado por tradicionais nomes da política cearense e pela categoria dos policiais, a qual representa. Seu discurso político tem base principalmente na área da segurança pública, pela qual ficou conhecido.

Quem é:
Wagner Sousa Gomes nasceu em 21 de janeiro de 1979, em Santo Amaro (SP). Mudou-se para o Ceará ainda criança, para o bairro João XXIII, na periferia de Fortaleza. É casado com Dayany Bittencourt e pai da Rayane e do Felipe.

Em 2009, foi aprovado no concurso da Polícia Rodoviária Federal, mas não assumiu a vaga. Bacharel em Segurança Pública, diploma conferido a todos que passam três anos estudando para ser oficial da Polícia Militar, Wagner dava aula em cursinhos preparatórios para concursos.

Desde que foi eleito deputado estadual, sua candidatura à Prefeitura de Fortaleza era cotada como uma das mais fortes.

Algumas de suas propostas:
– Armar e equipar a Guarda Municipal
– Realizar concurso para a Secretaria da Cultura
– Implantar o programa “Cidadão do Futuro” para tirar jovens do crime
– Manter as escolas abertas de domingo a domingo
– Implantar o Passe Livre para os estudantes da Capital

Publicidade

Dê sua opinião

SISTEMA JANGADEIRO

Em campanha acirrada, Roberto Cláudio e Capitão Wagner participam de debate ao vivo

O debate começa às 12h20min, após o horário eleitoral gratuito, e será transmitido em todos os veículos do Sistema Jangadeiro

Por Tribuna do Ceará em Política

25 de outubro de 2016 às 07:00

Há 3 anos

selo-03Os candidatos à Prefeitura de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT) e Capitão Wagner (PR), têm novo confronto nesta terça-feira (25), durante debate do Sistema Jangadeiro de Comunicação. Em meio a campanha acirrada, com ações judiciais, propagandas suspensas e ataques mútuos, ambos terão oportunidade de apresentar propostas e se defender das acusações do adversário.

O debate começa às 12h20min, após o horário eleitoral gratuito, e será transmitido em todos os veículos do grupo: TV Jangadeiro/SBT, Nordestv/Band, Rádio Tribuna Bandnews FM 101.7, Rádio Jangadeiro FM 88.9, pelo Tribuna do Ceará e pelo Facebook Live do Tribuna do Ceará.

O encontro será realizado no teatro Nadir Papi Sabóia, do Sistema de Ensino Farias Brito. O debate terá cinco blocos. No primeiro, os candidatos vão responder a questionamentos de universitários presentes na plateia. Nos três blocos seguintes, haverá confronto direto entre os adversários que disputam o pleito, com temas livres. O debate será finalizado com uma pergunta comum a ambos os candidatos. A mediação será da diretora de jornalismo do Sistema Jangadeiro, Isabela Martin.

Na reta final das eleições 2016, os candidatos têm subido o tom no debate. Só no último final de semana, foram deferidos mais de 10 direitos de resposta pela Justiça Eleitoral em favor de Roberto Cláudio, contra propagandas veiculadas por Capitão Wagner. Na pesquisa de intenção de voto O POVO/Datafolha, divulgada no sábado (22), o atual prefeito apareceu com 45% das intenções de voto, contra 36% do candidato do PR, uma redução de 5 pontos percentuais na diferença, em comparação com a pesquisa anterior, na qual estavam separados por 14 pontos percentuais.

Em entrevista à Tribuna Bandnews FM, o atual prefeito, Roberto Cláudio, ressaltou que deve reforçar as propostas de governo durante o debate, o que, para ele, “é o que mais interessa a população”. Já Capitão Wagner disse que pretende “desmitificar lendas criadas pelo adversário” e “mostrar a tranquilidade” na reta final.

A expectativa é de que o confronto entre os candidatos a prefeito da quinta maior capital do Brasil tenha um alcance de mais de 1 milhão de pessoas através de todos os canais de comunicação.

Confira o perfil de cada candidato:

Roberto Cláudio é candidato à reeleição. (Foto: Jéssica Welma/Tribuna do Ceará)

Roberto Cláudio é candidato à reeleição. (Foto: Jéssica Welma/Tribuna do Ceará)

Roberto Cláudio (PDT)
Atual prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio lidera as pesquisas desde o começo da campanha eleitoral. Disputou a prefeitura pela primeira vez em 2012 e derrotou o candidato petista Elmano de Freitas no segundo turno. Seu vice é o deputado federal mais votado do Estado, Moroni Torgan (DEM) que, pela primeira vez, em quase duas décadas, não é candidato à Prefeitura de Fortaleza.

Na disputa em 2° turno, Roberto Cláudio largou com 9% de vantagem, com 524.973 votos (40,81%), contra 400.802 votos de Capitão Wagner (31,15%).

Quem é:
Roberto Cláudio Rodrigues Bezerra nasceu em Fortaleza, em 15 de agosto de 1975. É casado com Carol Bezerra e tem duas filhas, Isabela e Roberta. É formado em medicina pela Universidade Federal do Ceará (UFC), com mestrado e PhD em Saúde Pública pela Universidade do Arizona (EUA).

Entrou para a política em 2006, quando foi eleito deputado estadual pelo PPS. Já no primeiro mandato foi vice-líder do então governador Cid Gomes (PDT), seu padrinho político. Reeleito em 2010, já no PSB, tornou-se presidente da Assembleia Legislativa do Ceará em 2011.

Foi lançado à Prefeitura de Fortaleza em 2012 apoiado pelo governador Cid Gomes, em segundo mandato à frente do Governo do Estado, após quebra de aliança com o PT da então prefeita Luizianne Lins.

Algumas de suas propostas:
– Implantar mais 130 quilômetros de corredores e faixas exclusivas de ônibus.
– Recuperar e iluminar 200 praças e implantar programa de manutenção permanente para aparelhos de ginástica e brinquedos.
– Concluir o IJF 2, criando mais 203 leitos, nova UTI e novo centro cirúrgico, com nove salas de cirurgia.
– Efetivar 500 guardas municipais e contratar outros 500 agentes para implantar novo esquema de segurança, com postos de vigilâncias nas praças, areninhas e bairros.
– Entregar mais 13 mil novas moradias para famílias de baixa renda.

Capitão Wagner enfrenta Roberto Cláudio no 2° turno. (Foto: Jéssica Welma/Tribuna do Ceará)

Capitão Wagner enfrenta Roberto Cláudio no 2° turno. (Foto: Jéssica Welma/Tribuna do Ceará)

Capitão Wagner (PR)
O candidato do PR possui uma das carreiras mais meteóricas da política cearense. Suplente na eleição de 2010, quando obteve 28.818 votos, tornou-se o vereador mais votado de Fortaleza em 2012 e, em seguida, o deputado estadual mais votado em 2014. Ganhou projeção no Estado quando liderou a greve da Polícia Militar na virada do ano de 2011 para 2012.

Dessa vez, Wagner faz sua primeira empreitada em busca do Poder Executivo, apoiado por tradicionais nomes da política cearense e pela categoria dos policiais, a qual representa. Seu discurso político tem base principalmente na área da segurança pública, pela qual ficou conhecido.

Quem é:
Wagner Sousa Gomes nasceu em 21 de janeiro de 1979, em Santo Amaro (SP). Mudou-se para o Ceará ainda criança, para o bairro João XXIII, na periferia de Fortaleza. É casado com Dayany Bittencourt e pai da Rayane e do Felipe.

Em 2009, foi aprovado no concurso da Polícia Rodoviária Federal, mas não assumiu a vaga. Bacharel em Segurança Pública, diploma conferido a todos que passam três anos estudando para ser oficial da Polícia Militar, Wagner dava aula em cursinhos preparatórios para concursos.

Desde que foi eleito deputado estadual, sua candidatura à Prefeitura de Fortaleza era cotada como uma das mais fortes.

Algumas de suas propostas:
– Armar e equipar a Guarda Municipal
– Realizar concurso para a Secretaria da Cultura
– Implantar o programa “Cidadão do Futuro” para tirar jovens do crime
– Manter as escolas abertas de domingo a domingo
– Implantar o Passe Livre para os estudantes da Capital