Ministério Público quer cassar diploma de Neto Nunes - Noticias


Ministério Público quer cassar diploma de Neto Nunes

O parlamentar foi condenado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE/CE) por compra de votos nas eleições de 2006

Por Tribuna do Ceará em Política

2 de fevereiro de 2011 às 19:45

Há 8 anos

O deputado estadual Neto Nunes, segundo secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, empossado na última terça-feira (1) por força de liminar judicial,poderá perder o mandato de deputado estadual. É que o Ministério Público Eleitoral no Ceará apresentou recurso contra a expedição de diploma ao parlamentar eleito pela coligação PSB/PT/PMDB/PP.

Leia também:
Liminar garante posse de Neto Nunes na Assembleia Legislativa
Ministério Público quer barrar posse de deputados eleitos

Neto Nunes está inelegível por ter sido condenado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE/CE) por compra de votos nas eleições de 2006 no município de Icó, no Centro-Sul do Estado, mas assumiu o mandato ao conseguir um liminar garantindo a vaga.

No recurso, o procurador regional eleitoral Alessander Sales solicita a cassação do diploma de deputado estadual conferido a ele. Também há como pedido, que o deputado estadual eleito apresente as contra-argumentos, se assim desejar, usando todos os meios de provas admitidos em direito para se defender da denúncia.

Segundo o TRE, ficou comprovada a responsabilidade de Neto Nunes e dos integrantes de sua coligação, direta ou indiretamente, por ter cometido, em 2006, uma série de irregularidades eleitorais.

O Recurso contra a expedição do diploma é protocolado no TRE/CE, mas é julgado no Tribunal Superior Eleitoral, cabendo ao TRE/CE encaminhar os autos a Brasília.

 

Redação Jangadeiro Online com informações da Assessoria de Comunicação Social Ministério Público Federal no Ceará

Publicidade

Dê sua opinião

Ministério Público quer cassar diploma de Neto Nunes

O parlamentar foi condenado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE/CE) por compra de votos nas eleições de 2006

Por Tribuna do Ceará em Política

2 de fevereiro de 2011 às 19:45

Há 8 anos

O deputado estadual Neto Nunes, segundo secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, empossado na última terça-feira (1) por força de liminar judicial,poderá perder o mandato de deputado estadual. É que o Ministério Público Eleitoral no Ceará apresentou recurso contra a expedição de diploma ao parlamentar eleito pela coligação PSB/PT/PMDB/PP.

Leia também:
Liminar garante posse de Neto Nunes na Assembleia Legislativa
Ministério Público quer barrar posse de deputados eleitos

Neto Nunes está inelegível por ter sido condenado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE/CE) por compra de votos nas eleições de 2006 no município de Icó, no Centro-Sul do Estado, mas assumiu o mandato ao conseguir um liminar garantindo a vaga.

No recurso, o procurador regional eleitoral Alessander Sales solicita a cassação do diploma de deputado estadual conferido a ele. Também há como pedido, que o deputado estadual eleito apresente as contra-argumentos, se assim desejar, usando todos os meios de provas admitidos em direito para se defender da denúncia.

Segundo o TRE, ficou comprovada a responsabilidade de Neto Nunes e dos integrantes de sua coligação, direta ou indiretamente, por ter cometido, em 2006, uma série de irregularidades eleitorais.

O Recurso contra a expedição do diploma é protocolado no TRE/CE, mas é julgado no Tribunal Superior Eleitoral, cabendo ao TRE/CE encaminhar os autos a Brasília.

 

Redação Jangadeiro Online com informações da Assessoria de Comunicação Social Ministério Público Federal no Ceará