Políticos do Ceará não destinam verbas para crianças e adolescentes - Noticias


Políticos do Ceará não destinam verbas para crianças e adolescentes

Um conhecido problema que afeta as crianças e adolescentes do Ceará é o turismo sexual, que pode ser intensificado com a realização de jogos da Copa do mundo de 2014, no estado

Por Tribuna do Ceará em Política

17 de fevereiro de 2011 às 10:05

Há 8 anos

(Foto: albertomarques.blogspot.com)

Cresce a preocupação com a necessidade de políticas públicas para crianças e adolescentes no Ceará, especialmente em Fortaleza. A violência que envolve este público foi destaque na imprensa cearense esta semana, e repercutiu na Assembleia Legislativa e Câmara de Vereadores de Fortaleza.

Nesta quinta-feira (17), a secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social assina convênio de R$ 1,5 milhões, para o Fundo Estadual da Criança e Adolescente (FECA). A verba será destina da 16 instituições que atuam na causa. A expectativa é que os trabalhos sociais sirvam para reduzir a violência que envolve este público.

Um conhecido problema que afeta as crianças e adolescentes do Ceará é o turismo sexual, que pode ser intensificado com a realização de jogos da Copa do mundo de 2014, no estado. O deputado Stanley Leão (PTC) solicitou à mesa Diretora da AL a instalação de uma comissão para verificar causa e propor alternativas ao fim da exploração de menores no Ceará.

O deputado Roberto Mesquita (PV) falou na possibilidade de criação de uma frente parlamenta no Congresso Nacional para tratar do enfrentamento ao problema. Já na Câmara Municipal de Fortaleza, o vereador Walter Cavalcante (PHS) reclamou que nenhum deputado federal ou senador eleito pelo Estado destinou verbas para a criança e o adolescente no Orçamento Geral da União, destinado ao Ceará.

Publicidade

Dê sua opinião

Políticos do Ceará não destinam verbas para crianças e adolescentes

Um conhecido problema que afeta as crianças e adolescentes do Ceará é o turismo sexual, que pode ser intensificado com a realização de jogos da Copa do mundo de 2014, no estado

Por Tribuna do Ceará em Política

17 de fevereiro de 2011 às 10:05

Há 8 anos

(Foto: albertomarques.blogspot.com)

Cresce a preocupação com a necessidade de políticas públicas para crianças e adolescentes no Ceará, especialmente em Fortaleza. A violência que envolve este público foi destaque na imprensa cearense esta semana, e repercutiu na Assembleia Legislativa e Câmara de Vereadores de Fortaleza.

Nesta quinta-feira (17), a secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social assina convênio de R$ 1,5 milhões, para o Fundo Estadual da Criança e Adolescente (FECA). A verba será destina da 16 instituições que atuam na causa. A expectativa é que os trabalhos sociais sirvam para reduzir a violência que envolve este público.

Um conhecido problema que afeta as crianças e adolescentes do Ceará é o turismo sexual, que pode ser intensificado com a realização de jogos da Copa do mundo de 2014, no estado. O deputado Stanley Leão (PTC) solicitou à mesa Diretora da AL a instalação de uma comissão para verificar causa e propor alternativas ao fim da exploração de menores no Ceará.

O deputado Roberto Mesquita (PV) falou na possibilidade de criação de uma frente parlamenta no Congresso Nacional para tratar do enfrentamento ao problema. Já na Câmara Municipal de Fortaleza, o vereador Walter Cavalcante (PHS) reclamou que nenhum deputado federal ou senador eleito pelo Estado destinou verbas para a criança e o adolescente no Orçamento Geral da União, destinado ao Ceará.