Roberto Cláudio venceu Capitão Wagner no bairro mais rico e no mais pobre de Fortaleza

ELEIÇÕES 2016

Roberto Cláudio venceu Capitão Wagner no bairro mais rico e no mais pobre de Fortaleza

Apesar do resultado, RC venceu apenas em um bairro dos 5 mais pobres da Capital. Já nos 5 bairros mais ricos da cidade, o prefeito conseguiu preferência dos eleitores

Por Matheus Ribeiro em Política

3 de novembro de 2016 às 14:02

Há 3 anos
Roberto Cláudio foi reeleito prefeito de Fortaleza. (Foto: Divulgação)

Roberto Cláudio foi reeleito prefeito de Fortaleza. (Foto: Divulgação)

Quase uma semana após o fim das eleições municipais, as análises sobre a reeleição do prefeito Roberto Cláudio (PDT) ainda continuam. Entre os dados divulgados pelo Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), alguns chamaram atenção, como, por exemplo, os bairros em que os candidatos foram mais votados.

De acordo com a estatística, Roberto Cláudio venceu seu adversário, Capitão Wagner (PR), no bairro mais rico e no bairro mais pobre da Capital cearense. Segundo dados da Prefeitura de Fortaleza, o bairro Conjunto Palmeiras é o mais pobre da cidade, com Índice de Desenvolvimento Humano de 0,119. Nele, o candidato do PDT conseguiu a preferência de 52,7% dos eleitores, o que lhe representou 7.707 votos (cerca de 2.600 a mais que seu concorrente).

Contudo, a representatividade de Roberto Cláudio na zona nobre de Fortaleza também foi bastante elevada. De acordo com os dados do TRE, o atual prefeito também venceu no bairro mais rico da Capital, o Meireles. Neste bairro, onde o IDH é de 0,944, Roberto conquistou a preferência de 74,8% dos eleitores, correspondente a 12.938 votos (cerca de 8.200 votos a mais que Capitão Wagner).

Bairro Meireles optou por reelegar RC (FOTO: Divulgação)

Bairro Meireles optou por reeleger RC (FOTO: Divulgação)

Contraste social

Apesar de ter vencido nos bairro de maior e de menor IDH, grande parte da periferia de Fortaleza ainda não apoia por completo o atual prefeito. Ainda conforme os dados do TRE, nos cinco bairros de menor Índice de Desenvolvimento Humano, Roberto Cláudio só ganhou em um.

Enquanto o prefeito reeleito conseguiu maior número de votos no Meireles, foi na Barra do Ceará, periferia de Fortaleza, que o Capitão Wagner obteve vantagem. De acordo com o resultado das urnas, Wagner conseguiu a preferência de quase 20.700 eleitores deste bairro, cerca de 7 mil votos de diferença para Roberto Cláudio. A região é conhecida como reduto petista desde a gestão da ex-prefeita Luizianne Lins (PT), desafeto político do atual prefeito.

Barra do Ceará foi o bairro que concedeu o maior número de votos paa Capitão Wagner (FOTO: Divulgação)

Barra do Ceará foi o bairro que concedeu o maior número de votos para Capitão Wagner (FOTO: Divulgação)

Segundo o cientista político Josênio Parente, a fidelização do eleitor da Capital com determinado bairro ou partido explica essa questão. “Fortaleza tem uma geografia eleitoral que é muito fidelizada por partidos ou pessoa. Temos bairros em que há uma maior ligação à esquerda, que vota no partido de esquerda e acabou. E também temos bairros que são bem misturados. Na Barra do ceará, por exemplo, é bem misturado e isso foi o que configurou o maior número de votos ao Capitão nesta eleição”, explica.

O vereador eleito Soldado Noélio (PR), aliado de Wagner, defende que a posição do eleitorado é definida pelo trabalho de administração de Roberto Cláudio. “Acredito que a força do Capitão nos bairros mais pobres foi por causa da má gestão do atual prefeito nas áreas mais pobres. As regiões mais pobres ficaram de lado. A gente vê que nessas áreas falta o essencial, que são os medicamentos, a falta de médicos, entre outras coisas que não foram resolvidas e que, na verdade, foram pioradas”, destaca. 

Preconceito

Outro fator que o vereador utiliza para explicar o resultado das urnas é o preconceito. “Em relação a área mais rica de Fortaleza, na minha visão, o fato de o Capitão ter perdido foi por conta do preconceito por ele ser militar. Acho que ele não conseguiu construir um diálogo com as pessoas mais ricas da cidade e, por isso, não conseguiu quebrar esse preconceito”, disse Noélio.

Noélio ainda defende que o fato de boa parte dos militares morarem em zonas periféricas da cidade facilitou o diálogo com a população. “Conseguimos quebrar o preconceito contra o militar nos bairros mais pobres por causa de os próprios policiais morarem na periferia de Fortaleza. Todos enxergam nesses bairros que o policial estudou, trabalhou e é um pai de família. Então, isso ajudou os militares a serem mais aceitos nas comunidades menos favorecidas. Já no Meireles o acesso ao dialogo entre os militares e a população é difícil”, concluiu.

Confira os cinco bairros mais ricos e mais pobres que cada candidato venceu:

Bairros com alto IDH:
Meireles – 0,944 (Roberto Cláudio venceu)
Aldeota – 0,866 (Roberto Cláudio venceu)
Dionísio Torres – 0,859 (Roberto Cláudio venceu)
Mucuripe – 0,793 (Roberto Cláudio venceu)
Guararapes – 0,766 (Roberto Cláudio venceu)

Bairros com baixo IDH:
Siqueira – 0,148 (Capitão venceu)
Genibaú – 0,136 (Capitão venceu)
Canindezinho – 0,136 (Capitão venceu)
Parque Presidente Vargas – 0,135 (Capitão venceu)
Conjunto Palmeiras – 0,119 (Roberto Cláudio venceu)

O IDH mede o nível de desenvolvimento humano utilizando como critérios indicadores de educação (alfabetização e taxa de matrícula), longevidade (esperança de vida ao nascer) e renda (PIB per capita). O IDH vai de zero (nenhum desenvolvimento humano) a 1 (desenvolvimento humano total). Quanto mais próximo de 1, mais desenvolvida é a região.

Publicidade

Dê sua opinião

ELEIÇÕES 2016

Roberto Cláudio venceu Capitão Wagner no bairro mais rico e no mais pobre de Fortaleza

Apesar do resultado, RC venceu apenas em um bairro dos 5 mais pobres da Capital. Já nos 5 bairros mais ricos da cidade, o prefeito conseguiu preferência dos eleitores

Por Matheus Ribeiro em Política

3 de novembro de 2016 às 14:02

Há 3 anos
Roberto Cláudio foi reeleito prefeito de Fortaleza. (Foto: Divulgação)

Roberto Cláudio foi reeleito prefeito de Fortaleza. (Foto: Divulgação)

Quase uma semana após o fim das eleições municipais, as análises sobre a reeleição do prefeito Roberto Cláudio (PDT) ainda continuam. Entre os dados divulgados pelo Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), alguns chamaram atenção, como, por exemplo, os bairros em que os candidatos foram mais votados.

De acordo com a estatística, Roberto Cláudio venceu seu adversário, Capitão Wagner (PR), no bairro mais rico e no bairro mais pobre da Capital cearense. Segundo dados da Prefeitura de Fortaleza, o bairro Conjunto Palmeiras é o mais pobre da cidade, com Índice de Desenvolvimento Humano de 0,119. Nele, o candidato do PDT conseguiu a preferência de 52,7% dos eleitores, o que lhe representou 7.707 votos (cerca de 2.600 a mais que seu concorrente).

Contudo, a representatividade de Roberto Cláudio na zona nobre de Fortaleza também foi bastante elevada. De acordo com os dados do TRE, o atual prefeito também venceu no bairro mais rico da Capital, o Meireles. Neste bairro, onde o IDH é de 0,944, Roberto conquistou a preferência de 74,8% dos eleitores, correspondente a 12.938 votos (cerca de 8.200 votos a mais que Capitão Wagner).

Bairro Meireles optou por reelegar RC (FOTO: Divulgação)

Bairro Meireles optou por reeleger RC (FOTO: Divulgação)

Contraste social

Apesar de ter vencido nos bairro de maior e de menor IDH, grande parte da periferia de Fortaleza ainda não apoia por completo o atual prefeito. Ainda conforme os dados do TRE, nos cinco bairros de menor Índice de Desenvolvimento Humano, Roberto Cláudio só ganhou em um.

Enquanto o prefeito reeleito conseguiu maior número de votos no Meireles, foi na Barra do Ceará, periferia de Fortaleza, que o Capitão Wagner obteve vantagem. De acordo com o resultado das urnas, Wagner conseguiu a preferência de quase 20.700 eleitores deste bairro, cerca de 7 mil votos de diferença para Roberto Cláudio. A região é conhecida como reduto petista desde a gestão da ex-prefeita Luizianne Lins (PT), desafeto político do atual prefeito.

Barra do Ceará foi o bairro que concedeu o maior número de votos paa Capitão Wagner (FOTO: Divulgação)

Barra do Ceará foi o bairro que concedeu o maior número de votos para Capitão Wagner (FOTO: Divulgação)

Segundo o cientista político Josênio Parente, a fidelização do eleitor da Capital com determinado bairro ou partido explica essa questão. “Fortaleza tem uma geografia eleitoral que é muito fidelizada por partidos ou pessoa. Temos bairros em que há uma maior ligação à esquerda, que vota no partido de esquerda e acabou. E também temos bairros que são bem misturados. Na Barra do ceará, por exemplo, é bem misturado e isso foi o que configurou o maior número de votos ao Capitão nesta eleição”, explica.

O vereador eleito Soldado Noélio (PR), aliado de Wagner, defende que a posição do eleitorado é definida pelo trabalho de administração de Roberto Cláudio. “Acredito que a força do Capitão nos bairros mais pobres foi por causa da má gestão do atual prefeito nas áreas mais pobres. As regiões mais pobres ficaram de lado. A gente vê que nessas áreas falta o essencial, que são os medicamentos, a falta de médicos, entre outras coisas que não foram resolvidas e que, na verdade, foram pioradas”, destaca. 

Preconceito

Outro fator que o vereador utiliza para explicar o resultado das urnas é o preconceito. “Em relação a área mais rica de Fortaleza, na minha visão, o fato de o Capitão ter perdido foi por conta do preconceito por ele ser militar. Acho que ele não conseguiu construir um diálogo com as pessoas mais ricas da cidade e, por isso, não conseguiu quebrar esse preconceito”, disse Noélio.

Noélio ainda defende que o fato de boa parte dos militares morarem em zonas periféricas da cidade facilitou o diálogo com a população. “Conseguimos quebrar o preconceito contra o militar nos bairros mais pobres por causa de os próprios policiais morarem na periferia de Fortaleza. Todos enxergam nesses bairros que o policial estudou, trabalhou e é um pai de família. Então, isso ajudou os militares a serem mais aceitos nas comunidades menos favorecidas. Já no Meireles o acesso ao dialogo entre os militares e a população é difícil”, concluiu.

Confira os cinco bairros mais ricos e mais pobres que cada candidato venceu:

Bairros com alto IDH:
Meireles – 0,944 (Roberto Cláudio venceu)
Aldeota – 0,866 (Roberto Cláudio venceu)
Dionísio Torres – 0,859 (Roberto Cláudio venceu)
Mucuripe – 0,793 (Roberto Cláudio venceu)
Guararapes – 0,766 (Roberto Cláudio venceu)

Bairros com baixo IDH:
Siqueira – 0,148 (Capitão venceu)
Genibaú – 0,136 (Capitão venceu)
Canindezinho – 0,136 (Capitão venceu)
Parque Presidente Vargas – 0,135 (Capitão venceu)
Conjunto Palmeiras – 0,119 (Roberto Cláudio venceu)

O IDH mede o nível de desenvolvimento humano utilizando como critérios indicadores de educação (alfabetização e taxa de matrícula), longevidade (esperança de vida ao nascer) e renda (PIB per capita). O IDH vai de zero (nenhum desenvolvimento humano) a 1 (desenvolvimento humano total). Quanto mais próximo de 1, mais desenvolvida é a região.