12º caso de feminicídio em 2016 é registrado na região do Cariri

VIOLÊNCIA

12º caso de feminicídio em 2016 é registrado na região do Cariri

Desta vez, a vítima estava grávida de cinco meses

Por Jangadeiro FM em Segurança Pública

28 de julho de 2016 às 13:01

Há 3 anos
O crime aconteceu próximo à residência do casal. (FOTO: Flickr/ Creative Commons/ Otávio Nogueira)

O crime aconteceu próximo à residência do casal. (FOTO: Flickr/ Creative Commons/ Otávio Nogueira)

Mais uma mulher foi assassinada no Crato no início desta semana. O caso revoltou ainda mais os moradores da região do Cariri, porque a vítima estava grávida de cinco meses. O crime aconteceu na zona rural do município. As informações são da Rede Jangadeiro FM.

A vítima foi identificada como Lucineide Tomaz da Silva, de 35 anos. O suspeito é o próprio companheiro, Erivan Ferreira da Silva, de 28 anos, que morava com ela há um ano. Lucineide foi atingida por um tiro de espingarda artesanal, mais conhecida como socadeira. O crime aconteceu próximo à residência do casal, no sítio Engenho da Serra, no distrito de Santa Fé.

De acordo com o levantamento realizado pela polícia no local, antes do crime, marido e mulher haviam discutido, porque Erivan queria manter relações sexuais mas a vítima não aceitou. Mara Guedes, membro do Conselho de Defesa dos Direitos da Mulher, lamentou a ocorrência.

De acordo com Mara, esse foi o 12º caso de feminicídio na Região do Cariri, somente em 2016. Ela afirma que Erivan já tinha um histórico de violência. Para ela, a luta para acabar com a violência contra a mulher depende de um trabalho em conjunto entre os órgãos públicos e a sociedade, caso contrário não sairá das estatísticas.

Outro caso que ganhou destaque no Cariri este ano foi o do desaparecimento de Rayane Alves Machado, de 24 anos, que ainda não foi totalmente esclarecido. Após o crime contra Lucineide Tomaz da Silva, Erivan Ferreira fugiu, deixando para trás a arma utilizada no assassinato. Ele ainda não foi encontrado pela polícia.

Confira a reportagem em áudio da Rede Jangadeiro FM:

Publicidade

Dê sua opinião

VIOLÊNCIA

12º caso de feminicídio em 2016 é registrado na região do Cariri

Desta vez, a vítima estava grávida de cinco meses

Por Jangadeiro FM em Segurança Pública

28 de julho de 2016 às 13:01

Há 3 anos
O crime aconteceu próximo à residência do casal. (FOTO: Flickr/ Creative Commons/ Otávio Nogueira)

O crime aconteceu próximo à residência do casal. (FOTO: Flickr/ Creative Commons/ Otávio Nogueira)

Mais uma mulher foi assassinada no Crato no início desta semana. O caso revoltou ainda mais os moradores da região do Cariri, porque a vítima estava grávida de cinco meses. O crime aconteceu na zona rural do município. As informações são da Rede Jangadeiro FM.

A vítima foi identificada como Lucineide Tomaz da Silva, de 35 anos. O suspeito é o próprio companheiro, Erivan Ferreira da Silva, de 28 anos, que morava com ela há um ano. Lucineide foi atingida por um tiro de espingarda artesanal, mais conhecida como socadeira. O crime aconteceu próximo à residência do casal, no sítio Engenho da Serra, no distrito de Santa Fé.

De acordo com o levantamento realizado pela polícia no local, antes do crime, marido e mulher haviam discutido, porque Erivan queria manter relações sexuais mas a vítima não aceitou. Mara Guedes, membro do Conselho de Defesa dos Direitos da Mulher, lamentou a ocorrência.

De acordo com Mara, esse foi o 12º caso de feminicídio na Região do Cariri, somente em 2016. Ela afirma que Erivan já tinha um histórico de violência. Para ela, a luta para acabar com a violência contra a mulher depende de um trabalho em conjunto entre os órgãos públicos e a sociedade, caso contrário não sairá das estatísticas.

Outro caso que ganhou destaque no Cariri este ano foi o do desaparecimento de Rayane Alves Machado, de 24 anos, que ainda não foi totalmente esclarecido. Após o crime contra Lucineide Tomaz da Silva, Erivan Ferreira fugiu, deixando para trás a arma utilizada no assassinato. Ele ainda não foi encontrado pela polícia.

Confira a reportagem em áudio da Rede Jangadeiro FM: