Adolescentes suspeitos de matar motorista do Uber são apreendidos durante novo crime

VIDA BANDIDA

Adolescentes suspeitos de matar motorista do Uber são apreendidos durante novo crime

O programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, apurou que os suspeitos do crime têm 13 e 15 anos

Por Lyvia Rocha em Segurança Pública

27 de julho de 2017 às 09:03

Há 2 anos
O jovem tinha 22 anos (FOTO: Reprodução/Facebook)

O jovem tinha 22 anos (FOTO: Reprodução/Facebook)

Dois suspeitos de participar da morte do motorista do Uber Guilherme Maia foram autuados em flagrante nesta quarta-feira (26), numa ação conjunta entre as polícias Militar e Civil. A apreensão deles será anunciada em coletiva pela Secretaria de Segurança Pública (SSPDS), na tarde desta quinta-feira (27).

O programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, apurou que eles são adolescentes de 13 e 15 anos, e foram autuados cometendo um novo crime, somente três dias depois do assassinato do motorista do Uber. 

A SSPDS falará mais detalhes mais detalhes sobre o caso do motorista que foi morto no último domingo (23), no Bairro Ancuri, próximo ao residencial Alameda Palmeiras.

O jovem teria sido abordado por suspeitos que efetuaram diversos disparos de arma de fogo contra a vítima. Os documentos de Guilherme não foram encontrados no interior do veículo.

O caso

Guilherme e Silva Maia, de 22 anos, teria sido morto a tiros ao não obedecer ordens de criminosos da região, conforme o presidente da Associação dos Motoristas Privados Individuais de Passageiros do Ceará (Ampip-CE), Antônio Evangelista.

Para entrar no condomínio Alameda das Palmeiras, seria necessário baixar os vidros e ligar a luz interna do veículo. “Provavelmente, ele não conhecia essas regras”, diz Antônio Evangelista, que não soube informar se Guilherme trabalhava no momento em que foi assassinado.

Acompanhe a cobertura do caso:

24 de julho – Motoristas do Uber fazem protesto para reivindicar mais segurança

24 de julho – Motorista do Uber é assassinado enquanto dirigia no bairro Ancuri

25 de julho – Motorista do Uber foi morto porque não baixou o vidro do carro ao entrar em zona do tráfico

25 de julho – Uber nega risco para motoristas, após morte de jovem de 22 anos em Fortaleza

26 de julho – Secretário de Segurança determina foco nas buscas ao assassino de motorista do Uber

26 de julho – Motorista do Uber assassinado cursava Publicidade em faculdade de Fortaleza

27 de julho – Secretaria de Segurança nega a existência de locais onde é preciso “baixar vidros do carro”

Publicidade

Dê sua opinião

VIDA BANDIDA

Adolescentes suspeitos de matar motorista do Uber são apreendidos durante novo crime

O programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, apurou que os suspeitos do crime têm 13 e 15 anos

Por Lyvia Rocha em Segurança Pública

27 de julho de 2017 às 09:03

Há 2 anos
O jovem tinha 22 anos (FOTO: Reprodução/Facebook)

O jovem tinha 22 anos (FOTO: Reprodução/Facebook)

Dois suspeitos de participar da morte do motorista do Uber Guilherme Maia foram autuados em flagrante nesta quarta-feira (26), numa ação conjunta entre as polícias Militar e Civil. A apreensão deles será anunciada em coletiva pela Secretaria de Segurança Pública (SSPDS), na tarde desta quinta-feira (27).

O programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, apurou que eles são adolescentes de 13 e 15 anos, e foram autuados cometendo um novo crime, somente três dias depois do assassinato do motorista do Uber. 

A SSPDS falará mais detalhes mais detalhes sobre o caso do motorista que foi morto no último domingo (23), no Bairro Ancuri, próximo ao residencial Alameda Palmeiras.

O jovem teria sido abordado por suspeitos que efetuaram diversos disparos de arma de fogo contra a vítima. Os documentos de Guilherme não foram encontrados no interior do veículo.

O caso

Guilherme e Silva Maia, de 22 anos, teria sido morto a tiros ao não obedecer ordens de criminosos da região, conforme o presidente da Associação dos Motoristas Privados Individuais de Passageiros do Ceará (Ampip-CE), Antônio Evangelista.

Para entrar no condomínio Alameda das Palmeiras, seria necessário baixar os vidros e ligar a luz interna do veículo. “Provavelmente, ele não conhecia essas regras”, diz Antônio Evangelista, que não soube informar se Guilherme trabalhava no momento em que foi assassinado.

Acompanhe a cobertura do caso:

24 de julho – Motoristas do Uber fazem protesto para reivindicar mais segurança

24 de julho – Motorista do Uber é assassinado enquanto dirigia no bairro Ancuri

25 de julho – Motorista do Uber foi morto porque não baixou o vidro do carro ao entrar em zona do tráfico

25 de julho – Uber nega risco para motoristas, após morte de jovem de 22 anos em Fortaleza

26 de julho – Secretário de Segurança determina foco nas buscas ao assassino de motorista do Uber

26 de julho – Motorista do Uber assassinado cursava Publicidade em faculdade de Fortaleza

27 de julho – Secretaria de Segurança nega a existência de locais onde é preciso “baixar vidros do carro”