Ex-esposa de subtenente pesquisou no Google "como envenenar uma pessoa com chumbinho"


Ex-esposa de subtenente pesquisou no Google “como envenenar uma pessoa com chumbinho”

Após cinco meses, a Polícia concluiu a investigação da morte de menino de 9 anos. Cristiane Coelho, a mãe, foi considerada culpada, e Francilewdo Bezerra, o pai, inocente

Por Hayanne Narlla em Segurança Pública

15 de abril de 2015 às 17:43

Há 4 anos

Selo Subtenente

Cristiane Coelho pode pegar uma pena de 12 a 30 anos de prisão (FOTO: Fernanda Moura / Tribuna do Ceará)

Cristiane Coelho pode pegar uma pena de 12 a 30 anos de prisão (FOTO: Fernanda Moura / Tribuna do Ceará)

Após cinco meses de investigação, a Polícia Civil concluiu que Cristiane Coelho, 41 anos, ex-mulher do subtenente Francilewdo Bezerra, é culpada pela morte do próprio filho Lewdo Ricardo, 9 anos. Não há mais dúvida: ela tentou matar o marido por envenenamento, simulando suicídio após o homicídio do filho.

Os peritos chegaram a conclusão após analisar tecnicamente o que aconteceu no dia 10 de novembro de 2014. Na tarde da data, Cristiane realizou várias pesquisas sobre “como envenenar uma pessoa com chumbinho”. Ela também já havia pesquisado no dia 29 de outubro, duas semanas antes, sobre “veneno para ratos”.

A polícia acredita que Cristiane quis matar o filho por ele apresentar um grau de autismo elevado e sem progresso, o que poderia ser um peso para sua vida. A tentativa de assassinato do marido ocorreu para incriminá-lo e, assim, ela se livrar da culpa. Dessa forma, Cristiane ainda ficaria com a pensão do marido, além do seguro de vida.

“A história que ela queria contar era que o marido teria feito isso (crime) por ciúmes ao amante”, explicou Wilder Brito, delegado do caso. A polícia suspeita da participação de outras pessoas no crime, já que Cristiane se comunicava bastante pelo celular. Uma das mensagens foi para seu amante Edilson Barros, que mora no Recife, momentos antes do crime.

Polícia detalhe o crime

Na tarde do dia 11 de novembro, a mulher teria solicitado ao marido que fizesse compras, e se aproveitou dos itens comprados para executar o plano. No momento de preparação, após a chegada de Francilewdo em casa, Cristiane pegou o chumbinho (veneno para rato) e colocou no sorvete de morango, o preferido de Lewdinho.

Delegado mostra tamanho do conteúdo do laudo. Só de ligações de Cristiane são 10 mil páginas (FOTO: Hayanne Narlla/ Tribuna do Ceará)

Delegado mostra tamanho do conteúdo do laudo. Só de ligações de Cristiane são 10 mil páginas (FOTO: Hayanne Narlla/ Tribuna do Ceará)

Simultaneamente, esmagou remédio psicotrópico para dar ao marido. Ainda pediu para o filho mais novo, que sempre dormia com o mais velho, ir para o quarto de casal, deixando Lewdinho sozinho para que ele não visse o irmão morrer. Segundo apurou a polícia, Cristiane tomou banho, se perfumou, vestiu babydool e ofereceu vinho ao marido com veneno. Aos poucos, depositou chumbinho nas doses para que o marido não percebesse.

Ao contrário da história contada por ela, expõe Wilder Brito, Cristiane não tomou medicamentos na noite do crime, e assistiu a tudo que aconteceu, inclusive realizando ligações. Após esperar um tempo, ela ligou para a polícia, contando que seu marido havia agredido-a.

Subtenente é inocente das acusações (FOTO: Fernanda Moura/ Tribuna do Ceará)

Subtenente é inocente das acusações (FOTO: Fernanda Moura/ Tribuna do Ceará)

Segundo o delegado, Cristiane teria se autoflagelado para demonstrar a veracidade de sua história. Wilder ressaltou que ela nunca apresentou laudos médicos, além de ter protelado bastante a investigação.

A ex-esposa do subtenente foi indiciada por homicídio triplamente qualificado por ter assassinado o filho, envenenado o marido e tentado incriminar Francilewdo. De acordo com o Código Penal, por se tratar um homicídio qualificado, Cristiane pode pegar de 12 a 30 anos de prisão, em regime fechado. O tempo da pena pode aumentar de acordo com os agravantes.

Relembre as matérias do caso:

12 de novembro – Subtenente é suspeito de matar filho autista, agredir esposa e anunciar crimes no Facebook

13 de novembro – Subtenente suspeito de matar filho e agredir esposa continua em estado grave no hospital

15 de novembro – Polícia quer ouvir mulher de subtenente do Exército suspeito de matar o filho envenenado

19 de novembro – Filho autista de subtenente do Exército ingeriu “chumbinho”, aponta laudo

19 de novembro – Esposa de militar do Exército suspeito de matar o filho nega traição que seria estopim do caso

21 de novembro – Militar suspeito de matar filho sai do coma, mas ainda não tem condições de prestar depoimento

21 de novembro – Delegado quer saber quem comprou chumbinho usado para matar o filho de militar do Exército

24 de novembro – Amigo duvida que subtenente tenha sido o autor da morte do filho autista

24 de novembro – Com melhora de subtenente, delegado aguarda depoimento até o fim da semana

25 de novembro – Subtenente fica chocado ao acordar do coma e saber que é acusado do assassinato do filho

26 de novembro – Delegado estuda fazer reconstituição do caso de subtenente acusado pela mulher de matar o filho

27 de novembro – Delegado desconfia que uma terceira pessoa tenha assassinado filho de subtenente do Exército

28 de novembro – Subtenente suspeito de matar filho será ouvido pela polícia mesmo na UTI

29 de novembro – Subtenente nega acusações e seu advogado acusa esposa de assassinar o filho para culpar militar

2 de dezembro – Delegado considera esposa de subtenente uma “suspeita em potencial” da morte do filho

3 de dezembro – Subtenente vai de vilão a mocinho após 3 semanas de investigação por morte de filho envenenado

3 de dezembro – Subtenente suspeito de matar o filho tem prisão preventiva revogada pela Justiça

4 de dezembro – Caso Subtenente: pai e mãe ficarão frente a frente pela 1ª vez após morte do filho envenenado

4 de dezembro – Em 1ª entrevista após sair de UTI, subtenente revela que tem tatuagem com nome de filho morto

8 de dezembro – Esposa de subtenente suspeita de matar o filho contrata um dos juristas mais conhecidos do Ceará

11 de dezembro – Um mês após crime, vizinha diz que nunca acreditou na versão de que subtenente matou o filho

11 de dezembro – Polícia revela áudio que indica desespero da esposa de subtenente após crime

12 de dezembro – Sobrinha será investigada por acionar a polícia quando militar já havia sido socorrido

13 de dezembro – Subtenente recebe alta médica e deseja acareação com esposa sobre morte de filho envenenado

15 de dezembro – Subtenente e esposa participarão de acareação e reconstituição de crime até a próxima semana

16 de dezembro – Caso Subtenente: esposa e militar fazem acareação na próxima segunda-feira

22 de dezembro – Em acareação, subtenente e esposa se encontram pela primeira vez após morte do filho

22 de dezembro – Subtenente acusa publicamente sua mulher de matar filho e agora teme pela vida do mais novo

23 de dezembro – Subtenente tem seguro de vida que pagaria R$ 153 mil a esposa em caso de morte

23 de dezembro – Polícia investiga denúncia de que depósito teria vendido chumbinho a esposa de subtenente

24 de dezembro – Esposa de subtenente admitiu ao marido que tem um amante, no reencontro do casal em acareação

25 de dezembro – Confira o bilhete de brincadeira suspeita entre subtenente e esposa que intriga a polícia

26 de dezembro – Laudo aponta que esposa de subtenente teve lesões mais leves do que em fotos entregues à polícia

27 de dezembro – Polícia quer saber se amante teve participação na morte de filho de subtenente

29 de dezembro – Frieza de mulher de subtenente teria chamado a atenção de presentes em reconstituição de crime

1º de janeiro – Mensagem editada no Facebook de subtenente teve alteração no nome do amante da esposa

7 de janeiro – Amante de esposa do subtenente deve prestar depoimento à polícia na próxima semana

12 de janeiro – Em entrevista exclusiva, subtenente revela que veneno estava em mamadeira do filho

11 de fevereiro – Três meses após morte de filho de subtenente por envenenamento, caso segue sem respostas

25 de fevereiro – Delegado revela que cena do crime de morte do filho de subtenente foi alterada

11 de março – Quatro meses depois, polícia não sabe quando concluirá investigação do “Caso Subtenente”

26 de março – Após mais de 4 meses do crime, polícia marca nova reconstituição do Caso Subtenente

27 de março – Quatro meses após morte de filho, subtenente revela que esposa dificulta contato com caçula

8 de abril – Após ausência de mãe, reconstituição da morte de filho do subtenente será feita nesta quarta

8 de abril – Caso subtenente: delegado promete concluir inquérito nos próximos dias

8 de abril – Ex- esposa de subtenente lamenta ser alvo de “linchamento cibernético” após morte de filho

8 de abril – Amigos e parentes de subtenente fazem manifestação pedindo prisão de ex-esposa

9 de abril – Vizinhos negam versão de ex-esposa de subtenente de que pediu ajuda após o crime

14 de abril – Subtenente acusa família de ex-esposa de colocar “sangue nas mãos” ao defendê-la

15 de abril – Ex-mulher de subtenente é indiciada por morte do filho por envenenamento

15 de abril – Ex-esposa de subtenente pesquisou no Google “como envenenar uma pessoa com chumbinho”

16 de abril – Delegado teme que ex-esposa de subtenente venha a fugir após indiciamento por morte de filho

16 de abril – Guarda de filho mais novo de subtenente será solicitada à Justiça nesta quinta-feira

16 de abril – Delegado pedirá prisão preventiva de ex-mulher de subtenente até esta sexta-feira

16 de abril – Veja as pesquisas que a ex-mulher de subtenente fez antes de envenenar o filho e o marido com chumbinho

 

Publicidade

Dê sua opinião

Ex-esposa de subtenente pesquisou no Google “como envenenar uma pessoa com chumbinho”

Após cinco meses, a Polícia concluiu a investigação da morte de menino de 9 anos. Cristiane Coelho, a mãe, foi considerada culpada, e Francilewdo Bezerra, o pai, inocente

Por Hayanne Narlla em Segurança Pública

15 de abril de 2015 às 17:43

Há 4 anos

Selo Subtenente

Cristiane Coelho pode pegar uma pena de 12 a 30 anos de prisão (FOTO: Fernanda Moura / Tribuna do Ceará)

Cristiane Coelho pode pegar uma pena de 12 a 30 anos de prisão (FOTO: Fernanda Moura / Tribuna do Ceará)

Após cinco meses de investigação, a Polícia Civil concluiu que Cristiane Coelho, 41 anos, ex-mulher do subtenente Francilewdo Bezerra, é culpada pela morte do próprio filho Lewdo Ricardo, 9 anos. Não há mais dúvida: ela tentou matar o marido por envenenamento, simulando suicídio após o homicídio do filho.

Os peritos chegaram a conclusão após analisar tecnicamente o que aconteceu no dia 10 de novembro de 2014. Na tarde da data, Cristiane realizou várias pesquisas sobre “como envenenar uma pessoa com chumbinho”. Ela também já havia pesquisado no dia 29 de outubro, duas semanas antes, sobre “veneno para ratos”.

A polícia acredita que Cristiane quis matar o filho por ele apresentar um grau de autismo elevado e sem progresso, o que poderia ser um peso para sua vida. A tentativa de assassinato do marido ocorreu para incriminá-lo e, assim, ela se livrar da culpa. Dessa forma, Cristiane ainda ficaria com a pensão do marido, além do seguro de vida.

“A história que ela queria contar era que o marido teria feito isso (crime) por ciúmes ao amante”, explicou Wilder Brito, delegado do caso. A polícia suspeita da participação de outras pessoas no crime, já que Cristiane se comunicava bastante pelo celular. Uma das mensagens foi para seu amante Edilson Barros, que mora no Recife, momentos antes do crime.

Polícia detalhe o crime

Na tarde do dia 11 de novembro, a mulher teria solicitado ao marido que fizesse compras, e se aproveitou dos itens comprados para executar o plano. No momento de preparação, após a chegada de Francilewdo em casa, Cristiane pegou o chumbinho (veneno para rato) e colocou no sorvete de morango, o preferido de Lewdinho.

Delegado mostra tamanho do conteúdo do laudo. Só de ligações de Cristiane são 10 mil páginas (FOTO: Hayanne Narlla/ Tribuna do Ceará)

Delegado mostra tamanho do conteúdo do laudo. Só de ligações de Cristiane são 10 mil páginas (FOTO: Hayanne Narlla/ Tribuna do Ceará)

Simultaneamente, esmagou remédio psicotrópico para dar ao marido. Ainda pediu para o filho mais novo, que sempre dormia com o mais velho, ir para o quarto de casal, deixando Lewdinho sozinho para que ele não visse o irmão morrer. Segundo apurou a polícia, Cristiane tomou banho, se perfumou, vestiu babydool e ofereceu vinho ao marido com veneno. Aos poucos, depositou chumbinho nas doses para que o marido não percebesse.

Ao contrário da história contada por ela, expõe Wilder Brito, Cristiane não tomou medicamentos na noite do crime, e assistiu a tudo que aconteceu, inclusive realizando ligações. Após esperar um tempo, ela ligou para a polícia, contando que seu marido havia agredido-a.

Subtenente é inocente das acusações (FOTO: Fernanda Moura/ Tribuna do Ceará)

Subtenente é inocente das acusações (FOTO: Fernanda Moura/ Tribuna do Ceará)

Segundo o delegado, Cristiane teria se autoflagelado para demonstrar a veracidade de sua história. Wilder ressaltou que ela nunca apresentou laudos médicos, além de ter protelado bastante a investigação.

A ex-esposa do subtenente foi indiciada por homicídio triplamente qualificado por ter assassinado o filho, envenenado o marido e tentado incriminar Francilewdo. De acordo com o Código Penal, por se tratar um homicídio qualificado, Cristiane pode pegar de 12 a 30 anos de prisão, em regime fechado. O tempo da pena pode aumentar de acordo com os agravantes.

Relembre as matérias do caso:

12 de novembro – Subtenente é suspeito de matar filho autista, agredir esposa e anunciar crimes no Facebook

13 de novembro – Subtenente suspeito de matar filho e agredir esposa continua em estado grave no hospital

15 de novembro – Polícia quer ouvir mulher de subtenente do Exército suspeito de matar o filho envenenado

19 de novembro – Filho autista de subtenente do Exército ingeriu “chumbinho”, aponta laudo

19 de novembro – Esposa de militar do Exército suspeito de matar o filho nega traição que seria estopim do caso

21 de novembro – Militar suspeito de matar filho sai do coma, mas ainda não tem condições de prestar depoimento

21 de novembro – Delegado quer saber quem comprou chumbinho usado para matar o filho de militar do Exército

24 de novembro – Amigo duvida que subtenente tenha sido o autor da morte do filho autista

24 de novembro – Com melhora de subtenente, delegado aguarda depoimento até o fim da semana

25 de novembro – Subtenente fica chocado ao acordar do coma e saber que é acusado do assassinato do filho

26 de novembro – Delegado estuda fazer reconstituição do caso de subtenente acusado pela mulher de matar o filho

27 de novembro – Delegado desconfia que uma terceira pessoa tenha assassinado filho de subtenente do Exército

28 de novembro – Subtenente suspeito de matar filho será ouvido pela polícia mesmo na UTI

29 de novembro – Subtenente nega acusações e seu advogado acusa esposa de assassinar o filho para culpar militar

2 de dezembro – Delegado considera esposa de subtenente uma “suspeita em potencial” da morte do filho

3 de dezembro – Subtenente vai de vilão a mocinho após 3 semanas de investigação por morte de filho envenenado

3 de dezembro – Subtenente suspeito de matar o filho tem prisão preventiva revogada pela Justiça

4 de dezembro – Caso Subtenente: pai e mãe ficarão frente a frente pela 1ª vez após morte do filho envenenado

4 de dezembro – Em 1ª entrevista após sair de UTI, subtenente revela que tem tatuagem com nome de filho morto

8 de dezembro – Esposa de subtenente suspeita de matar o filho contrata um dos juristas mais conhecidos do Ceará

11 de dezembro – Um mês após crime, vizinha diz que nunca acreditou na versão de que subtenente matou o filho

11 de dezembro – Polícia revela áudio que indica desespero da esposa de subtenente após crime

12 de dezembro – Sobrinha será investigada por acionar a polícia quando militar já havia sido socorrido

13 de dezembro – Subtenente recebe alta médica e deseja acareação com esposa sobre morte de filho envenenado

15 de dezembro – Subtenente e esposa participarão de acareação e reconstituição de crime até a próxima semana

16 de dezembro – Caso Subtenente: esposa e militar fazem acareação na próxima segunda-feira

22 de dezembro – Em acareação, subtenente e esposa se encontram pela primeira vez após morte do filho

22 de dezembro – Subtenente acusa publicamente sua mulher de matar filho e agora teme pela vida do mais novo

23 de dezembro – Subtenente tem seguro de vida que pagaria R$ 153 mil a esposa em caso de morte

23 de dezembro – Polícia investiga denúncia de que depósito teria vendido chumbinho a esposa de subtenente

24 de dezembro – Esposa de subtenente admitiu ao marido que tem um amante, no reencontro do casal em acareação

25 de dezembro – Confira o bilhete de brincadeira suspeita entre subtenente e esposa que intriga a polícia

26 de dezembro – Laudo aponta que esposa de subtenente teve lesões mais leves do que em fotos entregues à polícia

27 de dezembro – Polícia quer saber se amante teve participação na morte de filho de subtenente

29 de dezembro – Frieza de mulher de subtenente teria chamado a atenção de presentes em reconstituição de crime

1º de janeiro – Mensagem editada no Facebook de subtenente teve alteração no nome do amante da esposa

7 de janeiro – Amante de esposa do subtenente deve prestar depoimento à polícia na próxima semana

12 de janeiro – Em entrevista exclusiva, subtenente revela que veneno estava em mamadeira do filho

11 de fevereiro – Três meses após morte de filho de subtenente por envenenamento, caso segue sem respostas

25 de fevereiro – Delegado revela que cena do crime de morte do filho de subtenente foi alterada

11 de março – Quatro meses depois, polícia não sabe quando concluirá investigação do “Caso Subtenente”

26 de março – Após mais de 4 meses do crime, polícia marca nova reconstituição do Caso Subtenente

27 de março – Quatro meses após morte de filho, subtenente revela que esposa dificulta contato com caçula

8 de abril – Após ausência de mãe, reconstituição da morte de filho do subtenente será feita nesta quarta

8 de abril – Caso subtenente: delegado promete concluir inquérito nos próximos dias

8 de abril – Ex- esposa de subtenente lamenta ser alvo de “linchamento cibernético” após morte de filho

8 de abril – Amigos e parentes de subtenente fazem manifestação pedindo prisão de ex-esposa

9 de abril – Vizinhos negam versão de ex-esposa de subtenente de que pediu ajuda após o crime

14 de abril – Subtenente acusa família de ex-esposa de colocar “sangue nas mãos” ao defendê-la

15 de abril – Ex-mulher de subtenente é indiciada por morte do filho por envenenamento

15 de abril – Ex-esposa de subtenente pesquisou no Google “como envenenar uma pessoa com chumbinho”

16 de abril – Delegado teme que ex-esposa de subtenente venha a fugir após indiciamento por morte de filho

16 de abril – Guarda de filho mais novo de subtenente será solicitada à Justiça nesta quinta-feira

16 de abril – Delegado pedirá prisão preventiva de ex-mulher de subtenente até esta sexta-feira

16 de abril – Veja as pesquisas que a ex-mulher de subtenente fez antes de envenenar o filho e o marido com chumbinho